Matérias » Personagem

De astronauta a um triângulo amoroso trágico: a insana história de Lisa Nowak

Após agredir uma rival amorosa em um episódio insano, Nowak acabou perdendo a glória que conquistou na Nasa

Caio Tortamano Publicado em 28/08/2020, às 10h33

A astronauta Lisa Nowak
A astronauta Lisa Nowak - Wikimedia Commons

Nascida em 1963, Lisa Nowak estudou engenharia aeroespacial depois de ter entrado na academia da Marinha dos Estados Unidos, seu caminho trilhava para se tornar uma astronauta. E foi isso que aconteceu em 1996, quando passou em um programa de formação de astronautas da NASA, que a preparou para ir até o espaço em 2006.

Todavia, nada a preparou para superar uma desilusão amorosa. Isso aconteceu justamente durante os cursos preparatórios para embarcar em uma espaçonave, quando começou a se relacionar em sigilo com outro astronauta do programa, Bill Oefelein.

Relação

Os dois ficaram juntos por dois anos, mas pelo fato de ser casada, Lisa não podia assumir o relacionamento. A astronauta se relacionava oficialmente com o piloto Richard T. Nowak desde 1988, quando se conheceram na academia da Marinha.

O astronauta Bill Oefelein / Crédito: Wikimedia Commons

 

O casal teve três filhos no total, e somente foram se separar em 2007. Mas antes de ter se divorciado, Lisa mantinha essa relação com Bill, o que não acabou nada bem para ela. Isso porque Oefelein decidiu interromper o relacionamento no final de 2006, não por ter se arrependido, mas sim porque havia conhecido outra pessoa.

Ciúmes

Colleen Shipman era 14 anos mais nova que Lisa e era capitã da Força Aérea americana. Na visão de Bill, que também havia se divorciado recentemente, o término entre ele e Nowak fora amigável, mas isso estava longe de ser verdade.

Angustiada e revoltada pelo fato de ter sido trocada, a astronauta arrumou uma maneira de descobrir o endereço de Colleen. De acordo com a Cosmopolitan, ao saber que ela morava em Orlando, decidiu que iria de carro de Houston — onde a base da Nasa fica até hoje — com o objetivo de chegar até casa da mulher que roubou o coração de seu amado.

A capitã Colleen Shipm / Crédito: Divulgação - Youtube

 

O plano, aparentemente, não era somente confrontar: ela contava com luvas de látex, uma peruca preta para não ser reconhecida e foi armada com uma pistola. Além desse aparato, ainda contava com um spray de pimenta, um sobretudo com capuz, perfuradora, luvas pretas, sacos de lixo, quase 600 dólares em dinheiro e uma faca dobrável. Tudo para uma viagem de 1.400 quilômetros.

Encontro

Ao chegar a Orlando, foi direto ao aeroporto, sabendo que Colleen chegaria a qualquer momento de Houston. Imagens de segurança divulgadas por autoridades mostravam Nowak esperando quase uma hora na esteira com as bagagens do voo que deveriam ser a de sua inimiga. Cansada de esperar, foi até o estacionamento ver se a encontrava.

E assim o fez, mas acabou não sendo nada discreta, deixando claro para Shipman que estava indo atrás dela. A mulher, assustada, começou a correr e entrou no carro, trancando a porta logo após. Com isso, Lisa, ainda de peruca, bateu incessantemente no vidro, pedindo por uma carona e chorando. Assim que Colleen abriu uma mínima fresta da janela, Nowak acionou o spray de pimenta.

Rapidamente, Shipman saiu do lugar com o carro e procurou a polícia, que logo foi atrás da astronauta. Os policiais encontraram Lisa jogando uma sacola dentro de um lixo e a prenderam sob diversas acusações, como tentativa de sequestro, tentativa de destruição de evidência, tentativa de roubo de veículos, entre outros.

Lisa Nowak em traje espacial durante palestra / Crédito: Wikimedia Commons

 

Com receio de que ela pudesse ferir Colleen, Nowak foi presa sem fiança estipulada, uma vez que tinha evidências de planejamento elaborado, disfarces e armas.

Prisão e repercussão

Casos como esse acontecem o tempo todo, porém, na intensidade com a qual a astronauta reagiu, e principalmente por já ter ido ao espaço sob treinamento e comando da NASA, o caso acabou se tornando febre em noticiários e tabloides, que ficaram ensandecidos com a astronauta.

Sem muitos argumentos, ela se declarou culpada, e foi inicialmente condenada pagar mais de 15 mil dólares como fiança, contanto que utilizasse um sistema de rastreamento em liberdade condicional. Shipman desistiu de prosseguir com o pedido de ordem restritiva, em fevereiro de 2007, pouco depois do julgamento ter sido finalizado.

A Nasa, quase imediatamente ao final da situação, anunciou publicamente que havia desligado tanto Nowak quanto Oefelein da corporação. Além da agência espacial, a Marinha dos Estados Unidos dispensou Lisa três anos depois do incidente.

Atualmente, a ex-astronauta vive no Texas e tem uma vida reclusa, evitando chamar atenção — até por isso, pouco se sabe sobre o que aconteceu com ela depois do fatídico episódio. Já Bill e Colleen acabaram casando e se mudando para o Alaska, onde tiveram um filho juntos.


+Saiba mais sobre o tema por meio de grandes obras disponíveis na Amazon:

Soyuz 1: The Death of Vladimir Komarov, por Asif Siddiqi e Christopher Gainor (2020) - https://amzn.to/36B4N2O

Bringing Columbia Home, por Michael D. Leinbach e Jonathan H. Ward (2018) - https://amzn.to/3equrdh

Truth, Lies, and O-Rings: Inside the Space Shuttle Challenger Disaster, por Allan J. McDonald e James R. Hansen (2012) - https://amzn.to/3goERvM

Picturing Apollo 11: Rare Views and Undiscovered Moments (Edição Inglês), de J. L. Pickering e John Bisney (2019) - https://amzn.to/2UcNKiD

NASA Mission AS-506 Apollo 11 Owners' Workshop Manual: 50th Anniversary of 1st Moon Landing (Edição Inglês), de Christopher Riley e Philip Dolling (2019) - https://amzn.to/2AEMRbO

Vale lembrar que os preços e a quantidade disponível dos produtos condizem com os da data da publicação deste post. Além disso, a Aventuras na História pode ganhar uma parcela das vendas ou outro tipo de compensação pelos links nesta página.

Aproveite Frete GRÁTIS, rápido e ilimitado com Amazon Prime: https://amzn.to/2w5nJJp

Amazon Music Unlimited – Experimente 30 dias grátis: https://amzn.to/2yiDA7W