Matérias » Personagem

Fala polêmica sobre o fascismo e pioneirismo na era digital: 5 fatos curiosos sobre David Bowie

O artista deixou um eterno legado no mundo da música e sua vida pessoal ainda gera curiosidade. Confira!

Penélope Coelho Publicado em 16/06/2021, às 10h19

David Bowie, em 2003
David Bowie, em 2003 - Getty Images

Um dos maiores nomes da música, David Robert Jones, conhecido popularmente como David Bowie, chamou a atenção do público na década de 1970. Desde então, o ‘camaleão do Rock’, como era chamado, fez sua história e deixou um legado inesquecível.

Por sua postura inovadora, David se tornou influente e ficou eternamente marcado por sua voz característica e pela propriedade intelectual de suas obras. O artista britânico faleceu em 10 de janeiro de 2016, vítima de câncer de fígado.

Mesmo cinco anos após sua morte, a trajetória do cantor de músicas como ‘Starman’ ‘Heroes’ e ‘Space Oddity’ ainda gera curiosidade. Por isso, separamos alguns fatos peculiares sobre Bowie, confira!

1. Um presidente diferente

Durante sua juventude, o artista já demonstrava sinais de que tinha uma visão diferenciada do mundo. De acordo com uma reportagem publicada pela revista GQ, publicada em janeiro de 2018, aos 17 anos, David defendia a causa dos “homens de cabelos longos”.

Na época, o britânico foi a TV para falar sobre o assunto e se apresentava como o presidente da "Sociedade de prevenção à crueldade contra homens de cabelos longos".

O cantor afirmava que estava cansado de alguns comentários preconceituosos sobre o tamanho de seus cabelos: “Nós temos de escutar comentários como 'posso carregar sua bolsa?'. Eu acho que já é hora disso parar ", disse Bowie na época.


2. Fala polêmica 

David concedeu uma polêmica entrevista para a revista Playboy logo no momento em que sua carreira começou a decolar, na década de 1970.

Na ocasião, o artista abusava do uso de entorpecentes e surpreendeu seus fãs de forma negativa ao afirmar que “acreditava fortemente no fascismo”. Além disso, o compositor também falou sobre o líder nazista, Adolf Hitler, que Bowie definiu como “um dos primeiros astros do rock”.

Sua fala repercutiu de maneira negativa e, posteriormente, o cantor veio a público para afirmar que se arrependeu das declarações.

"A ironia é eu realmente não ter visto implicações políticas no meu interesse pelos nazistas. Meu interesse era o fato de eles supostamente terem vindo para a Inglaterra antes da guerra para encontrar o Santo Graal em Glastonbury", explicou o astro em entrevista a NME no ano de 1993. "A ideia de consistir em colocar judeus em campos de concentração e a opressão completa de diferentes raças escapou completamente da minha natureza ferrada naquele momento em particular".

3. À frente de seu tempo

Com uma carreira consolidada no mundo da música, na década de 1990, o astro sentiu que era hora de investir no meio digital. Com o início da internet, o camaleão do Rock pressentia que o mercado musical iria mudar.

David Bowie em evento realizado em 2007 / Crédito: Getty Images 

 

Pensando nisso, em 1996, o artista decidiu dar um passo ousado e até então novo, ao disponibilizar a música Telling Lies gratuitamente para ser baixada on-line.

Dois anos depois, o compositor anunciou seu próprio provedor de internet, o Bowienet, que acabou não fazendo sucesso e rapidamente se tornou obsoleto. Mesmo assim seu provedor já demonstrava que o artista estava preparado para a nova era da indústria musical.


4. Fã de desenhos 

Conhecido por sua personalidade irreverente, Bowie, era um grande entusiasta de desenhos animados. O astro não escondia qual era o seu favorito: Bob Esponja, da Nickelodeon.

Por saberem de sua admiração pela produção, os produtores da animação convidaram Bowie para dublar um dos episódios mais marcantes do desenho, na ocasião, David deu sua voz para o rei de Antlantis.

Além disso, o cantor também compôs uma música para o musical do Bob Esponja na Broadway.


5. Luta contra o câncer 

De acordo com informações publicadas pelo G1, em 2016, no ano de 2004, Bowie passou a deixar gradativamente os palcos, tudo aconteceu após o cantor precisar passar por uma cirurgia cardíaca de emergência, naquele mesmo ano.

David Bowie nos palcos, em 2004 / Crédito: Getty Images 

 

18 meses antes de sua morte, David teve mais um susto relacionado à sua saúde, quando recebeu o diagnóstico de câncer no fígado. Na época, o artista manteve sua doença em segredo.

Em 2015, os médicos chegaram acreditar que o câncer estivesse em remissão, mas, logo a doença se espalhou por seu corpo e o artista não resistiu e faleceu aos 69 anos de idade.

O anúncio de sua morte foi publicado no Facebook oficial do cantor em 10 de janeiro de 2016, com a seguinte mensagem:

"David Bowie morreu em paz hoje cercado por sua família após uma corajosa batalha de 18 meses com câncer. Enquanto muitos de vocês vão compartilhar essa perda, nós pedimos que respeitem a privacidade da família durante o seu tempo de luto".


+Saiba mais sobre David Bowie por meio das obras abaixo, disponíveis na Amazon:

Bowie, de Wendy Leigh (2016) - https://amzn.to/2NDAKiC

David Bowie: A Life (Edição Inglês), de Dylan Jones (2017) - https://amzn.to/2Rv0wqm

David Bowie. História, Discografia, Fotos e Documentos, de Mike Evans (2016) - https://amzn.to/2R7jLYp

The Rise And Fall Of Ziggy Stardust And The Spiders From Mars - Gravação original, Importado - https://amzn.to/38l7Mwa

David Bowie (DVD) - https://amzn.to/2v0G7SH

David Bowie: The Oral History (Edição Inglês), de Dylan Jones (2017) - https://amzn.to/38dQkcP

Vale lembrar que os preços e a quantidade disponível dos produtos condizem com os da data da publicação deste post. Além disso, a Aventuras na História pode ganhar uma parcela das vendas ou outro tipo de compensação pelos links nesta página.

Aproveite Frete GRÁTIS, rápido e ilimitado com Amazon Prime: https://amzn.to/2w5nJJp

Amazon Music Unlimited – Experimente 30 dias grátis: https://amzn.to/2yiDA7W