Matérias » Música

'Fuga' e 'morte falsa': 5 músicos que foram alvo de teorias conspiratórias

As suposições mais malucas relacionadas aos principais nomes da história da indústria fonográfica instigam internautas

Wallacy Ferrari, sob supervisão de Thiago Lincolins Publicado em 20/05/2021, às 13h53

Alguns dos personagens listados na matéria
Alguns dos personagens listados na matéria - Getty Images

Diversas mudanças, perdas ou agendas podem interferir num trabalho de um artista renomado, fazendo com que os fãs, munidos do histórico e de muita imaginação, pensem em motivos para tais decisões.

Contudo, a criatividade de alguns ultrapassa os fatos e conseguem desenvolver conspirações para justificar passagens históricas. Sabendo disso, o site Aventuras na História separou algumas das histórias mais mirabolantes já criadas para justificar uma grande intervenção no mundo da música.

Confira 5 músicos que foram alvo de teorias conspiratórias.

1. Bob Dylan

Os olhos do maior artista de folk da história serviram de base para uma teoria bizarra, como noticia o portal BOL; no auge de seu sucesso, durante a década de 1960, o músico foi fotografado com tons mais claros e mais escuros da iris nos olhos, usando um óculos escuro em um período de dois anos, incluindo apresentações.

Os fãs mais fanáticos, no entanto, apontam que, em 1964, ele foi substituído após falecer, com o único problema do sósia sendo os olhos claros. Contudo, de 1966, os olhos do cantor voltaram a ser castanhos, supondo que Bob não havia morrido ou, pior ainda, sido trocado por um terceiro sósia. Doideira total.


2. Paul McCartney

O ex-Beatles é outro músico que teve sua morte especulada em uma troca, porém, as provas são embasadas nas composições e identidade visual de seu antigo grupo; a suposição de que Paul havia falecido e trocado por um sósia começou a se tornar popular em 1969, como explicou a Rolling Stone EUA.

Paul (esq.) e o suposto sósia (dir.) em montagem comparativa / Crédito: Divulgação / TotallyLooksLike.com

 

Com trechos de letras e até artes de capa, ligaram algumas características do músico que haviam mudado com o tempo, levando ao nome do sósia William Shears Campbell, suposto substituto. Desde seu surgimento, a teoria é negada pelo músico, que brinca com a possibilidade, chegando a nomear um álbum solo como “Paul is Alive!” (“Paul está vivo!”, em tradução livre).


3. Avril Lavigne

Esta teoria teve origem no Brasil, sendo disseminada no blogAvril está morta”, que reuniu provas suficientes para tornar a suposição mundialmente famosa; com análises de mudanças visuais no rosto da cantora, comportamentos distintos dos dois primeiros álbuns — quando ainda não havia morrido — e até análises vocais também apontaram uma substituição por sósia.

As evidências chegaram a ser disseminadas em veículos internacionais de imprensa e, em 2014, a cantora finalmente pôde dar seu parecer, quando entrevistada pelo humorístico Pânico na Band. Na ocasião, ela respondeu que já ouviu falar da teoria, mas que estava lá. 


4. Elvis Presley

A mais clássica da lista é atribuída desde 1977, ano em que o músico faleceu; movimentações de helicóptero e um suposto pouso na Argentina são especulados há décadas, apontando que o Rei do Rock teria largado tudo para viver tranquilamente e longe dos holofotes. Contudo, algumas pessoas parecidas já chamaram a atenção da mídia.

Durante os anos seguintes, diversas fotografias mostrariam pessoas semelhantes ao cantor caminhando livremente. A mais recente, divulgada pelo jornal britânico The Sun, aponta que o músico teria se tornado um pastor no Arkansas, agora identificado como Bob Joyce.


5. Michael Jackson

Se o Rei do Rock é atormentado sobre sua sobrevivência até os dias atuais, o do Pop não ficaria barato; desde 2009, surgem vídeos e montagens de supostas fugas para o cantor, discutindo que ele não teria ido a óbito, mas queria fugir do assédio midiático.

A diferença neste caso é a que pessoas próximas creem em sua sobrevivência. Algumas delas: Teddy Riley, que ajudou na produção do disco Dangerous, o rapper Akon, que fez um dueto com ele chamado 'Hold My Hand' em 2008, e até mesmo ser cabeleireiro pessoal, Steve Erhardt, apontaram que não acreditam em sua morte ao The Sun.


+Saiba mais sobre música por meio de grandes obras disponíveis na Amazon:

O livro da música clássica, de Vários Autores (2019) - https://amzn.to/2UXEqQy

Como Ouvir e Entender Música, de Aaron Copland (2017) - https://amzn.to/3c8V7ht

Falando de música, de Leandro Oliveira (2020) - https://amzn.to/2xkz6O5

Uma história da música popular brasileira: das Origens à Modernidade, de Jairo Severiano (2013) - https://amzn.to/34wM1sj

Uma breve história da música, de Roy Bennett (1986) - https://amzn.to/3a35ylg

Vale lembrar que os preços e a quantidade disponível dos produtos condizem com os da data da publicação deste post. Além disso, a Aventuras na História pode ganhar uma parcela das vendas ou outro tipo de compensação pelos links nesta página.

Aproveite Frete GRÁTIS, rápido e ilimitado com Amazon Prime: https://amzn.to/2w5nJJp

Amazon Music Unlimited – Experimente 30 dias grátis: https://amzn.to/2yiDA7W