Matérias » Música

Em 1961, música de sucesso do compositor de Maria Antonieta e Napoleão virou hit de Elvis Presley

A canção Plaisir d'Amour ganhou uma versão especial do rei do rock no filme Blue Hawaii — que estreou mais de 170 anos depois de sua composição

Fabio Previdelli Publicado em 12/01/2020, às 09h00

Maria Antonieta, Jean Paul Egide Martini e Elvis Presley
Maria Antonieta, Jean Paul Egide Martini e Elvis Presley - Divulgação

Compositor de música clássica, Johann Paul Ägidius Martin nasceu em 13 de agosto de 1741 na cidade de Freystadt, Baviera. Aos 16 anos ele já era organista na escola jesuíta em que estudava. Anos depois, largou o curso de filosofia em Freiburg para se dedicar à música — sua verdadeira paixão.

Ao se mudar para a França, ainda jovem, adotou o sobrenome de Martin, ficando conhecido como Jean Paul Egide Martini. Por lá, estabeleceu uma carreira de sucesso como músico da corte. Passou a compor a maioria das marchas militares e óperas, dirigindo muitos concertos para a rainha Maria Antonieta.

Adaptou-se as mudanças da Revolução Francesa e chegou a escrever canções para o casamento de Napoleão.  Sua ópera "L'amoureux de quinze ans", escrita em 1771, foi um enorme sucesso. Altamente popular por sua música religiosa, que combinava aspectos antigos com modernos teatrais, Jean Paul Egide Martini influenciou várias gerações, sendo altamente reconhecido pela canção "Plaisir D'Amour" (1784).

Em 1788, foi nomeado superintendente de música do rei e chefe da música religiosa. Dois anos depois tornou-se professor de composição no Paris Conservatoire. O músico faleceu em Paris no dia 14 de fevereiro de 1816, aos 74 anos.

Gravura de Jean Paul Egide Martini / Crédito: Wikimedia Commons

 

Sua última composição foi um réquiem em homenagem a Luís XVI da França, que havia sido tocada na Basílica de St. Denis em 21 de janeiro de 1816 — data do 23º aniversário de execução do monarca.

Da Revolução Francesa para a Revolução do Rock

Na década de 1960, Elvis Presley já era um fenômeno da música. Após o período em que foi convocado para o exército, o Rei do Rock passou o decênio fazendo filmes e trilhas sonoras. Em 1961, ele lançou seu quarto álbum. Blue Hawaii chegou ao mercado junto com um filme homônimo.

As músicas foram um sucesso: o álbum passou 39 semanas no Top 10 da Billboard e recebeu indicação no Grammy Award em 1961 na categoria de Melhor Álbum de Trilha Sonora ou Gravação do Elenco Original de um Filme ou Televisão.

Cartaz do filme Blue Hawaii / Crédito: Getty Images

 

Mais de 170 anos depois, a melodia de Plaisir D'Amour ganhou novos tons na canção Can't Help Falling in Love — uma das faixas de Blue Hawaii e, considerado por muitos críticos, uma das maiores canções da carreira de Presley.


+ Saiba mais sobre Elvis Presley através das obras abaixo

1. Elvis Presley. História, Discografia, Fotos e Documentos, Gillian G. Gaar, 2016 - https://amzn.to/39sIspm

2. Elvis - A biografia ilustrada, Marie Clayton, 2015 - https://amzn.to/37nsr1P

3. Elvis and Me, Priscilla Presley (Autor), Sandra Jarmon (Autor), Sandra Harmon (Autor), 1986 - https://amzn.to/2QABjuj

4. Elvis Presley. A Vida Na Musica, Ernst Jorgensen, 2010 - https://amzn.to/2QcTuHy

Vale lembrar que os preços e a quantidade disponível dos produtos condizem com os da data da publicação deste post. Além disso, assinantes Amazon Prime recebem os produtos com mais rapidez e frete grátis, e a revista Aventuras na História pode ganhar uma parcela das vendas ou outro tipo de compensação pelos links nesta página.