Matérias » Personagem

Françoise d'Aubigné: a babá que fez o infiel Luís XIV deixar de trair

Com uma infância pobre, Françoise d'Aubigné usou de sua experiência e conhecimento para ser uma boa confidente do Rei Sol

Wallacy Ferrari Publicado em 04/03/2020, às 08h00 - Atualizado às 08h03

Françoise d'Aubigné (à esq.) junto a Luís XIV (à dir.) em montagem
Françoise d'Aubigné (à esq.) junto a Luís XIV (à dir.) em montagem - Wikimedia Commons

A vida amorosa do famoso monarca francês Luís XIV era igualmente notável aos seus relacionamentos, sempre munidos de perversidades e obscenidades. O Rei Sol acumulou diversas amantes em seu período de reinado, entre 1643 e 1715, porém, teve algumas acompanhantes notáveis em suas jornadas amorosas.

A última figura amorosa durante seu governo foi, talvez, a companheira que Luís XIV sempre procurou entre todas as mulheres; Françoise d'Aubigné, que conheceu o Rei cuidando do filho dele com a amante, Madame de Montespan. Confidente e próxima, Montespan depositou sua confiança em Françoise para tutelar a criança e, posteriormente, os outros seis filhos da relação.

Em uma das discretas visitas aos filhos, o rei conheceu Françoise e logo fez uma amizade, perguntando sobre as características das crianças e nutrindo uma relação de segurança com a cuidadora. A proximidade criou uma intimidade entre os dois, que compartilhavam suas experiências íntimas e pessoais como bons amigos. Em pouco tempo, a proximidade deu espaço a uma paixão.

Françoise era três anos mais velha que Luís XIV e carregava um passado de experiências distintas da realidade das outras companheiras do rei; vinda de uma origem muito pobre, seus pais já haviam falecido ao seus 16 anos. Porém, ao se casar com Paul Scarron, um dramaturgo 25 anos mais velho, ficou viúva e herdou uma quantia que lhe garantiu certa segurança financeira.

Françoise segurando um retrato de sua tia, responsável pela sua guarda após os 16 anos / Créditos: Wikimedia Commons

 

Com sua experiência, foi uma pessoa de confiança de Luís XIV nos 40 últimos anos de seu governo, que inicia quando o rei a convence a se mudar, junto aos filhos, para sua residência em Saint-Germain, na França. Sem terminar seu relacionamento com sua então esposa, Maria Teresa de Áustria, conferiu a amante o título de Marquesa de Maintenon, em 1675.

Com o falecimento da esposa, em 1683, o rei armou um casamento discreto com Françoise d'Aubigné em outubro e só se encerrou com o falecimento de Luís XIV, em 1715. Durante o tempo sendo o braço direito do marido, foi enaltecida pela personalidade humilde e generosa, chegando a criar uma organização de amparo a mulheres pobres.

Apesar dos registros intensos de sua sexualidade florescida, não há registros de amantes ou traições do rei durante seu duradouro casamento com Françoise, que também nunca mais se interessou por outra pessoa. Faleceu em 1719, quatro anos após a morte do rei, sem exercer nenhuma função oficial na monarquia.


+ Saiba mais sobre Luís XIV pelas obras abaixo: 

O amor e Luís XIV, de Antonia Fraser (2010) - https://amzn.to/3anV9kH

LUIS XIV: A Biografia (2019) - https://amzn.to/2VK1NOb

A fabricação do rei: A construção da imagem pública de Luís XIV, de Peter Burke (1994) - https://amzn.to/2IerBKz

A esposa secreta de Luís XIV, de Veronica Buckley (2012) - https://amzn.to/39kD2Mr

Vale lembrar que os preços e a quantidade disponível dos produtos condizem com os da data da publicação deste post. Além disso, assinantes Amazon Prime recebem os produtos com mais rapidez e frete grátis, e a revista Aventuras na História pode ganhar uma parcela das vendas ou outro tipo de compensação pelos links nesta página.