Matérias » Idade Média

Homem que projetou a Torre de Pisa sentiu vergonha da própria invenção

Em uma frase quase ilegível numa pedra da Itália, pesquisadores confirmaram o nome do construtor e o seu sentimento em relação à icônica torre

André Nogueira Publicado em 20/12/2019, às 08h45 - Atualizado às 08h45

Comparada com a Igreja, fica clara a inclinação da Torre
Comparada com a Igreja, fica clara a inclinação da Torre - Getty Images

Depois de séculos de debates, pesquisadores italianos confirmaram a identidade do autor da Torre de Pisa. A descoberta foi feita a partir do estudo de uma pedra fundamental encontrada na base da torre em 1838, provando se tratar do arquiteto italiano Bonanno Pisano, que viveu no século 12.

Segundo esse estudo, Bonanno teria se orgulhado muito de seu “trabalho maravilhoso”, mas se decepcionou quando a estrutura começou a entortar, passando a se amargurar pelo monumento. Assim, passou a sentir vergonha de sua própria obra.

Pisano / Crédito: Wikimedia Commons

 

A análise da estrutura da torre foi feita pro Giulia Ammannati, paleógrafa da Scuola Normale Superiore especialista em latim, que conseguiu ler a fraca marcação que passara séculos sofrendo com erosão e identificou uma frase: “Mìrificùm qui cèrtus opùs condéns statui atunum, Pìsanùs civìs Bonànnus nòmine dìcor”, (“Eu, que sem dúvida ergui este maravilhoso trabalho que está acima de todos os outros, sou cidadão de Pisa com o nome de Bonanno”, em tradução livre).

''[Ele] expressa todo o seu orgulho de ser o arquiteto. Bonanno ergueu a torre certa de sua grande beleza e confiante de que seria um monumento incrível”, afirmou Ammannati ao The Telegraph. "Quando a torre estava parcialmente construída, ela já estava inclinada devido ao solo úmido, e foi abandonada e deixada incompleta após a morte de Bonanno".

A primeira vez que foi especulado Pisano como arquiteto da Torre de Pisa foi no século 16, quando o escritor e artista Giorgio Vasari o definiu como responsável pela obra. Vasari é famoso por criar biografias de diversos artistas do renascimento italiano.

Porém, Pisano foi um homem de vida misteriosa e não deixou muitos rastros de sua vida pessoal. A falta de documentos e o silêncio do arquiteto original, por vergonha de sua iônica torre torta, assim, fizeram com que sua autoria fosse duvidada ou mesmo desconhecida, levando os pensadores dos séculos seguintes a atribuírem a obra a outros nomes.