Matérias » Brasil

Da censura na ditadura à linguagem obscena: conheça a grande trajetória de Rubem Fonseca

Aos 94 anos, o escritor, que foi um dos mais importantes autores brasileiros, morreu devido a um infarto em seu apartamento no início desta tarde

Isabela Barreiros Publicado em 15/04/2020, às 16h25

O escritor brasileiro Rubem Fonseca
O escritor brasileiro Rubem Fonseca - Zeca Fonseca/Divulgação

No início desta tarde, 15, morreu o escritor mineiro Rubem Fonseca, poucas semanas antes de completar 95 anos. O autor sofreu um infarto em seu apartamento no Leblon, na capital fluminense, e foi levado ao Hospital Samaritano, em Botafogo, mas não resistiu. Um dos mais importantes nomes da literatura nacional, Fonseca ainda escrevia e publicava livros antes de falecer.

Nascido em Juiz de Fora, Minas Gerais, Rubem Fonseca chegou a trabalhar como comissário de polícia nos anos 1950 e ainda se formou em Direito antes de começar sua carreira como escritor. Mudando-se ainda criança para o Rio de Janeiro, aos 8 anos, o autor permaneceu na cidade até sua morte.

Conhecido por seus contos, suas principais obras são Feliz Ano Novo (1975), A Cólera do Cão (1963) e O Cobrador (1963), além dos romances O caso Morel (1973) e A grande arte (1983). Seu livro mais recente foi publicado em 2018, e leva o nome de Carne Crua. Recebeu também 6 prêmios Jabuti e um Prêmio Camões ao longo de sua trajetória.

O contista renovou a literatura brasileira durante o período em que atuou: sua linguagem, muitas vezes considerada “brutalista” por críticos, transformou o cenário nacional e ainda influencia muito do que é produzido no país.

"Eu escrevi 30 livros. Todos cheios de palavras obscenas. Nós, escritores, não podemos discriminar as palavras. Não tem sentido um escritor dizer: 'Eu não posso usar isso'. A não ser que você escreva um livro infantil. Toda palavra tem que ser usada", afirmou Fonseca.

Impactou tanto com sua obra que, em 1976 teve seu livro Feliz Ano Novo censurado pela ditadura militar brasileira. Naquele ano, o ministro da Justiça de Geisel, Armando Falcão proibiu a coletânea de contos com alegação de que ela atentava à moral e aos bons costumes, pretexto muito comum para a época.

Crédito: Divulgação

 

O livro consolidava o estilo que, posteriormente, se tornou a maior marca de Fonseca. O vocabulário muitas vezes seco e direto tornava a leitura quase cinematográfica. Ao contar histórias de cidadãos urbanos, que vivam quase sempre em contextos violentos, o autor incomodou o regime que tentava ignorar essas pessoas.

A obra foi liberada apenas 13 anos depois, depois de uma intensa e longa briga judicial travada pelo escritor. Mas o incômodo já estava feito: contar narrativas regadas à violência e sexo elevou a visibilidade de Fonseca, que passou a influenciar gerações com seus escritos.

Ainda assim, é importante mencionar um dos aspectos mais delicados da vida do autor. Durante os anos 1960, ele atuou no Instituto de Pesquisas e Estudos Sociais (Ipes), um órgão que, na época, estava vinculado à ditadura.

As especulações sobre seu trabalho na instituição fizeram com que ele saísse de seu silêncio tão habitual. Em um artigo publicado em 1994 no jornal Folha de S. Paulo, o contista afirmou nunca ter sido "favorável à ruptura da ordem constitucional em nosso país”, negando seu apoio ao regime.


+ Saiba mais sobre a obra de Rubem Fonseca por meio dos livros disponíveis na Amazon:

Feliz Ano Novo, Rubem Fonseca (2011) - https://amzn.to/2VbcXLj

Carne Crua, Rubem Fonseca (2018) - https://amzn.to/3es3O8w

Calibre 22, Rubem Fonseca (2017) - https://amzn.to/34EOBwm

O melhor de Rubem Fonseca: Contos (Coleção "O melhor de"), Rubem Fonseca (2015) - https://amzn.to/3a71hgM

Vale lembrar que os preços e a quantidade disponível dos produtos condizem com os da data da publicação deste post. Além disso, a Aventuras na História pode ganhar uma parcela das vendas ou outro tipo de compensação pelos links nesta página.
 
Aproveite Frete GRÁTIS, rápido e ilimitado com Amazon Prime: https://amzn.to/2w5nJJp 
 
Amazon Music Unlimited – Experimente 30 dias grátis: https://amzn.to/2yiDA7W