Facebook Aventuras na HistóriaTwitter Aventuras na HistóriaInstagram Aventuras na HistóriaSpotify Aventuras na História
Matérias / A Garota da Foto

'A Garota da Foto': o que aconteceu com o criminoso do documentário?

Franklin Floyd foi responsável por caso que inspirou documentário 'A Garota da Foto'

Éric Moreira, sob supervisão de Thiago Lincolins Publicado em 15/07/2022, às 11h31

Franklin Floyd foi acusado por assassinatos e sequestros, em caso retratado no documentário 'A Garota da Foto', da Netflix - Divulgação/Netflix / Foto por Florida Department of Corrections pelo Wikimedia Commons
Franklin Floyd foi acusado por assassinatos e sequestros, em caso retratado no documentário 'A Garota da Foto', da Netflix - Divulgação/Netflix / Foto por Florida Department of Corrections pelo Wikimedia Commons

'A Garota da Foto' é o mais novo documentário da Netflix que tem impressionado diversos espectadores pelo mundo, após seu lançamento no dia 6 de julho. A produção acompanha a vida da jovem Suzanne Marie Sevakis e conta com uma história de sequestro, pedofilia, mudança de nomes e assassinatos.

Atenção, o texto contém SPOILERS do documentário!

Suzanne Marie Sevakis nasceu no fim de 1969, em Michigan, nos Estados Unidos. Sua mãe era Sandra Willet, que chegou a ser casada com Franklin Floyd brevemente em 1974, até que foi presa por fazer um cheque sem fundo em uma loja de conveniência. A partir daí, a vida de Suzanne, com apenas 5 anos, se tornou um caos, graças a Floyd.

Após a prisão de Sandra Willet, Franklin foi embora de onde vivia com a esposa junto de Suzanne e seus outros dois irmãos. No entanto, as outras duas crianças foram deixadas em um grupo de assistência social e acabaram sendo levadas à adoçao, ao contrário de Suzanne, que Floyd criou como se fosse sua filha —  posteriormente os dois adotaram outros nomes, para que não fossem descobertos: Sharon e Warren Marshall, que durou por anos.

Registros fotográficos de Suzanne quando criança e Floyd, e fotografia de Suzanne no ensino médio
Registros fotográficos de Suzanne quando criança e Floyd, e fotografia de Suzanne no ensino médio / Divulgação/Netflix

Quando 'Sharon' atingiu a idade adulta, tendo sido criada quase que a vida inteira por 'Warren', o homem se casou com ela — e mais uma vez, mudaram de nome, agora adotando os pseudônimos de Tonya e Clarence Hughes. Depois de já ter completado o ensino médio, Suzanne foi incentivada por Floyd a se prostituir e ganhar dinheiro para a casa e, nisso, a jovem acabou engravidando.

O filho de Suzanne Sevakis, o pequeno Michael, foi uma luz na vida da mulher, que já havia enfrentado inúmeros problemas e situações complicadas com seu padrasto e marido. Segundo relato de Jenny Fisher, amiga do ensino médio de 'Sharon', em documentário, 'Warren' tinha comportamentos suspeitos e já estuprou a filha enquanto a amiga estava no mesmo quarto.

No entanto, em 1990 'Tonya Hughes' foi encontrada na beira de uma estrada em Oklahoma City, quase morta, aparentemente vítima de um atropelamento. Após sua morte, o pequeno Michael 'Hughes' foi encaminhado para um lar adotivo, assim sendo retirado das mãos de 'Clarence Hughes' — que afirmava ser pai do garoto, mas testes de DNA comprovaram o contrário.

Michael Hughes, filho de Suzanne
Michael Hughes, filho de Suzanne / Divulgação/YouTube/Where Are They Now?

Em 1994, Floyd acabou cometendo mais um crime, que veio a ser um dos últimos em sua lista que se estendia ao longo dos anos: sequestrou Michael, filho de Suzanne, enquanto ele estava na escola — além de ter sequestrado o diretor também. O diretor foi encontrado amarrado a uma árvore, mas o garoto, por sua vez, não foi encontrado, nem mesmo quando Floyd foi preso, em 1995, depois de tentar obter uma licença com um antigo nome.

Sob custódia

Após ter sido capturado, Franklin Floyd ainda foi relacionado ao assassinato de uma outra mulher em 1989, que era amiga de Suzanne. Em 2013, por sua vez, o homem revelou aos agentes do FBI que havia atirado em Michael no mesmo dia em que o sequestrou, e o corpo apenas nunca havia sido encontrado.

Franklin Floyd, autor dos crimes que inspiraram o documentário 'A Garota da Foto'
Franklin Floyd, autor dos crimes que inspiraram o documentário 'A Garota da Foto' / Foto por Florida Department of Corrections pelo Wikimedia Commons

Atualmente, Floyd ainda está vivo e já tem 79 anos, aguardando execução na Union Correctional Institution em Raiford, vila na Flórida. Ele está em uma fila com ceerca de 300 prisioneiros que se encontram no corredor da morte, mas até o momento nenhuma data foi definida para o ato, como informado pelo portal de notícias 'Yahoo!'.