Matérias » Entretenimento

Do vazamento a vergonha alheia: o Oscar em momentos cômicos

A tradicional cerimônia teve seus altos e baixos ao longo dos anos

Ingredi Brunato, sob supervisão de Thiago Lincolins Publicado em 25/04/2021, às 00h00

Imagem meramente ilustrativa da estatueta entregue aos ganhadores do Oscar
Imagem meramente ilustrativa da estatueta entregue aos ganhadores do Oscar - Divulgação/Pixabay

A primeira cerimônia do Oscar ocorreu em 1929. De lá pra cá, o evento já passou por todo tipo de reviravolta. Muitas delas ocorreram em partes programadas do evento, como as surpresas durante as revelações dos vencedores - são os momentos inesperados, todavia, em que por vezes deu tudo errado, que deixam as pessoas boquiabertas até hoje.

Veja abaixo alguns desses episódios memoráveis!

1. Diretores xarás 

Em 1934, o apresentador do prêmio de 'Melhor Diretor' tentou anunciar o vencedor de maneira informal, e acabou mostrando que, na verdade, não sabia os nomes dos concorrentes da categoria. 

Isso porque Will Rogers falou ao microfone “Suba aqui e pegue, Frank”, sem se dar conta que havia mais de um diretor com esse nome. Quem acabou se levantando foi Frank Capra, porém, para seu azar quem foi nomeado para o prêmio era, na verdade, Frank Lloyd, que dirigiu o filme “Cavalgada”.


2. Jornal vazou tudo

O veículo estadunidense Los Angeles Times acabou tirando a graça do evento no ano de 1940, quando, depois de conseguir acesso aos nomes dos vitoriosos, publicou tudo horas antes da cerimônia começar, assim quebrando totalmente o suspense característico do momento da entrega dos prêmios. 

Fotografia de David O. Selznick recebendo prêmio do apresentador no Oscar de 1940 / Crédito: Divulgação/ Site do Oscar

 

A ocasião histórica fez inclusive com que a equipe por trás do Oscar passasse a ter cuidado redobrado com essas valiosas informações, a fim de não deixá-las caírem nas mãos de nenhum outro jornal em anos vindouros.


3. Barraco no Oscar 

É de se imaginar que todos os artistas indicados aos prêmios vibrem para que sejam eles a levar a estatueta dourada para casa, todavia, a atrizShelly Winters, concorrente da categoria de Melhor Atriz em 1952, acabou deixando seu ego levar o melhor de si, e decidiu se levantar antes mesmo do anúncio do nome vencedor. 

Fotografia de Shelly Winters / Crédito: Wikimedia Commons

 

O episódio foi particularmente vergonhoso porque quem acabou vencendo como Melhor Atriz foi Viven Leigh, que impressionou a Academia com sua performance em "Uma Rua Chamada Pecado", fazendo com que a primeira tivesse que voltar ao seu assento.


4. Queda em frente aos holofotes  

Em 2013, a carismática Jennifer Lawrence pagou um mico histórico quando subiu às escadas para o palco para receber seu prêmio como Melhor Atriz por sua participação no longa “O Lado Bom da Vida”. 

Isso porque, em meio a seu nervosismo, a atriz acabou tropeçando no próprio vestido e caindo. Felizmente, não foi uma queda dolorosa.

Vale dizer ainda que no Oscar de 2014, no ano seguinte, a estadunidense caiu mais uma vez, dessa vez no tapete vermelho.


5. Engano desastroso 

No ano de 2017 ocorreu uma gafe difícil de esquecer em um dos momentos de maior tensão da cerimônia: o anúncio do Melhor Filme. 

A organização do evento entregou o envelope errado para Warren Beatty e FayeDunaway, os atores responsáveis por revelar os vencedores, fazendo com que eles dissessem “La La Land” em vez de “Moonlight”, que era o verdadeiro ganhador da categoria. 

Os produtores do longa em estilo musical se abraçaram, emocionados, e já estavam fazendo seu discurso fazia mais de dois minutos quando alguém finalmente veio avisar do engano. O envelope que estava com os apresentadores era o de “Melhor Atriz”, categoria conquistada por Emma Stone pela sua performance em La La Land. 


+Saiba mais sobre o tema por meio das obras disponíveis na Amazon:

A odisseia do cinema brasileiro, de Laurent Desbois (2016) - https://amzn.to/3qMPptK 

História do cinema mundial, de Franthiesco Ballerini (2020) - https://amzn.to/2Weo06h

Três roteiros, de Kleber Mendonça Filho (2020) - https://amzn.to/3n6vJyZ

O que é o cinema?, de André Bazin (2018) - https://amzn.to/2Kb9Hwi

A História do Cinema para quem tem pressa, de Celso Sabadin (2018) - https://amzn.to/3gwSUjo

O Discurso cinematográfico, de Ismail Xavier (2008) - https://amzn.to/3gvP6iu

Vale lembrar que os preços e a quantidade disponível dos produtos condizem com os da data da publicação deste post. Além disso, a Aventuras na História pode ganhar uma parcela das vendas ou outro tipo de compensação pelos links nesta página.

Aproveite Frete GRÁTIS, rápido e ilimitado com Amazon Prime: https://amzn.to/2w5nJJp 

Amazon Music Unlimited – Experimente 30 dias grátis: https://amzn.to/2yiDA7W