Matérias » Brasil

Em festival internacional, empresa brasileira chama atenção com série de humor ácido

Com a animação 'Lordson & Jesus', a Openthedoor Studios foi aplaudida no Festival Carballo Interplay, na Espanha

Redação Publicado em 12/04/2022, às 16h57 - Atualizado às 23h48

Cena de 'Lordson & Jesus'
Cena de 'Lordson & Jesus' - Divulgação/Openthedoor Studios

'Lordson & Jesus', série de humor irreverente e ácido, foi uma das apostas da Openthedoor Studios, produtora de audiovisual capitaneada pelo diretor e CEO Luciano Lagares. 

Lançada no Brasil, a série chamou atenção do festival de conteúdos digitais Carballo Interplay, na Espanha. Com um humor que se destaca com que estamos habituados a consumir, a animação traz à tona situações e fatos que acontecem no nosso dia a dia através de uma interpretação que dispensa distorções. 

O diretor Luciano Lagares e Marli Quadros, CEO e CFO da Openthedoor Studios, à direita na foto, entre os criadores de outras séries, no festival Carballo Interplay, na Espanha /Crédito: @leolopezfoto INTERPALY

A verdade na tela

Apresentando a saga de Lordson e Jesus, quem assiste se depara com personagens que começam de baixo, enfrentam as etapas estúpidas e obrigatórias da sociedade e assim se tornam 'cidadãos de bem'. 

“A gente busca conhecimento, busca trabalhar em assuntos que possam elucidar a visão de um determinado assunto para as pessoas. O entretenimento acaba utilizando isso de outra forma, sem educar, mas às vezes apontando caminhos”, explica Luciano ao site Aventuras na História. 

O CEO também explica como surgiu a ideia do projeto que se destacou na Espanha e como a Openthedoor Studios apostou em Lordson & Jesus mesmo com a falta de atenção no Brasil. A obra garantiu o prêmio de 'Melhor Roteiro de Série' no festival internacional.

“Essa série que enviamos para o festival é de humor, fizemos por conta própria, todo o recurso próprio. A gente tinha uma expectativa de buscar um público na internet que busca o humor, mas bem brasileiro, para pessoas que curtem 'Simpsons', 'Família da Pesada' ou 'South Park', mas algo bem nacional. Apostamos bastante nessa ideia", explica ele, que esteve no festival acompanhado de Marli Quadros, CEO e CFO da Openthedoor Studios.

Na Espanha, aplausos

A série, que foi enviada para festivais nacionais e internacionais, foi exibida no festival ocorrido na Espanha e aplaudida diante da narrativa que foge do que estamos acostumados a acompanhar na televisão. 

"No Brasil, essa série entrou no Anima Mundi (festival internacional de animação do Brasil), mas não entrou na lista competitiva, apenas para exibir e também foi comprada pelo Canal Brasil por um período. Fora do Brasil, principalmente na Espanha, teve uma atenção bem curiosa. Entraram em contato para fazer uma matéria sobre a animação e ficamos surpresos para saber como descobriram. A gente fez legenda em espanhol e em inglês para alguns episódios, no Youtube. Descobriram e fizeram um release muito legal sobre as características da série, sobre o tipo de humor da produção e muita coisa que não tínhamos nem passado para eles. Agora a série foi selecionada nesse festival, fizemos uma exibição que foi muito legal e muito aplaudida", completa Luciano, que vibra com a conquista. 

Com uma narrativa capaz de dividir opiniões, a exibição levantou a seguinte dúvida: como os brasileiros reagiram a série? Bom, Luciano explica que, apesar de óbvia, a pergunta não tem uma resposta fácil e foi esse reconhecimento de fora que causou um 'choque'. 

“Uma das perguntas que recebi aqui na Espanha (durante o festival) foi sobre o que as pessoas acharam dessa série no Brasil. E a pergunta parece obvia, mas não foi, apontou para algumas questões. A gente fala de Brasil, a gente fala de violência, a gente fala de religião, a gente fala de espremer a juventude e ela acreditar que pode conquistar coisas e a sociedade meio que a espreme, e esses personagens sofrem isso. Então a pergunta não era óbvia", explica Luciano. "No Brasil teve uma aceitação, claro, mas além da TV Brasil não teve o interesse de outros canais. De repente a animação passa aqui na Espanha, tem a premiação e o público curte. Foi um choque. Eu estou dentro do Brasil, falando do Brasil para brasileiros, será que o país não está muito perto para enxergar o próprio problema?". 

Público chega ao festival de conteúdos digitais Carballo Interplay, na Espanha /Crédito: @leolopezfoto INTERPALY

De 'Conhecimento' a 'Herança dos Palmares'

Além de Lordson & Jesus, a Openthedoor Studios conta com produções que dão verdadeiras aulas para quem acompanha os lançamentos.

A empresa, que colaborou com o site Aventuras na História num especial sobre estilistas que marcaram a História, também lançou recentemente  'Conhecimento', que surgiu como uma resposta ao negacionismo dos fatos e desinformação no século 21.

Com narração de Anielle Franco, educadora, jornalista e irmã da de Marielle, vereadora assassinada em 2018 num crime ainda sem respostas, 'Conhecimento' é fruto do que muitos não buscam hoje em dia: A informação.

“Quando eu fiz o roteiro fui impactado pela morte da Marielle. Achei absurdo. Fui pesquisar quem era a Marielle e comecei a ver o que ela estava fazendo com assuntos relacionados a direitos humanos, o que ela fez em favor da favela da Maré. Isso foi muito forte para mim", relembra Luciano.

"Na época estava indo para os Estados Unidos e pensei fazer (a animação) em inglês. Teve um alcance lá, mas eu não consegui apresentá-la para eu quem deveria. Voltando para o Brasil, surgiu a ideia de chamar a irmã da Marielle de fazer a voz na animação. Ela foi convidada e topou de primeira. O assunto está muito relacionado. Conhecimento é aquilo que faz a gente buscar a informação, faz a gente saber das coisas e não julgar de cara ou se associar a uma ideia negacionista ou sem profundidade”.  

Com a flexibilização da pandemia de covid-19, responsável por mudar drasticamente o mundo nos últimos dois anos, a Openthedoor Studios - que recentemente iniciou a captação de 'Herança dos Palmares' -, continua a todo vapor. 

"Já sabemos que neste ano vão abrir linhas de financiamento para editais. Estamos preparando projetos e enviando para tentar conseguir o dinheiro. Herança dos Palmares é um que já foi aprovado e pronto para capitação. Estamos firmando parcerias com outras produtoras. Fora isso, aproveitei a premiação para falar com produtoras da Espanha, não só sobre Lordson e Jesus, mas a respeito de coprodução em outros projetos", destaca o CEO da companhia.