Matérias » Personagem

Doença misteriosa e morte precoce: 5 fatos sobre Paula de Bragança, a filha esquecida de D. Pedro I

Discutida por historiadores, diversos pontos da vida da herdeira relacionam tragédias com sua história em vida

Wallacy Ferrari Publicado em 06/07/2020, às 13h18

Retrato de Paula de Bragança
Retrato de Paula de Bragança - Wikimedia Commons

1. De famílias nobres

A árvore genealógica da pequena já era notável pelo lado luso-brasileiro, responsável pela família real em terras tupiniquins; era neta de D. João VI por parte do pai, Dom Pedro I. Pelo lado materno, abrangia sua influência para mais uma potência europeia, com a ligação na realeza francesa.

Apesar de ser a quarta na linha de sucessão da família ao trono português, a jovem teve o direito negado de realizar a realeza futuramente, visto que nasceu após a independência, sendo considerada estrangeira.


2. A perda da mãe

Paula era a terceira filha mulher do casamento de Dom Pedro I com Maria Leopoldina da Áustria, tendo mais dois rapazes como irmãos. Porém, durante a gravidez no sexto filho, a jovem Paula não apenas perdeu o futuro irmão, como também acabou perdendo a mãe durante um aborto espontâneo.

Com apenas três anos de idade, a garota teve de lidar com os boatos de que a hemorragia que vitimou a mãe teria sido causada por um chute pai após uma acalorada briga — rumor desmentido por pesquisas. A companheira foi velada em dezembro de 1826 em uma cerimônia honrosa.

Em pintura familiar, Paula segura um cachorro nos braços / Crédito: Wikimedia Commons

3. Tratamentos alternativos

Ainda na infância, diversos sintomas de uma enfermidade surgiram no corpo de Paula; dores constantes na região abdominal, complicações no metabolismo e dificuldades na locomoção fizeram sua família desconfiar dos atos, além de impossibilitar a jovem de realizar diversas atividades reais e até cotidianas, estando ausente em diversos eventos, como a coroação do irmão Dom Pedro II.

Visto que estava debilitada, diversos tratamentos foram responsáveis por complicar ainda mais a saúde da criança. Sem um diagnóstico correto, foi submetida a diversas terapias alternativas, como a aplicação de sanguessugas, uso e gesso de mostarda e até mesmo o recebimento de doses de substâncias ácidas, diretamente na pele.


4. Morte precoce

Sem a possibilidade de identificar e curar a enfermidade, a doença se agravou no final do ano de 1832, sendo novamente internada, mas não resistiu aos sintomas. Um mês antes de completar 10 anos de idade, Paula morreu, no dia 16 de janeiro de 1833, em Paço de São Cristóvão, no Rio de Janeiro.

Em uma grande cerimônia de estado, a jovem teve um funeral com a presença de boa parte dos membros da família imperial, sendo sepultada no Convento de Santo Antônio. O velório foi o maior até o falecimento do filho de D. Pedro II, Afonso, quinze anos depois. No ano seguinte ao falecimento de Paula, D. Pedro I também morreu.


5. Causa da morte

Os equipamentos da época para identificar problemas de saúde não tiveram a capacidade de auxiliar a equipe médica para obter um diagnóstico. Os sintomas relatados pela jovem, no entanto, são responsáveis por teorias de historiadores, que lançam luz sobre a causa de seu óbito.

De acordo com o historiador inglês Roderick Barman, Paula era portadora de meningite. Porém, para o estudioso Mick Isle, contudo, a pequena apresentava sintomas de malária e morreu em decorrência da enfermidade.


+Saiba mais sobre a família imperial em grandes obras disponíveis na Amazon:

Pedro II – A história não contada: O último imperador do Novo Mundo revelado por cartas e documentos inéditos, de Paulo Rezzutti (2019) - https://amzn.to/2qWOGw7

Leopoldina: a história não contada: A mulher que arquitetou a independência do brasil, de Paulo Rezzutti (2017) - https://amzn.to/2DsrmJt

Coleção Princesa Isabel. Fotografia do Século XIX , de Bia Correa do Lago e Pedro Correa do Lago (2013) - https://amzn.to/34ue8aO

Retratos do Império e do Exílio, de Vários Autores (2011) - https://amzn.to/35PKgWP

Pedro: Imperador do Brasil e rei de Portugal, de Eugénio dos Santos (2015) - https://amzn.to/34ySFO6

Vale lembrar que os preços e a quantidade disponível dos produtos condizem com os da data da publicação deste post. Além disso, a Aventuras na História pode ganhar uma parcela das vendas ou outro tipo de compensação pelos links nesta página.

Aproveite Frete GRÁTIS, rápido e ilimitado com Amazon Prime: https://amzn.to/2w5nJJp

Amazon Music Unlimited – Experimente 30 dias grátis: https://amzn.to/2yiDA7W