Matérias » Reino Unido

Desavenças na Corte: Veja o que ficou de fora da entrevista oficial de Harry e Meghan

Após a repercussão da exclusiva do duque e da duquesa de Sussex, Oprah Winfrey revelou alguns trechos polêmicos que não foram ao ar

Victória Gearini Publicado em 13/03/2021, às 00h00

Fotografia do Príncipe Harry e Meghan Markle na entrevista
Fotografia do Príncipe Harry e Meghan Markle na entrevista - Getty Images

Nos últimos dias, a polêmica entrevista do príncipe Harry e Meghan Markletem gerado grande alvoroço na mídia. A exclusiva concedida à apresentadora de TV, Oprah Winfrey, dividiu a sociedade britânica e levou, ainda, a família real a organizar um comitê de gerenciamento de crise, conforme divulgou a BBC.

No último domingo, 7, a entrevista foi ao ar com o tempo de duração de 1 hora e 25 minutos. Contudo, segundo o portal G1, o material bruto chegou a ultrapassar o tempo de 3 horas.

Elizabeth II e Philip não foram racistas 

Logo após a repercussão da entrevista, Oprah revelou no programa CBS This Morning, que algumas cenas foram cortadas durante a edição oficial. De acordo com a apresentadora, o casal disse que a Rainha Elizabeth II e seu marido, o príncipe Philip, não estão por trás do episódio racista envolvendo o pequeno Archie

Rainha Elizabeth e Príncipe Philip durante a abertura do parlamento em 2015 / Crédito: Getty Images 

 

Uma das declarações mais chocantes feitas pela duquesa de Sussex foi um comentário feito por um membro da família real sobre a cor de seu filho. "Naqueles meses, quando eu estava grávida, havia preocupações e conversas sobre o quão escura sua pele poderia ser quando ele nasceu", disse Meghan à jornalista. 

Apesar das revelações feitas pela esposa, Harry se recusou a citar nomes, mas disse ter ficado magoado com a forma pejorativa e hostil na qual sua amada era tratada pelo palácio e imprensa britânica. 

A relação entre Meghan e sua meia-irmã  

De acordo com o G1, outro assunto que ficou de fora da transmissão foi a relação de Meghan com sua meia-irmã, Samantha. Segundo o veículo, a atriz afirmou que nas últimas três décadas se encontrou apenas duas vezes com a parente.

Tempos atrás, a familiar que não é próxima da duquesa, causou alvoroço na mídia após publicar uma obra em que supostamente teria revelado os segredos e bastidores da vida da meia-irmã famosa.

Harry e Meghan em entrevista com Oprah / Crédito: Getty Images 

 

"Não me sinto confortável falando sobre pessoas que realmente não conheço, mas cresci como filha única, o que todos que cresceram ao meu redor sabem, e gostaria de ter irmãos, teria adorado ter irmãos", disse Meghan no trecho retirado da entrevista, conforme reproduziu a BBC.  

A duquesa revelou, ainda, que após se casar com o filho de Lady Di, a meia-irmã teria colocado novamente o sobrenome Markle. "Acho que seria muito difícil contar tudo quando você não me conhece", completou a esposa de Harry.

Sentimento de traição 

No programa CBS This Morning, Oprah disse, ainda, que a edição deixou de fora o trecho em que a atriz revelou ter se sentido traída pelo próprio pai, Thomas Markle. Segundo ela, Meghan teria descoberto que o patriarca estaria cedendo informações privilegiadas para os principais tablóides britânicos. 

Meghan Markle e Harry estão casados desde 2018 / Crédito: Getty Images 

 

"Nós ligamos para meu pai, eu perguntei a ele e ele disse 'não, absolutamente não' e eu disse 'você sabe que a instituição nunca interveio por nada; eles podem tentar entrar e matar essa história, mas, se fizerem isso uma vez, não seremos capazes de usar a mesma alavanca para proteger nossos próprios filhos um dia'", confessou a atriz em um trecho que não foi ao ar. 

A apresentadora chegou a comparar a relação da duquesa e seu pai com a do duque e seu irmão, William. Contudo, Harry afirmou que sempre apoiará o primogênito, mesmo depois de todos os conflitos familiares. 

Conforme repercutiu o portal, com relação a saída da corte, o neto da Rainha Elizabeth II teria respondido à jornalista que ninguém da família britânica procurou o casal para se desculpar sobre as desavenças e comentários pejorativos feitos à dupla. 


+Saiba mais sobre a família real britânica por meio de obras disponíveis na Amazon:

Diana. O Último Amor de Uma Princesa, de Kate Snell (2013) - https://amzn.to/2TgHgPO

The Queen: The Life and Times of Elizabeth II (Edição Inglês), de Catherine Ryan (2018) - https://amzn.to/2RhgNA7

God save the queen - O imaginário da realeza britânica na mídia, de Almeida Vieira e Silva Renato (2015) - https://amzn.to/2xTkiGd

O Amor Da Princesa Diana, de Anna Pasternack (2018) - https://amzn.to/2xOZ8c9

A história do século XX, de Martin Gilbert (2017) - https://amzn.to/2yFZMcv

Vale lembrar que os preços e a quantidade disponível dos produtos condizem com os da data da publicação deste post. Além disso, a Aventuras na História pode ganhar uma parcela das vendas ou outro tipo de compensação pelos links nesta página.

Aproveite Frete GRÁTIS, rápido e ilimitado com Amazon Prime: https://amzn.to/2w5nJJp 

Amazon Music Unlimited – Experimente 30 dias grátis: https://amzn.to/2yiDA7