Matérias » Estados Unidos

Facebook completa 16 anos; teria Mark Zuckerberg roubado a ideia dos Gêmeos Winklevoss?

A rede social mudou o modo como as pessoas se comunicam na Internet, todavia, sua sinuosa história intriga o mundo até hoje

Isabela Barreiros Publicado em 04/02/2020, às 08h00

Gêmeos Winklevoss
Gêmeos Winklevoss - Wikimedia Commons

Há 16 anos, o Facebook era lançado por Mark Zuckerberg. A rede social transformou o conceito de comunicação e interação na Internet, possibilitando que seus usuários adicionassem seus amigos, compartilhassem publicações e enviassem mensagens privadas entre si.

No entanto, a trajetória do site não é tão natural quanto parece. Assim que foi lançado, acabou sendo contestado por pessoas que alegavam que essa ideia não era totalmente de seu criador. Os gêmeos estadunidenses Tyler e Cameron Winklevoss acusaram Zuckerberg de ter roubado sua ideia.

Os três estudaram na Universidade de Harvard juntos. A pequena startup que viria a se tornar um empreendimento bilionário, no entanto, não contou com a participação dos irmãos, que processaram seu criador inúmeras vezes.

Mark Zuckerberg / Crédito: Wikimedia Commons

 

Também em 2004, em parceria com Diva Narendra, os irmãos lançaram a rede social ConnectU, que tinha quase os mesmos intuitos que o famoso Facebook. No entanto, ela não recebeu tanta atenção e não se tornou tão conhecida quanto a primeira. Na plataforma, os usuários também podiam atualizar seus perfis pessoais, adicionar amigos e mandar mensagens particulares.

O filme A Rede Social, dirigido por David Fincher e lançado em 2010, revela mais sobre esse acontecimento. Na obra, os dois furiosamente denunciam a situação e exigem receber dinheiro pela ideia que foi apropriada pelo empresário estadunidense.

Em 2008, eles receberam pelo menos 65 milhões de dólares para não levarem o assunto aos tribunais dos Estados Unidos. Ainda assim, decidiram fazê-lo, numa disputa que continuou até 2013, quando finalmente desistiram de continuar com o processo.

Eduardo Luiz Saverin foi outra pessoa relacionada a Zuckerberg a processá-lo devido à sinuosa trajetória do Facebook. O brasileiro co-fundador da rede social estudou com o CEO também em Harvard e foi seu “diretor financeiro”, financiando o investimento inicial do site.

Hoje, os gêmeos são considerados os primeiros bilionários por meio de bitcoins, ao apostarem nas moedas virtuais em detrimento do dinheiro real. Eles também criaram uma taxa de câmbio, a Gemini, que é tida como referência atualmente.


++Saiba mais sobre o Facebook por meio das obras a seguir:

The Four: The Hidden DNA of Amazon, Apple, Facebook, and Google (English Edition), Scott Galloway (2017) - https://amzn.to/2tqNAtT

Manipulados: como a Cambridge Analytica e o Facebook invadiram a privacidade de milhões e botaram a democracia em xeque, Brittany Kaiser (2019) - https://amzn.to/398SZET

Dominados pelos números: Do Facebook e Google às fake news - Os algoritmos que controlam nossa vida, David Sumpter (2019) - https://amzn.to/398T9vZ

O Efeito Facebook, David Kirkpatrick (2011) - https://amzn.to/398TaQz

Vale lembrar que os preços e a quantidade disponível dos produtos condizem com os da data da publicação deste post. Além disso, assinantes Amazon Prime recebem os produtos com mais rapidez e frete grátis, e a revista Aventuras na História pode ganhar uma parcela das vendas ou outro tipo de compensação pelos links nesta página.