Matérias » Esportes

Explosão e 29 segundos em chamas: O chocante acidente de Romain Grosjean

Piloto francês se acidentou logo na terceira curva do Grande Prêmio do Bahrein, que foi realizado ontem, 29. Confira mais detalhes!

Fabio Previdelli Publicado em 30/11/2020, às 15h17

Imagem do momento da explosão do carro de Grosjean
Imagem do momento da explosão do carro de Grosjean - Divulgação/ YouTube/ FIA

Na manhã de ontem, 29, os fãs do automobilismo estavam todos em frente à televisão para acompanhar mais um Grande Prêmio de Fórmula 1, que aconteceu no Bahrein. Entretanto, o que mais chamou a atenção em toda a corrida não foi o amplo domínio do piloto Lewis Hamilton, mas sim o que aconteceu com Romain Grosjean

Logo nas primeiras curvas, o francês foi tocado por Daniil Kvyat, saiu da pista, bateu no guard rail e viu seu carro explodir em questão de segundos. Em meio às chamas, o piloto conseguiu sair andando do que sobrou de seu Haas, que se partiu em dois. 

O GP 

O Grande Prêmio do Bahrein começou a ser disputado em 2004, no Circuito Internacional do Bahrein — que foi construído em 2002. Em comemoração aos 10 anos do circuito, a edição de 2014 foi realizada à noite. A ‘nova edição’ deu tão certo que o período noturno foi adotado desde então.  

Grosjean durante treino livre no Bahrein / Crédito: Getty Images

 

Um dos pontos característicos do circuito é justamente suas grandes áreas de escape que, apesar de ser criticado por pilotos por não punir aqueles que 'escapam' um pouco da pista, o tornam um dos GP’s mais seguros de todo o mundo. E certamente, esse foi um dos fatores que ajudou com que Grosjean saísse com vida de tudo o que passou.  

O acidente 

Logo na saída da curva 3, o francês tentava passar alguns carros mais lentos que estavam à sua frente, derivando para a direita. Porém, com a manobra, ele acabou indo em direção ao piloto russo da Daniil Kvyat, da AlphaTauri. 

Assim, o bico do carro de Daniil atingiu o pneu traseiro direito da Haas, carro de Grosjean, que perdeu o controle e foi em alta velocidade, cerca de 222 km/h, em direção ao guard rail. Com o impacto, o veículo explodiu e se partiu ao meio. 

Carro de Grosjean após o fogo ser contido / Crédito: Getty Images

 

Toda a parte traseira de um lado e o cockpit estavam em chamas, com Romain dentro. Imediatamente, dois fiscais de pistas se aproximaram do veículo com extintores de incêndio na mão.  

O francês ficou por 29 segundo no carro. Por sorte, ele não desmaiou com o impacto e tampouco ficou desorientado com a fumaça, conseguindo se desvencilhar do que sobrou de sua Haas e pulou a barreira de proteção.  

Consciente, foi socorrido pela equipe médica, sendo encaminhado para o centro médico do autódromo. Apesar do susto, ele sofreu apenas queimaduras leves nas mãos e tinha a possibilidade de ter sofrido fratura nas costelas.  

Romain está bem, não quero fazer comentários médicos, mas ele tinha queimaduras leves nas mãos e tornozelos. Obviamente, ele está abalado... Quero agradecer às equipes de resgate que são muito rápidas. Os comissários e o pessoal da FIA [Federação Internacional de Automobilismo] fizeram um ótimo trabalho, foi assustador”, disse o chefe da Haas, Gunther Steiner em coletiva.

Grosjean saindo do local do acidente / Crédito: Getty Images

 

Atualizações médicas da manhã de hoje, 30, informam que o piloto está bem e o tratamento de suas queimaduras nas mãos seguem bem-sucedidas. A alta médica do francês está prevista para a terça-feira, 1.  

Halo: de polêmico a salva vidas 

Em 2018, iniciou-se uma nova era na Fórmula 1 com a instalação de uma proteção no cockpit do piloto. O Halo, como ficou conhecido o dispositivo, chegou como uma imposição da FIA, que estava preocupada com a proteção da cabeça de seus pilotos. Entretanto, alguns deles não gostaram muito da mudança, sendo Grosjean um deles.  

Destroços do carro de Grosjean sendo removidos da pista / Crédito: Getty Images

 

"Eu não era a favor do halo há alguns anos, mas acho que é a melhor coisa que trouxemos para a F1, e sem ele eu não seria capaz de falar com vocês hoje", disse o piloto em uma publicação nas suas redes sociais. "Portanto, obrigado a todo o pessoal médico do circuito, do hospital, e espero poder escrever em breve algumas mensagens e dizer como tudo está correndo", completou.  

 
 
 
 
 
Ver essa foto no Instagram
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 

Uma publicação compartilhada por Romain Grosjean (@grosjeanromain)

 

Após o acidente, o GP do Bahrein foi interrompido por quase duas horas. Após a relargada, o piloto canadense Lance Stroll, da Racing Point, também sofreu um acidente, porém, desta vez, mais leve. Seu carro capotou depois de bater na roda frontal do carro de Daniil Kyvat, o mesmo que se envolveu em um acidente com Romain.


+Saiba mais sobre a Fórmula 1 através de grandes obras disponíveis na Amazon:

Formula One: The Champions: 70 years of legendary F1 drivers (Inglês), de Maurice Hamilton (2020) - https://amzn.to/2JuDJeh

Formula 1: The Official History (Inglês), de Maurice The Hague (2020) - https://amzn.to/3qdYBai

Formula 1 2020: The World's Bestselling Grand Prix Handbook (Inglês), de Bruce Jones (2020) - https://amzn.to/33uHaIK

Grand Prix 1961-1965: The 1.5 Litre Days in F1: The 1.5 litre days in F1/Die Jahre der 1,5-Liter-Formel 1 (Inglês), de Ranier Rossbach e outros (2020) - https://amzn.to/33vYz3R

Survive. Drive. Win.: The Inside Story of Brawn GP and Jenson Button's Incredible F1 Championship Win (Inglês), de Nick Fry (2019) - https://amzn.to/36rHVod

Vale lembrar que os preços e a quantidade disponível dos produtos condizem com os da data da publicação deste post. Além disso, a Aventuras na História pode ganhar uma parcela das vendas ou outro tipo de compensação pelos links nesta página.

Aproveite Frete GRÁTIS, rápido e ilimitado com Amazon Prime: https://amzn.to/2w5nJJp 

Amazon Music Unlimited – Experimente 30 dias grátis: https://amzn.to/2yiDA7W