Matérias » Família Real Britânica

Da Marinha inglesa a amor de Elizabeth: Relembre a trajetória do Príncipe Philip

O nobre, que faleceu aos 99 anos, mostrou grande dedicação nas atividades com as quais se envolveu durante a vida

Ingredi Brunato, sob supervisão de Thiago Lincolins Publicado em 09/04/2021, às 08h47 - Atualizado às 08h49

Fotografia de príncipe Philip
Fotografia de príncipe Philip - Getty Images

A manhã desta sexta-feira, 9, foi marcada pela notícia do falecimento do Príncipe Philip, Duque de Edimburgo e marido da Rainha da Inglaterra, Elizabeth II. Ele tinha 99 anos de idade e já era casado com a monarca fazia 73 anos - o casal era o mais longevo de toda a história da monarquia britânica. 

"É com profunda tristeza que Sua Majestade, a Rainha anunciou a morte de seu amado marido, Sua Alteza Real, o Príncipe Philip, Duque de Edimburgo. Sua Alteza Real faleceu pacificamente esta manhã no Castelo de Windsor", anunciou a conta oficial da Família Real através das redes sociais.

O estado de saúde do nobre havia dado os primeiros sinais de comprometimento em fevereiro, dia 16, quando, após se sentir mal, ele foi internado “como medida preventiva”, segundo divulgado pela BBC.

Conforme repercutido pelo portal de notícias UOL, Philip passou por uma cirurgia no coração no Hospital St Bartholomew, em 5 de março. Após todo o procedimento, foi revelado por um porta-voz que o amor de Elizabeth passava bem e havia recebido alta no dia 16, depois de um mês de internação. Até o fechamento da reportagem, a causa da morte não foi revelada.

Relembre abaixo alguns dos acontecimentos memoráveis da longa vida de Philip, além de seu duradouro relacionamento com Elizabeth II

O marido da Rainha Elizabeth II nasceu na Grécia, com o nome de Philip Mountbatten e os títulos de príncipe da Grécia e da Dinamarca. Na juventude, ele entrou na Marinha Real Britânica, formando-se como o melhor cadete de seu ano, segundo informa o site oficial da Monarquia. 

Ele serviu como marinheiro, subindo rapidamente na hierarquia naval, até alcançar o posto de primeiro-tenente do HMS Wallace, uma embarcação responsável por liderar o restante da frota. Na época, o nobre tinha apenas 21 anos de idade, sendo um dos mais jovens primeiro-tenentes da história da Marinha inglesa. 

Philip conheceu Elizabeth quando ela tinha 13 e ele 18 (quando era ainda um cadete). De imediato, acabou criando um laço duradouro com a futura rainha da Inglaterra. Os pombinhos mantiveram-se em contato através de cartas. 

Os dois se casaram em 1947, quando ela tinha 21 e ele 26. O casal não sabia ainda, mas a vida de ambos estava para sofrer uma grande reviravolta quando o pai de Elizabeth morreu, e a coroa passou para ela. Philip precisou fazer muitos sacrifícios para acompanhar sua esposa em seus deveres reais, por exemplo abandonando sua carreira militar. 

Elizabeth e Philip durante cerimônia de casamento / Divulgação/ Royal.uk

 

Como a tradição monárquica inglesa impeça que o marido da rainha seja, também, um rei, Elizabeth concedeu os títulos de “Sua Alteza” e “Duque de Edimburgo” para o amado. 

Esportes

Algo que muitos não sabem é que o Duque de Edimburgo era apaixonado por um esporte incomum nos dias atuais: condução de carruagem. Tanto que ele já foi em diversos eventos desse tipo ao longo da vida, e até mesmo lançou um livro em 1994 chamado “Competição de Condução de Carruagem”, em que reúne seus conselhos e orientações referentes à atividade. 

Fotografia de Philip em uma competição de condução de carruagem em 2005 / Crédito: Getty Images 

 

Quando Philip e sua esposa real fizeram 50 anos de casados, em 1997, o príncipe fez um discurso em que contou ao povo inglês o segredo de sua união duradoura e bem-sucedida: 

“Acho que a principal lição que aprendemos é que a tolerância é o ingrediente essencial de qualquer casamento feliz. Pode não ser bem assim importante quando as coisas estão indo bem, mas é absolutamente vital quando as coisas ficam difíceis. Você pode acreditar que a Rainha tem a qualidade da tolerância em abundância”, disse ele, segundo repercutido pela BBC naquele mesmo ano.


+Saiba mais sobre o tema através de grandes obras da Amazon: 

Diana. O Último Amor de Uma Princesa, de Kate Snell (2013) - https://amzn.to/2TgHgPO

The Queen: The Life and Times of Elizabeth II (Edição Inglês), de Catherine Ryan (2018) - https://amzn.to/2RhgNA7

God save the queen - O imaginário da realeza britânica na mídia, de Almeida Vieira e Silva Renato (2015) - https://amzn.to/2xTkiGd

Diana. O Último Amor de Uma Princesa, de Kate Snell (2013) - https://amzn.to/2TgHgPO

Vale lembrar que os preços e a quantidade disponível dos produtos condizem com os da data da publicação deste post. Além disso, a Aventuras na História pode ganhar uma parcela das vendas ou outro tipo de compensação pelos links nesta página.

Aproveite Frete GRÁTIS, rápido e ilimitado com Amazon Prime: https://amzn.to/2w5nJJp 

Amazon Music Unlimited – Experimente 30 dias grátis: https://amzn.to/2yiDA7