Matérias » Personagem

Quem foi Francisco Franco?

Comandando as forças golpistas durante a Guerra Civil, o "Generalíssimo" iniciou uma sangrenta ditadura que duraria 40 anos

André Nogueira Publicado em 24/10/2019, às 08h00

None
- Getty images

General Franco, ou Francisco Paulino Hermenegildo Teódulo Franco y Barramonde, foi o maior ditador da História da Espanha, responsável por uma brutal ditadura que derrubou a ainda experimental república instaurada no país em 1931. Subiu ao poder com um golpe de Estado que desencadeou uma Guerra Civil de três anos.

De orientação fascista, Franco foi oficial da infantaria espanhola, crescendo na carreira por suas façanhas militares na colônia do Marrocos, onde serviu por 17 anos. Implodia movimentos nacionalistas do país africano e por isso, se tornou general de brigada. Depois, foi dirigente da Academia Militar de Zaragoza.

Com a queda da monarquia, Franco foi afastado de suas funções por dois anos, até novamente ser responsável pela repressão de movimentos socialistas. Nessa missão, provou-se descabidamente violento. No ano seguinte, ocorreram as eleições nacionais, em que a Frente Popular, de esquerda, venceu.

Franco durante as campanhas no Marrocos / Crédito: Domínio Público

 

No entanto, as agremiações direitistas, incluindo a Falange de Franco, se recusaram a aceitar os resultados e articularam um golpe de Estado que derrubou a República. O golpe foi apoiado por regiões distintas do país, enquanto outros grupos clamavam a legalidade e buscavam alternativas socialistas. Deu-se início à Guerra Civil.

Franco, a partir das Canárias, deu início à campanha militar contra a Frente Popular, avançando sobre Marrocos e invadindo a Península Ibérica. O futuro ditador apelou a alianças com a Itália de Mussolini e a Alemanha de Hitler, que forneceram armas, possibilitando massacres como foi o de Guernica. A Falange também tinha apoio do exército e da Igreja Católica.

F. Franco (Espanha) com D. Eisenhower (EUA), em 1959 / Crédito: Wikimedia Commons

 

Em 1938, ainda em guerra, Franco criou uma coalisão de partidos de direita e foi declarado Chefe de Estado e de Governo da Espanha, dando início a uma sangrenta ditadura. O Generalíssimo manteve-se no poder até 1975, completando 40 anos de poder cujas particularidades formaram a ideologia denominada Franquismo, uma vertente do fascismo.

O governo Franco ficou marcado por algumas características insólitas: a neutralidade política em que a Espanha se manteve, o que possibilitou a continuidade do regime após a Segunda Guerra Mundial.

Franco perto de sua morte / Crédito: Getty Images

 

E o combate aos comunistas, o que engendrou o apoio dos EUA e das nações liberais da Europa. Também articulou os militares, os cristãos e os monarquistas numa aglomeração política nacionalista.

A última resolução política de Franco, diante da proximidade de sua morte, foi articular a restauração da monarquia dos Bourbon, que faria a manutenção da estrutura político-econômica conservadora e capitalista estruturada por seu governo. Estabeleceu um herdeiro: o rei Juan Carlos I, seu sucessor a partir de 1975, ano da morte do ditador, vítima de uma insuficiência cardíaca.


Saiba mais sobre a Ditadura Franquista através das obras abaixo.

Francisco Franco: A Vida E O Legado Do Polèmico Ditador Espanhol, de Charles River Editors - https://amzn.to/2pawjCS

Masonería, de Francisco Franco - https://amzn.to/2qzlquJ

El franquismo, de José Luis Ibáñe Salas - https://amzn.to/31FuZFt

Toda España era una cárcel: Memoria de los presos del franquismo, de Rodolfo Serrano - https://amzn.to/2BAHbfU

Vale lembrar que os preços e a quantidade disponível dos produtos condizem com os da data da publicação deste post. Além disso, assinantes Amazon Prime recebem os produtos com mais rapidez e frete grátis, e a revista Aventuras na História pode ganhar uma parcela das vendas ou outro tipo de compensação pelos links nesta página. ​