Matérias » Monarquias

Desconforto real: o dia em que Grace Kelly ajudou a princesa Diana

A Princesa de Mônaco auxiliou a tensa Lady Di em um dos primeiros eventos como integrante da realeza britânica

Wallacy Ferrari, sob supervisão de Thiago Lincolins Publicado em 23/09/2021, às 14h30

Grace ampara Diana em conversa com Charles
Grace ampara Diana em conversa com Charles - Divulgação / YouTube / PeopleTV

Em 1981, um curioso encontro entre duas figuras célebres admiradas pela sociedade externa foi capaz de marcar duas das monarquias mais importantes da Europa. Diana, Princesa de Gales, era recém-casada com Charles, filho da rainha Elizabeth II, e tinha a oportunidade de se encontrar com a prestigiada Princesa de Mônaco, Grace Kelly.

Até então, apenas a loira norte-americana, casada com o príncipe Rainier III, era famosa pela contribuição em vida, principalmente por seu passado como uma estrela de Hollywood.

A britânica, por outro lado, acostumava-se com os protocolos reais, inclusive por recomendações naquela noite, quando se cumprimentaram no Goldsmiths Hall pouco antes de acompanharem um recital musical.

Naquela noite, uma série de críticas sobre a postura de Diana resultaram em uma série de especulações levantadas na década seguinte pelo biógrafo de Diana, Andrew Morton, em conversas com a princesa, posteriormente disponibilizadas no livro "Diana: Sua verdadeira história em suas próprias palavras".

Diana entrando no local junto de Charles, em 1981 / Crédito: Divulgação / YouTube / PeopleTV

 

Incômodo com protocolos

Lady Di explicou, em entrevistas ao autor, que sentia desconforto visível com os protocolos reais. Na época, com 19 anos, e em uma das primeiras aparições como integrande da realeza, já havia sido advertida antes mesmo de chegar ao local que vestimentas na cor preta devem ser reservadas para ocasiões como funerais.

Além disso, enfrentava problemas com a escolha do vestido decotado, observando reações de surpresa no círculo interno real, como registrou a revista Harper’s Bazaar.

"Foi uma ocasião horrenda. Eu não sabia se deveria sair pela porta [do carro] primeiro. Não sabia se minha bolsa deveria estar em sua mão esquerda ou direita. Eu estava apavorada, realmente. Uma hora vi que tudo estava desordenado. Lembro-me tão bem daquela noite. Fiquei apavorada, quase doente", completou Diana.

Grace percebe desconforto de Diana durante evento / Crédito: Divulgação / YouTube / PeopleTV

 

Ajuda real

Grace, na época com 52 anos, já havia passado por estes perrengues anos antes ao se adaptar a família e protocolos do companheiro, observando o visível desconforto da jovem. Com isso, a convidou para ir ao banheiro feminino, onde teria a garantia de privacidade para conversar com Diana.

A britânica, por sua vez, fez questão de explicar o desconforto e temores sobre a nova rotina, desabafando com Diana. No relato ao biógrafo, a princesa afirmou que Grace rapidamente a acolheu, acariciou seu rosto e proporcionou um alívio cômico ao momento: “Não se preocupe, só vai piorar!”.

A breve interação foi suficiente para a criação do laço entre as princesas, mas também sendo a última, visto que Grace morreu 18 meses depois, após sofrer um derrame enquanto conduzia seu carro, causando um acidente.

Diana fez questão de comparecer ao funeral de Kelly na Catedral de Nossa Senhora Imaculada em Monaco-Ville.