Matérias » Personagem

Fred Lorz, o homem que tentou fraudar uma maratona olímpica pegando carona

O atleta cara-de-pau participava dos Jogos Olímpicos de St. Louis, em 1904, quando aproveitar uma brecha para revigorar

Wallacy Ferrari, sob supervisão de Thiago Lincolins Publicado em 07/08/2021, às 09h00

Fred Lorz em retrato fotográfico
Fred Lorz em retrato fotográfico - Wikimedia Commons / Domínio Público

Os Jogos Olímpicos de St. Louis, em 1904, traziam uma série de novidades para iniciar o século esportivo; seria a primeira edição contando com duas novas modalidades de luta, sendo elas o boxe e o wrestling (greco-romano), além da chegada do levantamento de peso e decatlo, entrando junto as provas de atletismo durante os quatro meses de competição.

O torneio também seria o primeiro a conceder medalhas de ouro, prata e bronze para o primeiro, segundo e terceiro colocado, respectivamente, como informa o portal da organização.

Porém, a novidade foi, justamente, fora da competição; com o advento dos veículos automotores cada vez mais populares, uma trapaça marcou a competição nos Estados Unidos.

Um atleta da casa, chamado Fred Lorz, foi inicialmente considerado o vencedor de uma cansativa maratona de 40 quilômetros, cruzando a pista única em tempo recorde e, até então, sendo o primeiro medalhista de ouro da maratona masculina — pelo menos, até a denúncia dos companheiros de prova.

Descoberta de fraude

Sem a estrutura atual que permite acompanhar a prova na íntegra com câmeras e veículos de condução, a maratona de 1904 não contava com o acompanhamento dos atletas durante todo o percurso, verificando sua realização apenas na largada, em alguns trechos cobertos e na linha de chegada.

Contudo, os treinadores e profissionais da saúde poderiam acompanhar os atletas em carros para oferecer água e evitar a desidratação da prova, como detalha a Smithsonian Magazine.

Carro com Fred e membros de sua equipe em 1904 / Crédito: Wikimedia Commons / Domínio Público

 

Dessa maneira, Fred encontrou a brecha perfeita para poupar a saúde e sair na frente: aproveitou a aglomeração de corredores e entrou em um veículo para descansar.

No carro do treinador, o corredor ficou por 17 quilômetros, quase metade da prova — mas acabou sendo notado pelo treinador de outro atleta, Thomas Hicks, que ocupava a segunda colocação da prova. Com isso, Fred deu um jeito de descer do carro e concluir a prova revigorado, chegando em primeiro.

O cara de pau

Pouco após subir no pódio e pegar a medalha inédita, as acusações se iniciaram antes do término da cerimônia, visto que já era de conhecimento público a bizarra tentativa de garantir a vitória olímpica.

Lorz se defendeu sorrindo e afirmando que era apenas uma piada, como registrou a revista norte-americana, mas não foi suficiente para convencer.

Hicks, que chegou exausto junto a outros atletas à beira de um colapso, teve de ser amparado por médicos, mas recebeu a notícia de que a clara diferença física, visual e os relatos de treinadores que testemunharam a fraude desclassificariam Lorz.

Com isso, o segundo colocado, também estadunidense, pulava para a primeira posição e garantia sua medalha de ouro. No ano seguinte, os dois competidores se enfrentariam de maneira limpa na Maratona de Boston, com o trapaceiro vencendo apenas com as pernas — e provando que, por ignorância, não venceu a primeira medalha de ouro das maratonas olímpicas.


+Saiba mais sobre o tema por meio de grandes obras disponíveis na Amazon: 

O algoritmo da vitória: Lições dos melhores técnicos esportivos do mundo para você aplicar em seu time, sua carreira e sua vida, de José Salibi Neto (2020 ) - https://amzn.to/2CqpUtJ

Psicologia do esporte, de Dietmar Samulski (2008) - https://amzn.to/2AVENUi

Fisiologia do Esporte e do Exercício, de W. Larry Kenney, David L. Costill e Jack H. Wilmore (2020) - https://amzn.to/315r0Wd

Esportes, de Daniel Tatarsky (2017) - https://amzn.to/3hMqrqb

História dos esportes, de Orlando Duarte Figueiredo (2004) - https://amzn.to/2YVFKnC

Vale lembrar que os preços e a quantidade disponível dos produtos condizem com os da data da publicação deste post. Além disso, a Aventuras na História pode ganhar uma parcela das vendas ou outro tipo de compensação pelos links nesta página.

Aproveite Frete GRÁTIS, rápido e ilimitado com Amazon Prime: https://amzn.to/2w5nJJp 

Amazon Music Unlimited – Experimente 30 dias grátis: https://amzn.to/2yiDA7W