Matérias » Personagem

Erro médico e causas incertas: a trágica morte de Heather O'Rourke

Protagonista dos três filmes da franquia Poltergeist, a atriz de 12 anos teve um fim prematuro que pareceu quase inexplicável

Pamela Malva Publicado em 23/01/2021, às 09h00

Fotografia de Heather O'Rourke
Fotografia de Heather O'Rourke - Wikimedia Commons

No universo dos filmes de terror, a franquia Poltergeist é uma das maiores referências. Com efeitos especiais de ponta e atores premiados, o longa Poltergeist - O Fenômeno, por exemplo, foi a oitava maior bilheteria de 1982.

Anos mais tarde, com o lançamento das sequências, a franquia foi considerada um clássico do gênero nos cinemas. Por trás das câmeras, contudo, o elenco e a produção dos longas passavam por episódios trágicos que marcaram períodos de muito luto.

Em 1988, pouco antes do último filme ser lançado, por exemplo, a protagonista dos três longas, Heather O'Rourke, faleceu após uma complicação em sua saúde. Aos 12 anos, a pequena era conhecida por seu incrível papel como Carol Ann Freeling.

A clássica cena de Poltergeist / Crédito: Divulgação

 

Uma estrela cadente

Com seus olhos gentis e cabelos loiros, Heather apostou em sua carreira como atriz desde muito jovem. Aos 5 anos, interpretou Liza Blake em Fantasy Island, uma antiga série de televisão. Mais tarde, foi contratada para o elenco fixo de Happy Days.

Foi apenas em 1982, no entanto, que o rosto da menina estreou no cinema, quando ela representou Carol Ann Freeling pela primeira vez. O sucesso foi imediato. Os fãs amaram a protagonista e ela deu vida à personagem de uma forma inexplicável.

Heather tornou-se uma protagonista tão amada pelo público, que interpretou o mesmo papel mais duas vezes, nos outros dois filmes da franquia. Em 1986, participou de Poltergeist II - O Outro Lado e continuou atuando em Poltergeist III, em 1988.

A pequena Heather O’Rourke / Crédito: Divulgação

 

Erro médico

Antes da estreia do último filme da sequência, contudo, a menina descobriu que sua saúde não estava tão estável quanto ela imaginava. No início de 1987, a jovem atriz contraiu giardíase ao entrar em contato com a água de um poço na casa da família.

Mais tarde, ela ainda foi diagnosticada com a incurável Doença de Crohn. Durante toda a filmagem de Poltergeist III, então, Heather passou por inúmeras sessões de tratamento contra a enfermidade, recebendo até injeções de cortisona.

O problema é que, ao contrário do que os médicos imaginavam, a menina não sofria da doença crônica. Dessa forma, ela foi submetida a um intenso tratamento, que buscava frear uma patologia que, na verdade, a pequena atriz nunca teve.

Imagem de Heather em cena do filme Poltergeist, em 1982 / Crédito: Wikimedia Commons

 

Saúde em cheque

Os dias mais trágicos da curta vida de Heather, contudo, começaram em 31 de janeiro de 1988, quando ela se queixou de sintomas comuns em quadros de gripe. Na manhã seguinte, a menina sofreu um desmaio e teve de ser levada às pressas para o hospital.

Exames de emergência foram feitos na atriz e descobriu-se uma estenose intestinal que precisaria ser tratada com urgência. Apesar da idade, Heather sobreviveu ao procedimento, mas acabou tendo uma parada cardíaca durante sua recuperação.

Às 14h43 daquele mesmo dia, depois de quase meia hora tentando reanimar o corpo da pequena atriz, os médicos atestam sua morte. No obituário, a causa registrada foi uma grave obstrução intestinal, complicada por choque séptico.

Inscrição da lápide de Heather / Crédito: Wikimedia Commons

 

Um golpe baixo

O falecimento da menina foi a gota d’água para os produtores de Poltergeist, que já haviam sofrido com a morte de diversos outros atores que participaram do longa. Só que a morte de Heather trazia algo muito mais obscuro.

Para o chefe de gastroenterologia da Universidade da Califórnia, Daniel Hollander, por exemplo, a morte da menina foi "distintamente incomum". Isso porque, segundo o profissional, ela não demonstrava quaisquer sintomas de obstrução intestinal.

Depois da tragédia, todas as peças de divulgação de Poltergeist com o rosto de Heather foram canceladas, a fim de não explorar sua morte prematura. Era o fim de uma atriz promissora que sequer teve a chance de ver seu último trabalho na tela dos cinemas.


+Saiba mais sobre o tema através das obras abaixo, disponíveis na Amazon:

Santa Clara Poltergeist, de Fausto Fawcet (2014) - https://amzn.to/2z830WK

Poltergeist, de Steve Elliott (eBook) - https://amzn.to/2LDMO26

Poltergeist Prison, de E.C. Farrell (eBook) - https://amzn.to/2X5Rjrr

Ed & Lorraine Warren - Demonologistas, de Gerald Brittle (2016) - https://amzn.to/2X0qEMA

Vale lembrar que os preços e a quantidade disponível dos produtos condizem com os da data da publicação deste post. Além disso, a Aventuras na História pode ganhar uma parcela das vendas ou outro tipo de compensação pelos links nesta página.

Aproveite Frete GRÁTIS, rápido e ilimitado com Amazon Prime: https://amzn.to/2w5nJJp

Amazon Music Unlimited – Experimente 30 dias grátis: https://amzn.to/2yiDA7W