Matérias » Personagem

Tortura, obsessão e perseguição: 5 episódios polêmicos envolvendo Muammar Kadhafi

Enquanto o país vivia em extrema pobreza, o ditador vivia em pleno conforto

Daniela Bazi Publicado em 01/08/2020, às 08h00

Kadhafi em registro oficial
Kadhafi em registro oficial - Wikimedia Commons

Muammar Kadhafi foi um ditador líbio que governou o país entre os anos de 1969 e 2011, subindo ao poder através de um golpe de Estado. Durante seu governo, Muammar foi elogiado por levar a Líbia a ter a menor dívida pública do mundo e por conseguir diversos avanços econômicos e sociais.

Entretanto, Kadhafi também era alvo de polêmicas e críticas: o líder utilizava as riquezas do país para seu bem próprio, mantendo boa parte do dinheiro líbio em suas mãos e tendo uma fortuna de aproximadamente 200 bilhões de dólares, enquanto boa parte da população vivia na pobreza.

Muammar não era o único a se envolver em polêmicas. Durante todos os seus anos no poder, o nome de seus filhos e suas esposas também estavam frequentemente nos tabloides de noticias. Conheça algumas das controvérsias envolvendo a família do ditador líbio.

1. Tortura em babá

Shweyga Mullah trabalhava como babá de um dos filhos de Muammar, quando foi torturada com água quente jogada em seu corpo pela mulher de Hannibal Khadafi , Aline Skaf, após se recusar a bater na criança. A revelação foi feita à CNN em 2011.

2. Paixão por secretária americana

Quando a fortaleza de Muammar, localizada em Trípoli, capital da Líbia, foi invadida no dia 24 de agosto de 2011, rebeldes líbios conseguiram encontrar dentro da propriedade um álbum de fotos repleto de imagens de Condoleezza Rice, ex-Secretária de Estado dos Estados Unidos. Khadafi chegou a admitir durante uma entrevista no ano de 2007 que tinha certa admiração pela secretária americana. 

3. Saadi Khadafi e as Pussycat Dolls

No dia 29 de agosto de 2011, após rebeldes invadirem a casa do filho do ditador, Saadi Khadafi, foi encontrado um álbum de fotos que teria sido enviado por uma amiga do jovem que morava em Nova York, que conta com imagens de Nicole Scherzinger, líder do grupo Pussycat Dolls, utilizando um presente que possivelmente teria sido dado por Saadi.

O álbum está assinado apenas com a palavra “linda”, e contém também algumas fotos de Saadi junto de amigos e conhecidos, tiradas supostamente no ano de 2006.

4. As fotos sensuais de Hannibal e Aline

Ainda em 2011, o site turco JonTurk divulgou fotos íntimas de Hannibal Khadafi e sua esposa Aline Skaf, que teriam sido tiradas por soldados das forças do governo de transição da Líbia em uma casa localizada em Trípoli.

5. Sofá de sereia dourada

No final de agosto de 2011, foi a vez da casa de Aisha Khadafi, filha de Muammar, ser invadida. A residência também fica em Trípoli, no distrito de Bin Ashour, e contava com uma enorme piscina coberta aproveitada por crianças e jovens líbios após a invasão.

Rebelde líbio no sofá de sereia dourado de Aisha Kadhafi / Créditos: Getty Images

 

Outro objeto curioso encontrado dentro da casa pelas forças de transição foi um enorme sofá dourado em formato de sereia. O rosto do item teria sido feito utilizando referência de Aisha.


++Saiba mais sobre Muammar Kadhafi através de obras disponíveis na Amazon Brasil

O Livro Verde: A Terceira Teoria Universal, Muammar al-Gaddafi (2012) - https://amzn.to/2Tu6NFA

Leadership Lessons Learned From Muammar Gaddafi (English Edition), Lisa Gibson (2013) - https://amzn.to/35ZDQUy

Gaddafi's Harem: The Story of a Young Woman and the Abuses of Power in Libya, Annick Cojean (2013) - https://amzn.to/2TnBSe9

Vale lembrar que os preços e a quantidade disponível dos produtos condizem com os da data da publicação deste post. Além disso, a Aventuras na História pode ganhar uma parcela das vendas ou outro tipo de compensação pelos links nesta página.

Aproveite Frete GRÁTIS, rápido e ilimitado com Amazon Prime: https://amzn.to/2w5nJJp

Amazon Music Unlimited – Experimente 30 dias grátis: https://amzn.to/2yiDA7W