Matérias » Personagem

De luta-livre a concurso de miss: Quem era Donald Trump antes de assumir a presidência?

Os negócios do então mais famoso empresário dos Estados Unidos resultaram numa fortuna de US$ 4,5 bilhões de dólares até a eleição

Wallacy Ferrari Publicado em 04/11/2020, às 16h33

Donald Trump acompanhado de lutadoras da WWE após descer de jato
Donald Trump acompanhado de lutadoras da WWE após descer de jato - Getty Images

À frente de sua segunda corrida presidencial definitiva, o republicano Donald Trump tem a oportunidade de ser reeleito após quatro anos de um governo contestado por polêmicas internacionais e pelos recentes posicionamentos sobre a pandemia mundial de coronavírus.

Se por um lado o político conta com diversas contestações de classes da sociedade, o empresário foi uma respeitada figura americana entre a década de 1980 até o início dos anos 2010.

Durante a juventude, não apenas era marcado por um comportamento agressivo, como relatou em seu livro ‘A Arte da Negociação’, mas também agrediu fisicamente dois professores. Buscando ser mais disciplinado, o pai do garoto o internou em um colégio militar, que reverberou, anos depois, em Trump se desenvolvendo como um excelente jogador de futebol americano. Desde sempre competitivo, começou a carreira executiva com uma ajuda de 1 milhão de dólares do pai.

Na década de 1980, a figura de Donald não apenas se tornou uma marca cômica no auge do glamour cosmopolita da Wall Street, como rendeu diversos produtos com a marca Trump e negócios imobiliários, como Trump Towers e os hotéis Trump. Além disso, Donald chegou a ter seu próprio jogo de tabuleiro, chamado “Trump: The Game”, vendendo 800 mil unidades, além de diversas participações no cinema e televisão.

Donald Trump durante a juventude com uniforme militar / Crédito: WIkimedia Commons

 

Admirado nacionalmente

A figura de bom empresário e investidor representava um símbolo do sonho americano, sendo frequentemente perguntado sobre o interesse em se tornar presidente dos EUA.

O primeiro registro pode ser encontrado numa entrevista da CNN, conduzida por Larry King em 1987, onde Trump manifesta abertamente o desinteresse em seguir carreira política, afirmando que preferia se manter ativo em seus negócios.

No ano seguinte, a apresentadora Oprah Winfrey foi além e perguntou o que Trump faria se fosse presidente. Na ocasião, o futuro político explicou que havia muitos obstáculos no mercado internacional e outros problemas burocráticos que poderiam ser resolvidos no governo, reverberando em uma melhoria na vida dos americanos. A resposta, não apenas foi aplaudida, como enaltecida pela plateia.

Enquanto isso, optava por abrir ainda mais empreendimentos em áreas distintas do ramo imobiliário, enfrentando uma intensa crise em seu patrimônio durante a década de 1990, tendo prejuízo com a empresa aérea Eastern Shuttle e com cassinos em Atlantic City, resultando em seu primeiro divórcio.

Donald Trump e a esposa Melania durante cerimônia do Oscar em 2011 / Crédito: Wikimedia Commons

 

Reestabelecendo a fortuna

O marco da retomada do aclive em seu patrimônio foi a conclusão da Trump World Tower, além do sucesso após adquirir os direitos de realização dos concursos de Miss EUA e Miss Universo.

Dessa maneira, iniciou o século 21 como um símbolo de reestruturação, elevado ainda mais com o convite da emissora americana NBC para a apresentação da versão americana de ‘O Aprendiz’.

Recebendo 50 mil dólares por episódio na primeira temporada e o 1 milhão nas 13 temporadas seguintes, o sucesso de audiência como produtor e apresentador do reality show garantiu o status de empresário durão e conservador, começando a construção de sua imagem política. Em 2007, ainda se fez presente na "Batalha de Bilionários" na WWE, sendo auxiliar na empresa de luta-livre contra Vince McMahon.

Em 2011, disse à Vanity Fair que tinha interesse em concorrer à presidência no ano seguinte, sendo alvo de piadas até mesmo de Obama durante um jantar na Casa Branca. Desistiu nas prévias, mas decidiu prosseguir a campanha na eleição seguinte, em 2016, sendo eleito contra Hillary Clinton. E o resto... Bom, isso você já sabe. 


+Saiba mais sobre Donald Trump em grandes obras disponíveis na Amazon:

A arte da negociação, Donald Trump (2017) - https://amzn.to/38tNmjZ

Revelando Trump - A História de Ambição, Ego e Poder do Empresário Que Virou Presidente, Michael Kranish (2017) - https://amzn.to/2Trx07f

The Truth About Trump, Michael D'Antonio (2016) - https://amzn.to/3cC7ynb

Fogo e fúria: Por dentro da Casa Branca de Trump, Michael Wolff (2018) - https://amzn.to/32TYTYQ

Vale lembrar que os preços e a quantidade disponível dos produtos condizem com os da data da publicação deste post. Além disso, a Aventuras na História pode ganhar uma parcela das vendas ou outro tipo de compensação pelos links nesta página.

Aproveite Frete GRÁTIS, rápido e ilimitado com Amazon Prime: https://amzn.to/2w5nJJp

Amazon Music Unlimited – Experimente 30 dias grátis: https://amzn.to/2yiDA7W