Matérias » Família Real Britânica

Entregou a taça para Pelé: Relembre a visita de Philip ao Brasil

Ao lado de Elizabeth, o Duque de Edimburgo visitou as terras tupiniquins quando o país vivia um tenso momento durante a ditadura militar

Fabio Previdelli Publicado em 17/04/2021, às 05h00

Elizabeth e Philip desfilando em carro aberto pelo Rio
Elizabeth e Philip desfilando em carro aberto pelo Rio - Arquivo Histórico do Itamaraty

Na sexta-feira da semana passada, 9, a monarquia britânica anunciava a morte do príncipe Philip aos 99 anos de idade, conforme repercutiu a equipe do site do Aventuras na História. Segundo o Palácio de Buckingham, o marido da rainha Elizabeth II “faleceu pacificamente”. 

A notícia pegou muitos de surpresa, afinal, Philip havia saído a poucos dias do hospital e acreditava-se que o estado de saúde do príncipe era estável. A morte do monarca causou imensa repercussão internacional, principalmente aqui no Brasil, onde ele já esteve ao lado de Elizabeth em novembro de 1968.  

Ao todo, a estadia da realeza britânica em terras tupiniquins durou 11 dias, como relata matéria do G1. Por aqui, o casal passou por Recife, Brasília, Salvador, Campinas, São Paulo e Rio de Janeiro — neste último local, inclusive, tiveram um memorável encontro com um importante personagem na ‘monarquia brasileira': Pelé, o rei do futebol. 

O Brasil em 1968 

Passados quatro anos após o Golpe de 64, o ano de 1968 iniciou-se com uma enxurrada de manifestações estudantis, que cobravam um ensino público e gratuito para todos. Segundo matéria publicada no blog da Editora Boitempo, o grupo também lutava pela democratização e melhoria da qualidade do ensino superior, solicitando mais verba para realizarem pesquisas relacionadas a resolução de problemas sociais e econômicos no país. 

Manifestações estudantis já ocorriam desde 1966 e sempre foram reprimidas pela polícia. Em março daquele ano, as coisas não eram diferentes. O dia 28 ficou conhecido pela invasão de policiais ao restaurante Calabouço, no Rio, onde Edson Luís de Lima Souto acabou sendo morto. 

Desde então, passeatas começaram a ocorrer. A mais celebre delas, em 26 de junho, quando o Rio virou palco da famosa Passeata dos Cem Mil, que além de estudantes também reuniu artistas, intelectuais, religiosos e figuras importantes que foram às ruas protestar contra a ditadura e a repreensão popular. Os protestos ficaram conhecidos pelas faixas com os dizeres: "Abaixo a Ditadura. O Povo no poder", como relembra matéria do G1.

Manifestação contra a ditadura/ Crédito: Wikimedia Commons

 

Já em São Paulo, no dia 3 de outubro, segundo aponta matéria do blog da Boitempo, um estudante da Faculdade de Filosofia do Mackenzie foi morto após o confronto entre estudantes e um grupo de paramilitares de direita abrigados naquela instituição de ensino.  

Duas semanas depois, em 15 de outubro, o Congresso da União Estudantil dos Estudantes (UNE), que acontecia em Ibiúna, foi desmantelado, o que acarretou na prisão de 700 universitários, como lembra matéria da Folha.  

Ainda em 1968, o país sofreu o mais um duro golpe com a implementação do Ato Institucional nº5, o AI-5, que mergulhou o país em uma onda massiva de censura e tortura, como explica matéria publicada pela equipe do site do Aventuras na História

A Família Real britânica no Brasil 

Foi sob esse pano de fundo que Philip e Elizabeth nos visitaram em novembro de 1968. Como aponta matéria do G1, o casal foi recebido com todas as honrarias no país. Um importante evento que serviu para estreitar a relação entre o Reino Unido e os brasileiros. 

O ponto de partida dessa jornada aconteceu em Recife, onde ficaram por um dia antes de irem até Salvador. Na capital estiveram em importantes marcos da cultura britânica em Salvador, segundo o G1, como o Clube Inglês e a Igreja Anglicana.

Além disso, a dupla também conheceu o Museu de Arte Sacra, a Igreja de São Francisco e foram recebidos com uma cerimônia especial no Mercado Modelo.  

Elizabeth em visita à Torre de TV/ Crédito: Arquivo Público do Distrito Federal

 

A próxima parada foi em Brasília, na qual a monarca participou de eventos políticos no Itamaraty, sempre ao lado de Philip, é claro. A passagem ficou completa com as visitas ao Congresso Nacional, O Supremo Tribunal Federal e a Torre de TV. Já no Hotel Nacional, como aponta o G1, foram recebidos por Costa e Silva, que ofereceu um coquetel à imprensa.  

Monarquia no Eixo Rio-SP 

A recepção de Elizabeth e Philip em São Paulo ficou por conta do governador Abreu Sodré e de sua esposa, Maria do Carmo. Juntos, o quarteto tirou algumas fotos ao lado do Monumento do Ipiranga.  

Como relembra matéria publicada pela equipe do site Aventuras na História, a Rainha e o Duque de Edimburgo também participaram da inauguração da nova sede do Museu de Arte de São Paulo, o MASP, que saiu da sede do Diários Associados, na rua 7 de abril, e foi para a Avenida Paulista. Além disso, segundo o G1, os dois passaram um dia em uma fazenda em Campinas.  

Encerrando sua visita por aqui, o casal desfilou em um carro aberto pela Avenida Atlântica, no Rio de Janeiro. Posteriormente, foram até o Maracanã, o templo do futebol, onde assistiram a uma partida entre as seleções de São Paulo e do Rio.  

Elizabeth entregando Taça para Pelé/ Crédito: Arquivo Nacional

 

Foi justamente lá que a rainha da Inglaterra encontrou o rei do futebol. Ao lado de Philip, Elizabeth II entregou uma taça simbólica para Pelé. A última parada foi no lançamento da pedra fundamental da Ponte Rio-Niterói, uma das mais importantes obras feitas durante o regime, segundo aponta o G1.

A viagem dos dois mais importantes membros da Família Real britânica continuou pela América do Sul, partindo rumo ao Chile.


++Saiba mais sobre a Família Real britânica através de grandes obras da Amazon: 

Diana. O Último Amor de Uma Princesa, de Kate Snell (2013) - https://amzn.to/2TgHgPO

The Queen: The Life and Times of Elizabeth II (Edição Inglês), de Catherine Ryan (2018) - https://amzn.to/2RhgNA7

God save the queen - O imaginário da realeza britânica na mídia, de Almeida Vieira e Silva Renato (2015) - https://amzn.to/2xTkiGd

Diana. O Último Amor de Uma Princesa, de Kate Snell (2013) - https://amzn.to/2TgHgPO

Vale lembrar que os preços e a quantidade disponível dos produtos condizem com os da data da publicação deste post. Além disso, a Aventuras na História pode ganhar uma parcela das vendas ou outro tipo de compensação pelos links nesta página.

Aproveite Frete GRÁTIS, rápido e ilimitado com Amazon Prime: https://amzn.to/2w5nJJp 

Amazon Music Unlimited – Experimente 30 dias grátis: https://amzn.to/2yiDA7