Matérias » Arqueologia

Encontrados vestígios da Batalha de Glenshiel, na Escócia

A Batalha Esquecida dos jacobistas foi uma grande derrota para a Casa de Stuart. Como existem poucos vestígios arqueológicos, a descoberta é relevante

André Nogueira Publicado em 10/06/2019, às 15h30

Bala de mosquete
Bala de mosquete - Divulgação

Arqueólogos liderados pelo Nacional Trust For Scotland encontraram fragmentos de morteiros e balas de mosquetes que sobreviveram à batalha de Glen Shiel (1719) perto de Kyle of Lochalsh, na Escócia. A descoberta teve destaque por ter ocorrido próximo ao aniversário de 300 anos da batalha, celebrado neste segunda-feira (10).

Trata-se de uma importante batalha entre uma maiora jacobista - a favor da Casa de Stuart e apoiados pelos espanhóis - e o exército do Rei George I. Neste conflito, James Francis Edward Stuart foi completamente derrotado e suas ambições de assumir o trono acabaram.

Fragmento de morteiro / Crédito: Divulgação

 

Durante a expedição, foram desenterrados diversos fragmentos de argamassa de arame pertencentes ao morteiro usado na batalha, além de uma bala de mosquete. A descoberta é extremamente relevante, pois se trata de materiais raros de um evento pouco documentado pela arqueologia.

Em uma segunda escavação, na região onde estavam posicionados os espanhóis, foi encontrada mais uma bala, achatada.

O evento é conhecido como a Batalha Esquecida entre os jacobistas, pois estes estavam em grande número e foram completamente derrotados. O fracasso dos defensores dos Stuart significou a fraqueza e o pouco apetite por novos levantes contra George I.