Matérias » Estados Unidos

Do Senado a vice de Obama: Joe Biden, antes das eleições 2020 nos EUA

Quem é esse político que muitos brasileiros ouviram falar pela primeira vez apenas após o lançamento de sua candidatura contra Trump?

Ingredi Brunato Publicado em 07/11/2020, às 07h00

Fotografia de Joe Biden
Fotografia de Joe Biden - Wikimedia Commons

Na última sexta-feira, 6, Joe Biden, candidato à presidente dos EUA pelo Partido Democrata, teve uma virada decisiva em sua contagem de votos, ganhando subitamente uma grande vantagem em relação a seu concorrente republicano, Donald Trump, que está buscando sua reeleição. Essa virada o teria aproximado da vitória da eleição que alguns até já começaram a chamá-lo de novo presidente dos Estados Unidos.  

Nessa matéria, iremos nos aprofundar na trajetória de Biden e seus posicionamentos, para entender melhor o histórico por trás do personagem que está cada vez mais perto de se tornar o líder de uma das maiores potências do mundo. 

Início da vida 

Nascido na Pensilvânia, em 1942, embora seus avós paternos fossem donos de uma empresa no ramo petrolífero, o pai de Joseph Biden nem sempre teve uma condição financeira abastada, encontrando algumas dificuldades em seu negócio justamente na época do nascimento do filho. Felizmente, ele conseguiu manter a família na classe média ao conseguir um emprego de vendedor de carros usados. 

Durante o ensino médio, Biden foi um dos melhores jogadores de futebol americano de seu time, ajudando o colégio que estudava a ter uma ótima temporada de jogos em seu último ano. Simultaneamente, também era um ótimo aluno, considerado acima da média, tendo sido, inclusive, eleito como representante de sua sala mais de uma vez. 

Outro evento que pode ser interpretado como uma mostra de sua inclinação à assuntos políticos é o fato de o jovem ter participado nesse período de um protesto sentado (que é uma modalidade de protesto pacífico em que os manifestantes ficam sentados no chão) contra a segregação nos Estados Unidos.

Joe fez o ensino superior na Universidade de Delaware, onde seus assuntos de interesses ficam bem delineados pelas suas duas escolhas de curso: história e ciência política. Também nessa instituição ele teria sido um bom aluno, com seus colegas relatando surpresa em relação à sua capacidade de aprendizado rápido. 

A primeira esposa de Biden, que começou a namorá-lo nessa época, ainda revelaria cerca de vinte anos depois, em uma edição do The Dallas Morning News de 1987, que ele confessara para ela seu sonho de ser senador aos 30 anos, e depois presidente do país. 

Carreira política 

Após ter feito outra faculdade, dessa vez de direito, e atuado por algum tempo na área de advocacia, Joe afinal entrou na vida pública ao ser eleito para o Conselho do Condado de New Castle, em Delaware. Vale mencionar que, além daquele ser um distrito de tradição republicana, ainda havia sido um ano ruim para os democratas, de forma que pode-se dizer que Biden venceu de maneira 'contrária à corrente'. 

Em 1972, o político conseguiu ser uma das pessoas mais novas a alcançar o cargo de senador nos Estados Unidos, conquistando na época a idade mínima para a posição, de 30 anos, como havia planejado em sua juventude. 

Fotografia de Biden como senador - Crédito: Wikimedia Commons

 

A campanha de Joe praticamente não contava com recursos financeiros, porém a ajuda de sua família, o tamanho reduzido do estado pelo qual concorreu, e algumas estratégias bem-sucedidas lhe permitiram ganhar.

Nos seus primeiros anos Senado, Biden defendeu questões ambientais e relacionadas ao direito do consumidor, e mais tarde se dedicou ao controle do crime e de armas. 

O casal Obama e o casal Biden na cerimônia de anúncio da vitória do presidente negro em 2008 - Crédito: Wikimedia Commons

 

Embora tenha sido um senador bem-sucedido, tendo vários mandatos (seis deles consecutivos), nas duas outras ocasiões, tirando a atual, em que o político tentou concorrer à presidência, ele não teve sucesso. Em 1988, polêmicas envolvendo plágio de trabalhos nos anos de faculdade de Biden vieram à tona, e na segunda, em 2008 ele cometeu uma gafe a respeito de Barack Obama

Obama e Biden 

A despeito disso, a campanha de Joe em 2008, na verdade, acabou o aproximando de Obama, o que resultou na parceria dos dois. Desde cedo na corrida eleitoral ficou claro que Biden não tinha qualquer chance de ganhar, o que o levou a retirar sua candidatura, e acabar se tornando o vice de Obama, que assumiu o cargo de presidente dos EUA em 2009. 

Biden ganhando Medalha Presidencial da Liberdade com Distinção - Crédito: Wikimedia Commons

 

Ao lado do primeiro presidente norte-americano negro, Biden aumentou consideravelmente sua relevância política, e esteve à frente de diversos projetos importantes do governo, ganhando inclusive a Medalha Presidencial da Liberdade com Distinção em 2017.


+Saiba mais sobre o parceiro político de Biden, Barack Obama, por meio das obras disponíveis na Amazon:

Kill or Capture: The War on Terror and the Soul of the Obama Presidency (Edição Inglês), de Daniel Klaidman (2012) - https://amzn.to/3azm3XM

The Perfect Weapon: war, sabotage, and fear in the cyber age (Edição Inglês), de David E. Sanger (2018) - https://amzn.to/36ihxcY

The Perfect Weapon: War, Sabotage, and Fear in the Cyber Age (Edição Inglês) de David E. Sanger (2018) - https://amzn.to/2OcIrgj

Nós somos a mudança que buscamos: Os discursos de Barack Obama, de Barack Obama (2017) - https://amzn.to/3aCecZL

Minha História, de Michelle Obama (2018) - https://amzn.to/2TU5VdG

Vale lembrar que os preços e a quantidade disponível dos produtos condizem com os da data da publicação deste post. Além disso, a Aventuras na História pode ganhar uma parcela das vendas ou outro tipo de compensação pelos links nesta página.

Aproveite Frete GRÁTIS, rápido e ilimitado com Amazon Prime: https://amzn.to/2w5nJJp 

Amazon Music Unlimited – Experimente 30 dias grátis: https://amzn.to/2yiDA7W