Matérias » Brasil

Fundação Energia e Saneamento preserva rico acervo da história da energia e saneamento de SP

Em entrevista exclusiva ao site Aventuras na História, a coordenadora do projeto, Mariana de Andrade, revelou como é feito o trabalho

Victória Gearini Publicado em 27/02/2021, às 10h00

Acervo Fundação Energia e Saneamento
Acervo Fundação Energia e Saneamento - Acervo / Fundação Energia e Saneamento

Criada em 1998, no Brasil, a Fundação Energia e Saneamento busca conscientizar a população sobre a preservação do setor energético. Patrocinada pela CTG Brasil e Comgás, a instituição é mantida pela CESP e promove, ainda, uma série de atividades fundamentais sobre o tema.

Por meio de ações culturais e educativas — tanto online quanto presenciais — a fundação faz um trabalho contínuo de resgate e preservação histórica, no Estado de São Paulo. Além disso, conta com parcerias e projetos que fornecem ajuda a várias outras instituições.

Resgate Histórico 

Em entrevista exclusiva ao site Aventuras na História, a Coordenadora de Projetos e Produção Editorial da Fundação Energia e Saneamento, Mariana de Andrade, afirmou que a história da fundação está diretamente ligada à trajetória da energia elétrica no Brasil.

De acordo com Andrade, o surgimento do fornecimento sistemático de energia elétrica no país se deu inicialmente com a iluminação pública de ruas e locomoção de transportes. Já a partir do século 19, o método foi introduzido aos lares brasileiros. 

“Ao longo do século 20, o setor de energia foi crescendo e se desenvolvendo, e o fornecimento da eletricidade pela atuação dessas empresas acabou por resultar no acúmulo de um vasto patrimônio documental e arquitetônico (relatórios, fotografias, objetos, usinas), em mais de 100 anos de história. A Fundação Energia e Saneamento foi criada em 1998, com o objetivo de salvaguardar esse rico acervo histórico, e que está diretamente relacionado à história da energia, da tecnologia e do desenvolvimento urbano e industrial do Estado de São Paulo”, explicou ela.

Museu da Energia de Itu / Crédito: Divulgação / Fundação Energia e Saneamento

 

Devido ao processo de privatização deste setor, durante a década de 1990, o governo estadual paulista passou a idealizar uma fundação de direito privado, que fosse independente e sem fins lucrativos. 

“Em 6 de março de 1998, a 'Fundação Patrimônio Histórico da Energia de São Paulo' foi instituída pelas empresas energéticas inseridas no Programa Estadual de Desestatização - Lei Estadual n° 9.361, de 5 de julho de 1996. Mais tarde, em 2004, a instituição passaria a agregar a temática do saneamento, tornando-se Fundação Energia e Saneamento e realizando ações de preservação e organização de acervos externos ligados ao setor de saneamento”, disse a coordenadora da instituição.

Ações culturais e educativas

Por meio do Museu da Energia, o projeto atua em diversas regiões do Estado de São Paulo, entre elas na própria capital, Itu e Salesópolis. Pautando o uso consciente dos recursos naturais, as ações são voltadas para todas as idades e apresentam temáticas envolvendo história, ciência, tecnologia e meio ambiente.

Museu da Energia de São Paulo / Crédito: Divulgação / Fundação Energia e Saneamento

 

"Por meio da história da energia e do saneamento no Brasil, é possível compreender parte importante da história do nosso País e acompanhar o que está acontecendo hoje. E, claro, contribuir para as reflexões e projeções para o futuro", disse a diretora executiva, Rita Martins.

A Fundação Energia e Saneamento conta com mais de 50 mil títulos na biblioteca, aproximadamente 260 mil documentos fotográficos, 10 mil plantas e desenhos técnicos, 2,3 mil documentos audiovisuais e sonoros, e 3,6 mil objetos museológicos. Além disso, a instituição possui quase 2 quilômetros lineares de arquivo textual.

Museu da Energia de Salesópolis / Crédito: Divulgação / Fundação Energia e Saneamento

 

"A Fundação preserva e divulga o patrimônio histórico dos setores de energia e saneamento, com uma visão atual e voltada para o futuro, buscando sempre realizar ações de impacto para melhorar a qualidade de vida desta e das próximas gerações", explicou Rita.

De acordo com Mariana de Andrade, a instituição oferece, ainda, acesso gratuito a pesquisadores, com o intuito de preservar o passado, e inspirar o futuro, conscientizando a sociedade sobre a importância de preservar a água e energia para a manutenção da vida.

“Dessa forma, a reflexão sobre as soluções e desafios do setor de energia e saneamento no passado podem surpreender, pois muitos continuam atuais, como o uso eficiente da energia e a universalização do abastecimento de água e tratamento de esgoto, ainda mais necessários diante das questões que a pandemia nos impõe: ter acesso à água encanada e tratada, para a higiene pessoal, ainda não é uma realidade de todos”.

A importância do debate 

Para a coordenadora do projeto, é essencial debater a importância da preservação da água e energia, utilizando referências históricas para que os erros do passado não se repitam no futuro. 

Acervo Fundação Energia e Saneamento / Crédito: Divulgação / Fundação Energia e Saneamento

 

Por meio de exposições e livros, o projeto busca resgatar a história dos recursos hídricos no Brasil. Dentre os mecanismos, a fundação apresenta a obra Guarapiranga e irá inaugurar a exposição Água Virtual, no Museu da Energia de Itu.

“Em um mundo cada vez mais conectado virtualmente, a energia elétrica se torna, também, um serviço essencial, como foi possível observar na crise ocasionada por um apagão no Amapá, no final de 2020. Promover o debate sobre como serão às cidades do futuro, sempre olhando para as experiências do passado, é um dos objetivos da Fundação, que vê a necessidade de que a sociedade e comunidades locais participem desses diálogos, contribuindo de forma ativa nas decisões sobre o mundo que desejamos deixar para as próximas gerações”, finalizou Mariana.

Clique aqui para conferir o acervo online!


+Assista ao vídeo institucional da Fundação Energia e Saneamento:


+Saiba mais sobre o tema por meio de grandes obras disponíveis na Amazon:

O Novo Marco Regulátorio Do Saneamento Básico, de Augusto Del Pozzo (2020) - https://amzn.to/3q0fzI1

Novo Marco do Saneamento Básico no Brasil, de Vários Autores (2021) - https://amzn.to/3bInF2T

Energia Elétrica - Geração, Transmissão e Sistemas Interligados, de Milton de Oliveira Pinto (2017) - https://amzn.to/2PfOvYF

Ambientes e territórios: Uma introdução à Ecologia Política, de Marcelo Lopes de Souza (2019) - https://amzn.to/37Toa94

Percepção do Meio Ambiente e Geografia, de Marandola Jr Eduardo e Cavalcante Tiago Vieira (2017) - https://amzn.to/3uA8Ec6

Vale lembrar que os preços e a quantidade disponível dos produtos condizem com os da data da publicação deste post. Além disso, a Aventuras na História pode ganhar uma parcela das vendas ou outro tipo de compensação pelos links nesta página.

Aproveite Frete GRÁTIS, rápido e ilimitado com Amazon Prime: https://amzn.to/2w5nJJp 

Amazon Music Unlimited – Experimente 30 dias grátis: https://amzn.to/2yiDA7W