Matérias » Personagem

De sequestrado a cúmplice: a insólita história de Shawn Hornbeck, em cativeiro por 4 anos

O garoto de apenas 11 anos viveu horrores físicos e psicológicos nas mãos de seu sequestrador, que também o chantageou a sequestrar outra criança

Paola Churchill Publicado em 14/06/2020, às 09h00

O menino Shawn Hornbeck
O menino Shawn Hornbeck - Wikimedia Commons

Shawn Horbeck vivia uma vida feliz com seus pais no Missori, nos Estados Unidos. Ele era um menino bom, era respeitoso com seus familiares, adorava brincar e sempre estava rodeado de amigos.

Mas, em 2002, quando tinha apenas 11 anos de idade e brincava em um parquinho próximo de sua casa, o garoto foi sequestrado. O criminoso era Michael Devlin, de 41 anos e trabalhava em uma pizzaria da região.

Shawn foi levado para o pequeno apartamento de Devlin, que se tornaria seu cativeiro. No local, ele foi estuprado, violentado e sofreu as mais diversas torturas, tanto físicas como psicológicas na mão de seu carcereiro.

Após meses dentro do lugar macabro, o pedófilo se cansou do menino. Então ao cair da noite, o levou até um parque distante da cidade com a intenção de matar e se livrar de Shawn. O garoto tão assustado com a situação começou a chorar e disse que faria tudo que Michael mandasse, se ele poupasse sua vida.

Retrato de Michael Devlin/Crédito: Wikimedia Commons

 

Devlin aceitou a proposta e tornou Michael seu cúmplice. O garotinho de apenas 11 anos, vivia um terror constante nas mãos de sequestrador, chegou ao ponto de achar que era o seu novo pai e tudo que o homem mandasse ele teria que cumprir.

Por isso, o Hornbeck nunca tentou fugir, Devlin fez uma extensa lavagem cerebral na mente da vítima, dizia que se fugisse, ele iria matar toda a sua família. E pior, os abusos continuavam, e eram todos gravados por Michael.

Os anos se passaram e cada vez mais, Shawn perdia cada vez mais as esperanças de voltar a ver sua família e passou a se acostumar com a rotina de abusos. Com a certeza de que ele nunca fugiria, Devlin até mesmo deixava ele dar algumas voltas pela vizinhança.

Quando o menino fez 15 anos — quatro anos desses sendo feito de prisioneiro —, Michael disse que para ele cumprir a promessa que o jovem tinha feito, ele deveria ajudá-lo a raptar mais uma criança.

Ben Ownby e Shawn Hornbeck/Crédito: Divulgação

 

Shawn não sabia o que fazer, e concordou com o diabólico plano do homem. Então, no dia 8 de janeiro de 2007, Devlin forçou Shawn a raptar sua segunda vítima: Ben Ownby, de 13 anos.

Shawn quando viu o desespero de Ben, se colocou no lugar do outro menino, pois tinha passado pela mesma coisa e disse que iria contar tudo. Devlin, então, falou que Shawn era tão culpado quanto ele, e os dois seriam presos caso alguém descobrisse.

Atormentado com essa ideia, Hornbeck decidiu que iria fazer de tudo para que Ben não sofresse nada do que ele passou e que protegeria o adolescente de qualquer mal que Devlin estivesse pensando em fazer com ele.

Os vizinhos perceberam que estava acontecendo algo de muito errado no apartamento de Michael e decidiram ligar para polícia. No dia 12 de janeiro de 2007, quatro dias após o sequestro de Ben, a polícia encontrou o cativeiro.

Shawn nem podia acreditar que aquilo era verdade, depois de anos de abuso e tortura ele agora estava livre. Ownby em seu depoimento para as autoridades, disse que o outro adolescente não tinha culpa de nada e a única coisa que fez foi ajudá-lo.

Shawn atualmente/Crédito: Wikimedia Commons

 

Michael foi preso, e se declarou culpado de todas as alegações, ele recebeu uma pena de 74 prisões perpetuas, e até hoje, está encarcerado em uma prisão no Missouri, sem direito a condicional.

Shawn tenta deixar os fantasmas do passado de lado, o foco dele é ajudar a encontrar crianças que passaram pelas mesmas coisas que ele; para isso, criou a ONG Shawn Hornbeck Foundation.


+Saiba mais sobre assassinatos e psicopatia em obras disponíveis na Amazon:

Manson: A Biografia, de Jeff Guinn (2014) - https://amzn.to/34u09ln

Meu Amigo Dahmer: Estudando com um serial killer, de Derf Backderf (2017)  - https://amzn.to/37LYxW5

O Diário de Jack, O Estripador, de Shirley Harrison (2019) - https://amzn.to/34zeXze

Arquivos Serial Killers. Made in Brazil e Louco ou Cruel, de Ilana Casoy (2017) - https://amzn.to/35LVsU7

Vale lembrar que os preços e a quantidade disponível dos produtos condizem com os da data da publicação deste post. Além disso, a Aventuras na História pode ganhar uma parcela das vendas ou outro tipo de compensação pelos links nesta página.

Aproveite Frete GRÁTIS, rápido e ilimitado com Amazon Prime: https://amzn.to/2w5nJJp

Amazon Music Unlimited – Experimente 30 dias grátis: https://amzn.to/3b6Kk7du