Matérias » Personagem

Do triunfo ao esquecimento: a intensa saga de Milunka Savić, a combatente da Primeira Guerra Mundial

A heroína sérvia lutou, ainda, nas Guerras dos Bálcãs e foi presa por nazistas durante a Segunda Guerra

Victória Gearini Publicado em 27/12/2020, às 13h00 - Atualizado às 17h53

Milunka Savić, a heroína sérvia
Milunka Savić, a heroína sérvia - Wikimedia Commons

Ao longo dos séculos, a participação feminina em guerras foi esquecida e até mesmo apagada por homens, este foi o caso de Milunka Savić, a combatente mulher mais condecorada na história da guerra. A heroína sérvia lutou nas Guerras dos Bálcãs e na Primeira Guerra Mundial. No entanto, sua trajetória foi ignorada e ela morreu no anonimato.

A fama na guerra

Milunka Savić nasceu perto de Novi Pazar, em uma pequena vila, no final do século 19. A jovem ingressou no exército, quando seu irmão foi chamado para servir na Primeira Guerra dos Balcãs em 1912. Na ocasião, a mulher decidiu cortar o seu cabelo para participar do conflito no lugar do rapaz.

Antes da sua identidade verdadeira ser descoberta, Milunka participaou de nove missões e devido ao sucesso extraordinário no campo de batalha, foi amplamente condecorada com várias medalhas. Para evitar que descobrissem seu segredo, a jovem encobriu seus ferimentos. No entanto, após ser atingida por estilhaços no peito, souberam que ela na verdade era mulher.

Milunka Savić, a combatente sérvia / Crédito: Wikimedia Commons

 

Entretanto, seu comandante não aceitou que a combatente fosse dispensada. Devido ao seu comprometimento e competência, Milunka permaneceu no exército. Após ser transferida para a enfermaria, a guerreira se manteve firme e acabou voltando para o front. 

Considerada um dos melhores soldados sérvios de sua geração, ela capturou sozinha 23 soldados búlgaros. Posteriormente, foi convocada para lutar na Primeira Guerra Mundial, que lhe rendeu inúmeros prêmios e medalhas.

Na época, Milunka foi reconhecida por diversos países, consagrando-se como a mulher mais condecorada da história da guerra. A França, por exemplo, concedeu-lhe a Croix de Guerre e a Legion d'Honneur, enquanto a Rússia lhe presenteou com a Cruz de São Jorge. Já a Grã-Bretanha lhe deu a Medalha da Mais Distinta Ordem de São Miguel.

O apagamento histórico 

Embora o governo francês tenha oferecido uma aposentadoria confortável, a heroína internacional decidiu permanecer na Sérvia e mudou-se para o subúrbio de Belgrado. Já durante a Segunda Guerra Mundial, Milunka recusou-se a participar de um banquete organizado por Milan Nedić, durante a ocupação nazista no país.

Estátua de Milunka Savić, em Inđija / Crédito: Wikimedia Commons

 

O evento contava com a presença de generais e oficiais alemães, mas a combatente não quis fazer parte, sendo enviada para o campo de concentração de Banjica, onde permaneceu presa durante 10 meses.

Após sobreviver e resistir as condições selvagens do Holocausto, a mulher retornou para o subúrbio de Belgrado e em 1945 passou a receber uma pensão do Estado. Posteriormente, ela continuou fazendo a diferença na vida das pessoas e adotou três crianças de rua.

Infelizmente, veio a falecer em 1972 em decorrência de um derrame. Seu corpo foi enterrado no Novo Cemitério de Belgrado e, na época, a imprensa internacional chegou a noticiar sua difícil situação financeira e habitacional. Já em 2020, o governo sérvio inaugurou um complexo memorial com uma exposição permanente sobre a mulher que impactou a história da humanidade.


+Saiba mais sobre a Primeira Guerra Mundial por meio de obras disponíveis na Amazon:

A Primeira Guerra Mundial: Os 1.590 dias que transformaram o mundo, de Martin Gilbert (2017) - https://amzn.to/2JVvNzt

A história da Primeira Guerra Mundial: 1914-1918, de David Stevenson (2019) - https://amzn.to/2xktyDd

A primeira guerra mundial: História Completa, de Lawrence Sondhaus (2013) - https://amzn.to/3aVNnPP

A Primeira Guerra Mundial: Que acabaria com as guerras, de Margaret MacMillan (2014) - https://amzn.to/2RsQjfa

Primeira guerra mundial: 886, de Michael Howard (2010) - https://amzn.to/2wvFCRL

Vale lembrar que os preços e a quantidade disponível dos produtos condizem com os da data da publicação deste post. Além disso, a Aventuras na História pode ganhar uma parcela das vendas ou outro tipo de compensação pelos links nesta página.

Aproveite Frete GRÁTIS, rápido e ilimitado com Amazon Prime: https://amzn.to/2w5nJJp

Amazon Music Unlimited – Experimente 30 dias grátis: https://amzn.to/2yiDA7W