Busca
Facebook Aventuras na HistóriaTwitter Aventuras na HistóriaInstagram Aventuras na HistóriaYoutube Aventuras na HistóriaTiktok Aventuras na HistóriaSpotify Aventuras na História
Matérias / Futebol

Edgar Iê: Jogador enviou irmão gêmeo para jogar na Romênia? Clube nega

Com passagem pelo Barcelona do trio MSN, Edgar Iê chegou ao futebol romeno como esperança, mas foi alvo de boato que envolve seu irmão; entenda!

Fabio Previdelli

por Fabio Previdelli

fprevidelli_colab@caras.com.br

Publicado em 19/05/2024, às 10h00

WhatsAppFacebookTwitterFlipboardGmail
O jogador Edgar Iê - Getty Images
O jogador Edgar Iê - Getty Images

Fundado em 14 de maio de 1948, o Dínamo Bucareste é um dos times mais tradicionais da Romênia, mas, esta temporada, passa por uma situação inusitada tanto dentro quanto fora das quatro linhas. 

No gramado, o Dínamo tem como rival o Steaua Bucureste, contra quem disputa o Marele Derby ('O Derby Eterno'); considerado o maior clássico do futebol romeno. Afinal, os dois times são os maiores vencedores do país: o Steaua tem 26 títulos e o Dínamo 18

Nesta temporada, porém, o Dínamo luta contra o rebaixamento e joga nas próximas duas segundas-feiras, 20 e 27, partidas contra o Csíkszereda na luta contra o descenso. Do outro lado, o Steaua lidera a luta pelo título do Campeonato Romeno

Mas, a situação na tabela sequer chega perto de ser tão complexa quanto o que acontece nos bastidores. Afinal, nos últimos dias, surgiu a suspeita de que um jogador contratado pelo Dínamo, que já defendeu inclusive o Barcelona, tenha enviado seu irmão gêmeo para vestir a camisa dos 'Cachorros Vermelhos', como o time é conhecido. Entenda!

+ O trote que fez um desconhecido jogar por 53 minutos na Premier League

Impostor familiar?

Formado pelo tradicional Sporting, de Portugal, o defensor Edgar Ié, atualmente com 30 anos, chegou em fevereiro ao Dínamo Bucareste. Nascido em Guiné-Bissau, ele defendeu as categorias de base da seleção de Portugal e teve passagem pelo todo-poderoso Barcelona, da Espanha. 

Edgar foi contratado pelo time B do clube da Catalunha em 2012 e estreou na equipe principal em dezembro de 2014, mesma temporada em que foi criado o lendário trio MSN — formando por Messi, Suárez e Neymar., porém, deixou o clube no ano seguinte, passando por times como Lille e Nantes (na França), Feyenoord (Holanda) e Basaksehir (Turquia).

Apesar de ter rodado o mundo, as suspeitas contra Edgar Iê surgiram justamente no Dínamo, visto que, segundo o jornal espanhol Marca, a direção do clube achou no mínimo curioso o fato do jogador não conseguir se comunicar em outra língua além do português. 

No dia 13 de maio, o jornal português A Bola repercutiu que o jornalista romeno Daniel Sendre noticiou que o clube suspeita que o atleta que havia contratado não seria Edgar Iê, mas sim seu irmão gêmeo, Edelino Iê — que embora também tenha começado no Sporting, tem uma carreira muito mais modesta por times de menor expressão em campeonatos de segundo e terceiro escalão da Europa, como o polonês. 

Edgar e Edelino Iê - Divulgação/Barcelona e Braga

Ex-presidente do Dínamo, Florin Prunea, relatou que depois que descobriu que Edgar Iê tinha um irmão gêmeo, também passou a investigar o caso: "Parece surreal. Comecei a fazer ligações, conversar com amigos, e a notícia é verdadeira. Não posso acreditar. Ninguém negou", afirmou, ainda segundo o Marca. 

