Matérias » Personagem

Do Instituto Butantan a partida de futebol: Em 1920, um príncipe belga visitou São Paulo

Há mais de cem anos, os paulistas celebravam a chegada do príncipe Leopoldo

Redação Publicado em 16/01/2022, às 11h00 - Atualizado em 25/01/2022, às 09h00

O príncipe Leopoldo III quando jovem
O príncipe Leopoldo III quando jovem - Wikimedia Commons / Desconhecido

A vinda da família real belga ao Brasil, em 1920, a convite do então delegado do Brasil na Conferência de Versalhes, Epitácio Pessoa, foi um grande marco na história. Alberto I, que chegou ao Rio de Janeiro no dia 19 de setembro acompanhado de sua esposa, Elisabeth, foi o primeiro rei europeu a visitar a América do Sul.

Mais tarde, em 3 de outubro daquele mesmo ano, desembarcaria em Salvador, o príncipe Leopoldo, herdeiro do trono da Bélgica. Lá, foi recebido pelo cônsul belga e por representantes do governo da Bahia.

Sua chegada na estação da Luz, em São Paulo, dias depois, foi um dos momentos mais notórios da viagem da família.

Um príncipe no Instituto Butantan

Era 7 de outubro quando o herdeiro do trono belga chegou à Terra da Garoa. Segundo o Acervo Estadão, naquele dia, dezenas de jovens mulheres o aguardavam ansiosamente no local de desembarque.

Pela tarde, conforme informou o jornal O Paiz em edição do dia seguinte, o príncipe visitou o Instituto Butantan. Também estavam presentes na ocasião o rei, a rainha, além de Epitácio Pessoa, que à época, já havia se tornado presidente do Brasil.

Os reis belgas em ilustração da edição de 19 de setembro do jornal O Paiz / Crédito: Divulgação / Brasiliana Fotográfica

Segundo a matéria da época, em determinado momento, uma cobra que estava sendo exibida por um cientista do instituto acabou escapando e "poz-se a correr pelo assoalho, provocando alguma agitação e alguns gritos das senhoras presentes". Apesar do susto, o animal logo foi capturado.

Em seguida, conforme informações da Brasiliana Fotográfica, a família real visitou a Escola Normal, onde assistiram a um espetáculo musical e ainda a uma demonstração de ginástica calistênica.

Leopoldo III em 1934 / Crédito: Wikimedia Commons / Willem van de Poli

Visitas pelo estado

Nos dias seguintes, Alberto I, Elisabeth e Leopoldo visitaram diversas outras cidades. A princípio, passaram por Campinas e Rio Claro, onde foram servidos pratos típicos do Brasil.

O príncipe e a rainha chegaram até mesmo a fazer um passeio de canoa pelo rio Mogi-Guaçu, no qual pescaram e caçaram borboletas. Enquanto isso, o rei assistia uma partida de futebol em Ribeirão Preto.

Após as cidades citadas, em 11 de outubro, o príncipe e sua família voltaram para a capital. No dia seguinte, partiram em direção a Santos, aonde chegaram por volta de 12:10h. Depois foram até o Parque Balneário, onde almoçaram. Pela noite, deixaram o estado com destino ao Rio de Janeiro.


+Saiba mais sobre o tema por meio de grandes obras disponíveis na Amazon: 

Sissi: A imperatriz solitária, de Allison Pataki (2016) - https://amzn.to/37Q4bWU

Breve Historia del Imperio Austrohungaro, de Carmen Moreno Minguez (2015) - https://amzn.to/2RIxN2K

A história da Primeira Guerra Mundial, de David Stevenson (2019) - https://amzn.to/2RNLIVw

Genocídio no Congo: Leopoldo II, o Imperialismo e o Holocausto Africano ( 1885-1908) - https://amzn.to/34Cz3Iw

Vale lembrar que os preços e a quantidade disponível dos produtos condizem com os da data da publicação deste post. Além disso, a Aventuras na História pode ganhar uma parcela das vendas ou outro tipo de compensação pelos links nesta página.

Aproveite Frete GRÁTIS, rápido e ilimitado com Amazon Prime: https://amzn.to/2w5nJJp

Amazon Music Unlimited – Experimente 30 dias grátis: https://amzn.to/2yiDA7