Matérias » Música

Das brigas ao assassinato: a turbulenta saga do rapper XXXTentacion

Conhecido pelas composições emotivas e temperamento agressivo, o artista teve um fim trágico

Wallacy Ferrari Publicado em 13/03/2021, às 10h00

Fotografia em plano retrato de XXXTentacion
Fotografia em plano retrato de XXXTentacion - Divulgação/Jack McCain

Em 2017, o mundo do rap tomou conhecimento de um jovem de 19 anos como um símbolo de uma modalidade do sad trap, abordando temas como a alienação, depressão e agressividade de maneira mais intimista; XXXTentacion lançava o álbum 17, entrando no ranking da Billboard com a faixa "Jocelyn Flores", que relatava a morte de uma amiga pessoal por suicídio.

Em contraste com as composições emotivas, o rapper — cujo nome de batismo era Jahseh Dwayne Ricardo Onfroy — era conhecido nos palcos e na vida pessoal pela personalidade explosiva e violenta.

De acordo com a Vulture, os antecedentes iniciaram aos seis anos de idade, quando esfaqueou um homem que tentava atacar sua mãe, resultando na perda da guarda e integração do pequeno a um programa comunitário de recuperação.

Já na adolescência, quando ascendeu na cena underground do rap, iniciou as provocações com outros artistas da cena, além de protagonizar diversas lutas de rua — filmadas e compiladas em redes sociais. Toda a rivalidade resultou em uma persona temida com largo poder comercial, tudo isso aos 20 anos de idade.

Cena do crime com carro onde XXXTentacion foi assassinado / Crédito: Divulgação / CBS

 

O fim do símbolo

Jahseh tirou o dia para fazer comprar em 18 de junho de 2018. Dias antes, havia assinado um contrato avaliado em 10 milhões de dólares, como informou a revista Monet, e sacou uma grande quantia em dinheiro para adquirir uma motocicleta, na Flórida. Por volta das 15h30, ele chegou na concessionária, sendo observado por dois homens, identificados como Robert Allen e Dedrick Williams.

Após olhar os modelos, o rapper retornou ao carro estacionado e, quando tenta partir, uma SUV bloqueia a passagem, com Michael Boatwright e Trayvon Newsome descendo do veículo e indo até o piloto. Testemunhas afirmaram que uma bolsa Louis Vuitton foi levada pelos homens antes que tiros fossem disparados, como informou o The Independent.

Com um chamado emergencial após a escuta do tiroteio, XXXTentacion chegou a ser resgatado em estado crítico, mas não resistiu até o hospital, tendo o óbito confirmado por paramédicos. Devido ao curioso chinelo laranja que um dos assaltantes usava, a polícia conseguiu chegar aos envolvidos com o auxílio de testemunhas oculares, tratando o caso como latrocínio.

Legado do trap

Um dia após a morte, o Spotify revelou que 'SAD!', o lançamento mais recente do cantor, havia batido recorde de execuções em um único dia, sendo reproduzida por mais de 10,4 milhões de vezes. O clipe da música já estava pronto antes do óbito, sendo lançado 10 dias depois — e revelando uma infeliz coincidência.

Na obra, XXXTentacion comparece ao seu próprio funeral e reanima o corpo com uma briga, sendo uma metáfora sobre a luta com seus problemas do passado. Conforme divulgado pelo site da NME, inicialmente, a especulação dos fãs apontava o envolvimento de um desses problemas na morte, acusando os rappers Soldier Kidd e Soldier Jojo, que também residiam na Flórida, como autores do ataque fatal. O site informa que eles negaram o envolvimento no brutal episódio.

Desdobramentos

Os quatro envolvidos, de fato, foram presos em um intervalo de 50 dias após o crime, com dois dos criminosos já procurados por acusações de drogas e violação de liberdade condicional.

O Gabinete do Xerife do Condado de Broward concluiu o caso como homicídio, mas ainda não julgou os acusados individualmente pela impossibilidade de saber o grau de atuação.


+Saiba mais sobre música por meio de grandes obras disponíveis na Amazon:

O livro da música clássica, de Vários Autores (2019) - https://amzn.to/2UXEqQy

Como Ouvir e Entender Música, de Aaron Copland (2017) - https://amzn.to/3c8V7ht

Falando de música, de Leandro Oliveira (2020) - https://amzn.to/2xkz6O5

Uma história da música popular brasileira: das Origens à Modernidade, de Jairo Severiano (2013) - https://amzn.to/34wM1sj

Uma breve história da música, de Roy Bennett (1986) - https://amzn.to/3a35ylg

Vale lembrar que os preços e a quantidade disponível dos produtos condizem com os da data da publicação deste post. Além disso, a Aventuras na História pode ganhar uma parcela das vendas ou outro tipo de compensação pelos links nesta página.

Aproveite Frete GRÁTIS, rápido e ilimitado com Amazon Prime: https://amzn.to/2w5nJJp

Amazon Music Unlimited – Experimente 30 dias grátis: https://amzn.to/2yiDA7W