Já a CNN aponta que diante de tudo isso, o Dínamo Bucareste pediu para Edgar Iê mostrar sua carteira de motorista, mas o jornalista Emanuel Rosu aponta que o atleta se negou a mostrar o documento que comprova sua identidade

+ Carlos Henrique Kaiser, o impostor do futebol brasileiro

As possíveis consequências

Desde que foi contrato pelo Dínamo Bucareste, Edgar Iê atuou em cinco jogos — ou seja, caso comprovado que Edgard seja Edelino, o clube pode perder os oito pontos que conquistou enquanto ele esteve em campo.

Até o momento, como toda a situação não passa de uma teoria, um dirigente da Federação Romena disse a iAMSport que o teste de DNA pode ser um meio de comprovar ou não essa história. 

Edgar Iê pelo Feeynord - Getty Images

"Não há qualquer cenário previsto para esta situação. Se o jogador que jogou não é o verdadeiro, pode haver sanções. Legalmente, um exame de DNA pode decidir tudo se o resultado for contrário", apontou.

Claro que o Dínamo nunca teve intenção de usar o irmão gêmeo em vez do correto. Acho que eles, caso o resultado de DNA confirme que é o seu irmão gêmeo, devem considerar uma defesa, considerando que não sabiam disto. Em relação à perda dos pontos na tabela, a possibilidade terá de ser equacionada. Mas se o Dinamo foi enganado e conseguir prová-lo, então o risco de perder pontos não existe", relatou. 

Dínamo se defende

Segundo repercutido pela Gazeta Sporturilor da Romênia, o Dínamo Bucareste não tem dúvida alguma de que Edgar Iê seja ele mesmo. Afinal, um médico do clube disse que seria impossível ele ter sido 'trocado' pelo irmão, visto que possui uma cicatriz no joelho esquerdo — marca de quando foi operado para tratar do rompimento dos ligamentos. 

Em nota oficial publicada pelo clube, o Dínamo Bucareste vê o assunto como "uma falsidade, uma calúnia, um ataque canceroso contra o clube". 

O clube ainda prometeu processar a pessoa que espalhou tal desinformação: "Para além desta posição para os torcedores, para a imprensa central e europeia, o Dínamo Bucareste anuncia que iniciou o processo para levar a tribunal o autor desta informação errônea por graves danos à imagem do clube". Veja abaixo a nota completa!

Edgar Iê pela base da seleção de Portugal - Getty Images

"Uma farsa, uma calúnia, um ataque canceroso ao clube

Uma notícia falsa, que apareceu no Facebook no dia do jogo contra os Aradenianos da UTA, foi divulgada em poucas horas pelos meios de comunicação romenos e repercutida na imprensa internacional, como BBC, Marca e Record.

Dizer que o Dínamo București duvida que não tenha transferido Edgar Miguel Ié, mas sim o seu irmão gêmeo, Edelino Miguel Ié, é uma falsidade, uma calúnia, um ataque canceroso contra o clube.

O Dínamo Bucareste transferiu Edgar Miguel Ié por meio de um empresário reconhecido na Europa. Estamos falando de transparência, de legalidade em primeiro lugar.

Edgar Miguel Ié recebeu um certificado de transferência internacional emitido pela Federação Turca, verificado pela Federação Romena de Futebol (FRF) e pela FIFA. Foi registado pela Liga Profissional de Futebol (LPF), recebeu um certificado de registo da Inspeção Geral de Imigração (IGI), prova clara de que o nosso Estado tem registos da sua estadia na Romênia.

Para além desta posição para os torcedores, para a imprensa central e europeia, o Dinamo Bucareste anuncia que iniciou o processo para levar a tribunal o autor desta informação errônea por graves danos à imagem do clube.

Além disso, do ponto de vista ético, o Dínamo Bucareste não pode aceitar a posição expressa por parte da mídia de promover uma falsificação do nome do clube".