Matérias » Família Real Britânica

Existem regras para o uso de tiaras na realeza britânica?

O acessório se tornou um marco para as mulheres da família real, contudo, o uso peça carrega algumas normas. Confira!

Penélope Coelho Publicado em 08/06/2021, às 14h27

Tiara da rainha Elizabeth II exposta na Austrália, em 2018
Tiara da rainha Elizabeth II exposta na Austrália, em 2018 - Getty Images

Conhecida pelo luxo, pompa e pelos casamentos espetaculares, a família real britânica carrega em seu patrimônio inúmeras joias, que por muitas vezes acabaram se tornando peças icônicas relacionadas à membros da monarquia.

É o caso do clássico anel de noivado da princesa Diana, o acessório que contém uma safira de 12 quilates e 14 diamantes, foi reproduzido por diversos admiradores da princesa. A peça foi usada pela esposa de seu filho mais velho, Kate Middleton, muitos anos depois.

Contudo, um dos acessórios mais marcantes usados pelas mulheres da realeza são definitivamente as luxuosas tiaras. A peça é considerada histórica, e por esse motivo, carrega uma série de normas de uso, muito mais profundas do que o esperado.

Uso em datas especiais 

De acordo com uma reportagem publicada pela revista Marie Claire AU, existem algumas regras para que as mulheres que integram a realeza usem tiaras.

A primeira delas está relacionada à ocasião na qual se deve usar o acessório, que normalmente é no dia de seu casamento. Sendo assim, não interessa se a moça já nasceu princesa, como é o caso de Eugenie, filha do príncipe Andrew, ou, se ela irá se casar com um membro da Família Real, como Kate e Meghan Markle.

Kate Middleton usando uma tiara no dia de seu casamento com o príncipe William / Crédito: Getty Images 

 

Além disso, existem especificações de horário para o uso da peça valiosa, geralmente, as tiras devem ser usadas em eventos que começam depois das 17 horas. Isso porque normalmente, a realeza não costuma usar diamantes quando o Sol ainda está alto.

Uma das únicas exceções são justamente os casamentos, que acontecem mais cedo. Além dessas cerimônias, as tiaras devem ser usadas em algumas situações específicas, como, visitas de estado, inaugurações, coroações, bailes e jantares reais.

Ainda existe uma regra que nunca foi estipulada, mas, que basicamente fica subentendida. As tiaras não são usadas por mulheres de linhagem real com menos de 18 anos.  

Outro aspecto está relacionado à forma com que o acessório é usado, por serem peças de valores altíssimos, existe a preocupação de que a tiara se mantenha intacta. Para isso, a joia é ‘costurada’ no cabelo da pessoa. Ou seja, um pedaço dos fios é trançado na base da tiara, para evitar que a peça caia.

Empréstimo 

De acordo com a publicação, também existem regras sobre a escolha das tiaras, ou seja, as mulheres não escolhem as peças que irão usar, na verdade, a rainha é a responsável por isso.

Quando a data de um evento importante se aproxima, Elizabeth IIescolhe uma tiara específica para a moça que irá usá-la, ou, faz uma seleção das peças.

Elizabeth II usando uma tiara, em um evento em 2015 / Crédito: Getty Images 

 

Na maioria das situações, os acessórios são emprestados e existem normas também em torno desse empréstimo. Segundo a reportagem, geralmente as tiaras são emprestadas de maneira vitalícia, ou seja, a peça que foi cedida para uma pessoa irá permanecer com ela.

Como é o caso da duquesa de Cambridge, que atualmente tem três tiaras emprestadas da rainha à sua disposição. Cabe à Kate escolher usá-las ou não, contudo, se optar pelo uso, as regras citadas acima devem ser seguidas.


+Saiba mais sobre Elizabeth II e a Família Real Britânica em grandes obras disponíveis na Amazon:

A Real Elizabeth, Andrew Marr (2012) - https://amzn.to/2I62WYs

The Queen: The Life and Times of Elizabeth II, Catherine Ryan (2018) - https://amzn.to/2PxUxAW

Queen Elizabeth II: The Biography, University Press (2019) - https://amzn.to/2Tatq1f

A Brief History of the Private Life of Elizabeth II, Michael Paterson (2012) - https://amzn.to/394Qjsq

God save the queen - O imaginário da realeza britânica na mídia, de Almeida Vieira e Silva Renato (2015) - https://amzn.to/2xTkiGd

Vale lembrar que os preços e a quantidade disponível dos produtos condizem com os da data da publicação deste post. Além disso, a Aventuras na História pode ganhar uma parcela das vendas ou outro tipo de compensação pelos links nesta página.

Aproveite Frete GRÁTIS, rápido e ilimitado com Amazon Prime: https://amzn.to/2