Matérias » Entretenimento

Emma Watson tem parente que foi condenada por bruxaria

Famosa por seu papel de jovem bruxa em Harry Potter, a atriz tem ligações mais profundas com a ‘magia’ do que se imagina

Redação Publicado em 22/03/2022, às 09h17

Emma Watson em 'Harry Potter e as Relíquias da Morte Parte 1'
Emma Watson em 'Harry Potter e as Relíquias da Morte Parte 1' - Divulgação/HBO Max

Emma Watson é mais conhecida por ter vivido a famosa bruxa Hermione Granger na saga Harry Potter, que conquistou uma legião de fãs ao longo dos últimos anos. No entanto, a atriz tem mais ligação com a magia do que se possa imaginar.

Nascida em Paris, na França, Watson foi para a Inglaterra enquanto ainda era uma criança, aos cinco anos, e cresceu no país. Lá, também viveu uma parente distante sua, que foi condenada por nada mais nada menos do que acusações de prática de bruxaria.

As raízes da artista com a magia vem bem antes de ela atuar em Harry Potter em decorrência de seu parentesco com uma mulher de nome Joan Playle. Ela morou no condado de Essex, na Inglaterra, durante o século 16.

Como relatou a Rolling Stone Brasil, Playle foi uma das 270 mulheres condenadas por acusações de bruxaria na época em que a rainha Elizabeth I governava a Inglaterra, em 1592, um período em que qualquer ação suspeita poderia levar moças a punições severas.

Mas como veio à tona a revelação do parentesco? Tudo aconteceu por meio de uma pesquisa revelada em 2009, desenvolvida por um grupo de pesquisadores especializados em genealogia liderados pela cientista Anastasia Tyler.

O estudo conseguiu revelar a ligação de Watson com Playle, mas não apontou mais detalhes sobre a história da mulher acusada de bruxaria, apenas que ela não morreu na fogueira como muitas de sua época.