Matérias » Reino Unido

Garoto de oito anos processa governo britânico por negar benefícios a imigrantes

O menino afirma que a política é ilegal e impede o acesso dessas pessoas à rede de seguridade nacional

Isabela Barreiros Publicado em 07/05/2020, às 07h00

Imagem meramente ilustrativa de uma criança
Imagem meramente ilustrativa de uma criança - Getty Images

Um menino de oito anos, que não foi identificado, está processando o Ministério do Interior britânico pela falta de benefícios sociais destinados a imigrantes que vivem no país. O grupo está em situação cada vez mais vulnerável, principalmente em meio à pandemia do novo coronavírus.

O garoto afirma que a política praticada pelo governo é ilegal ao negar o acesso dessas pessoas à rede de seguridade nacional. Ela seria responsável por garantir o mínimo de qualidade de vida às famílias que, se já não eram, estão se tornando carentes por conta da atual crise.

A indignação surge devido a própria situação da criança. Nascida no país, mas de mãe estrangeira, ela foi obrigada a mudar de escola ao menos cinco vezes em consequência da condição precária de sua família.

A ação ganhou o apoio do Centro de Apoio aos Migrantes de Haringey, que realizou um relatório contendo os principais pontos levantados pelos ativistas em meio ao surto da covid-19.

Segundo a organização, a “falha na proteção dos mais vulneráveis é falha na proteção de todos nós". Mesmo que o governo declare estar fazendo o possível para "trazer todos para dentro", o documento afirma que muitos imigrantes ainda dormem mal, principalmente por serem impedidos de receber os recursos necessários.