Matérias » EUA

Da Mulher Barbada a Sereia de Fiji: O freak show de P. T. Barnum

Nos séculos 19 e 20, muitas apresentações atraíam o público que se chocava com tais "aberrações"

André Nogueira Publicado em 19/03/2021, às 09h00 - Atualizado às 18h31

P. T. Barnum
P. T. Barnum - Wikimedia Commons

Entre os séculos 19 e 20, a Europa e os Estados Unidos eram particularmente adeptos a entretenimentos diversos, muitos deles itinerantes. Essa época foi marcada, por exemplo, pelos circos e apresentações singulares de habilidades insólitas.

Entre os fenômenos circenses mais comuns, estavam os shows de aberrações, marcadamente fundados por um famoso circo Rigling Bros.’, de Phineas Taylor Barnum. Sua lógica era simples: fornecer apresentações atraentes com pessoas singulares, de características inesperadas, para gerar lucro.

Apesar do mecanismo, os personagens não eram humilhados pelo dono. Isso porque eram, em geral, bem pagas, pois tinham um vasto e fiel público.

Show de aberrações de Barnum / Crédito: Wikimedia Commons

 

O empresário responsável pelo circo, P. T, Barnum, era um empresário de Connecticut que fundara junto a James Bailey o primeiro show de aberrações da História. Em seguida, fez uma parceria com o Ringling Brothers Circus em 1907, fundando um grande conglomerado do entretenimento. Barnum começou a trabalhar no ramo com o Grande Teatro Científico e Musical do Barnum, que focava em curiosidades atraentes.

A carreira do empresário era marcada, desde o início, por fraudes e embustes realizados para atrair o público com promessas falsas. Assim como o citado caso de Heth, lançada ao show como se tivesse 160 anos, tendo menos de 80, na sua fase inicial ele anunciava a Sereia de Fiji, que impressionando o público, não passava de uma montagem de um peixe com uma cabeça de macaco.

 Ainda no começo, chegou a contratar uma criança de um ano de idade, Annie Jones, que tinha uma condição rara de crescimento de pelos no rosto, que era apresentada como a infame Mulher Barbada. Sua vida foi marcada por um inicial sucesso, no entanto, chamou tanta atenção que foi alvo de um sequestro por um médico, num caso que chegou à Justiça dos EUA.

Os shows de Barnum também incluíam anões, mulheres acima do peso, engolidores de espada, contorcionistas, cartomantes e até mesmo Lionel, o garoto com rosto de Leão. Uma vez, questionado sobre sua atuação profissional, ele teria respondido: "Eu sou um showman por profissão... e todo o embelezamento não fará de mim nada mais. Meus objetivos pessoais são colocar dinheiro no cofre".

A fase dos shows de aberrações representou o auge de P. T. Barnum, que fez longa carreira na área, marcando a História como fundador e possível maior nome do ramo.

Porém, com o avanço da medicina no século 20, muitas das anomalias que geravam as aberrações, como nanismo e hipertricose, passaram a ser explicadas, e assim, os espetáculos acabaram saindo de moda.


+Saiba mais sobre o tema através das obras disponíveis na Amazon: 

Joseph: The Life, Times and Place of the Elephant Man (English Edition) - https://amzn.to/35Us2no

Elephant Man: Measured by the Soul - The Life of Joseph Merrick (English Edition) - https://amzn.to/2ENOse5

Merrick (English Edition) - https://amzn.to/2QtuN8T

Freak Show: Presenting Human Oddities for Amusement and Profit (English Edition) - https://amzn.to/37c0Ssx

Le Monde Bizarre, de Vários Autores (eBook) (2019) - https://amzn.to/2WZBbJU

Vale lembrar que os preços e a quantidade disponível dos produtos condizem com os da data da publicação deste post. Além disso, a Aventuras na História pode ganhar uma parcela das vendas ou outro tipo de compensação pelos links nesta página.

Aproveite Frete GRÁTIS, rápido e ilimitado com Amazon Prime: https://amzn.to/2w5nJJp 

Amazon Music Unlimited – Experimente 30 dias grátis: https://amzn.to/2yiDA7W