Matérias » Monarquia

Da distante relação com Elizabeth II ao casamento conturbado: a intimidade do Príncipe Charles

O futuro sucessor da Coroa Inglesa já nasceu sob a pressão de se tornar rei, mas, será que esse era seu desejo?

Penélope Coelho Publicado em 07/06/2020, às 08h00

Charles em 1981
Charles em 1981 - Wikimedia Commons

Ser o primogênito da Rainha da Inglaterra é um fato marcado por grande pressão. Além da existência responsabilidades que nem sempre querem ser assumidas. Por isso, a vida de Charles Philip Arthur George, nunca foi e nem será normal.

Nascido em Londres, no dia 14 de novembro de 1948, Charles veio ao mundo como uma criança que carregava em si, o poder de um dia se tornar rei. Porém, o primeiro filho da rainha Elizabeth II com príncipe Philip tomou algumas atitudes que não corresponderam às expectativas de seus pais.

Rainha Elizabeth e Príncipe Charles na abertura do parlamento, em 2019 / Crédito: Getty Images

 

Para seu pai, Charles era considerado sensível demais. Por isso, Philip assumiu que o menino deveria ser enviado para a mesma escola em que ele havia estudado, onde sabia que teria que fazer as próprias escolhas sozinho, para que pudesse aprender a "se virar".

Talvez isso tenha sido demais para um menino tão jovem que não estava acostumado a ser ultrajado. Ser enviado para a escola escocesa de Gordonstoun, na década de 1960, foi uma das primeiras decisões que o príncipe teve que tomar contra a sua vontade. Lá, Charles afirmou ter vivido um verdadeiro inferno. Esse episódio abalou a relação entre ele e seu pai.

Ao mesmo tempo, sempre admirou a monarca que ele pode chamar de mãe, mas, para o garoto a ausência da Rainha Elizabeth II — que estava sempre em eventos da monarquia ao redor do mundo —, fez com que a relação de mãe e filho se tornasse distante.

De acordo com reportagem publicada pelo jornal The Sun, uma fonte próxima ao príncipe revelou que Charles acredita que sua mãe sempre foi muito fria com ele. Mas, a relação com seus pais, não seria nem de longe o maior problema de Charles.

Diana

Uma das fases mais conturbadas da vida do príncipe de Gales ocorreu durante seu casamento com Diana. O relacionamento revelou um lado oculto do homem que, até então, vivia de aparências. Por ser o herdeiro do trono, Charles foi, por muitos anos, o solteiro mais cobiçado do mundo. Quando ele finalmente decidiu se casar, não foi com a mulher que realmente amava.

Antes de se casar com Diana Spencer em 1981, Charles já havia conhecido Camilla Parker-Bowles, por quem realmente era apaixonado. No entanto, a relação dos dois não poderia ir para frente, já que Camilla não cumpria os requisitos para se tornar rainha.

Charles e Diana em seu casamento, no ano de 1981 / Crédito: Getty Images

 

Foi ai que Charles encontrou Diana. Ela era o exemplo perfeito do que uma futura rainha deveria ser: aristocrata, virgem e anglicana. Lady Di era verdadeiramente apaixonada por Charles, no entanto, ele manteve-se distante.

A princesa virou uma celebridade na mídia. Muitas vezes, chamou mais atenção do que o próprio príncipe, fato que incomodava Charles. No entanto, nem tudo foi tragédia. Da relação entre Charles e Diana nasceram William e Harry. Todavia, o casamento acabou em 1992, após tabloides de todo o mundo vazarem informações sobre as traições de Charles.

Como pai, Charles tentou ser mais compreensivo e próximo de seus filhos, para fazer diferente de seus pais. O príncipe foi motivado a ser ainda mais presente, após a morte de Diana, em 1997, quando seus filhos eram somente crianças. 

De volta para Camilla

Charles e Camilla em 1979 / Crédito: Getty Images

 

Bowles já havia se casado anteriormente, porém, tomou a decisão de se separar após a relação extraconjugal entre ela e Charles vir à tona. Depois da morte de Diana, ele só foi visto com Camilla depois de alguns anos. Mas, parecia que dessa vez seria para ficar.

Embora o divórcio nunca tenha sido bem visto pela realeza, Camilla e Charles conseguiram se casar. Aparentemente, nenhum esforço para que eles ficassem longe um do outro teria dado certo. Em 2003, os dois começaram a ser fotografados novamente e em 9 de abril de 2005, se casaram com a benção da Igreja Anglicana.

Atualmente, aos 71 anos, o príncipe de Gales e Camilla continuam juntos. Hoje, ele é avô de quatro netos. Para além da monarquia, Charles costuma usar sua influência para defender algumas causas, como, a agricultura orgânica e o interesse por arquitetura.


+Saiba mais sobre a família real britânica por meio de grandes obras disponíveis na Amazon:

Diana. O Último Amor de Uma Princesa, de Kate Snell (2013) - https://amzn.to/2TgHgPO

The Queen: The Life and Times of Elizabeth II (Edição Inglês), de Catherine Ryan (2018) - https://amzn.to/2RhgNA7

God save the queen - O imaginário da realeza britânica na mídia, de Almeida Vieira e Silva Renato (2015) - https://amzn.to/2xTkiGd

O Amor Da Princesa Diana, de Anna Pasternack (2018) - https://amzn.to/2xOZ8c9

A história do século XX, de Martin Gilbert (2017) - https://amzn.to/2yFZMcv

Vale lembrar que os preços e a quantidade disponível dos produtos condizem com os da data da publicação deste post. Além disso, a Aventuras na História pode ganhar uma parcela das vendas ou outro tipo de compensação pelos links nesta página.

Aproveite Frete GRÁTIS, rápido e ilimitado com Amazon Prime: https://amzn.to/2w5nJJp 

Amazon Music Unlimited – Experimente 30 dias grátis: https://amzn.to/2yiDA7