Matérias » Bizarro

Grande confusão: 5 curiosidades sobre o 'vampiro' de Connecticut

Há dois séculos, a lenda do vampiro encontrado como uma bandeira pirata no caixão criou uma lenda histórica na cidade dos EUA

Wallacy Ferrari, sob supervisão de Fabio Previdelli Publicado em 05/12/2021, às 12h05

Foto em detalhe do crânio do esqueleto
Foto em detalhe do crânio do esqueleto - Foto da Força Aérea dos EUA por Tech. Sgt. Robert M. Trujillo

Há 200 anos, uma suposta lenda de um vampiro que circulava a cidade norte-americana de Connecticut foi capaz de mexer com o imaginário popular local e criar diversas histórias sobre um suposto morador misteriosamente enterrado no final do século 18.

Encontrado no cemitério local com a cabeça em cima das costelas e braços cruzados como uma bandeira pirata, todos os argumentos eram suficientes para aumentar o boato local.

Contudo, em 2019, uma equipe do Museu Nacional de Saúde e Medicina, em Silver Spring, decidiu revisitar seu local de repouso e, enfim, tirar todas as dúvidas sobre o tal vampiro, revelando uma grande confusão. Com base em reportagem do portal LiveScience, separamos alguns fatos sobre essa fervorosa análise.

Confira 5 curiosidades sobre o misterioso ‘vampiro' de Connecticut:

1. Quem era o vampiro?

Inicialmente, as inscrições do caixão misterioso se limitavam a "JB-55", que não revelavam sua origem. Contudo, ao acessar o corpo, foi possível concluir que o suposto vampiro chamava-se John Barber, com arquivos históricos apontando que tratava-se de um fazendeiro, que faleceu de uma grave tuberculose. Mesmo assim, não havia registros de qualquer atividade paranormal do homem, necessitando de uma análise mais cuidadosa em seu corpo.


2. Andar de vampiro

De acordo com relatos da época, ele era visto com um caminhar lento e dificultado, mas com movimentos pouco convencionais, acrescentando mistério em sua suposta identidade vampiresca.

Alguns dos ossos lesionados de John / Crédito: Foto da Força Aérea dos EUA por Tech. Sgt. Robert M. Trujillo

 

Contudo, uma análise forense apontou que o esqueleto do homem, na verdade, sofria com lesões acumuladas ao longo da vida. Ele possuía uma clavícula que, após quebrar, calcificou de maneira irregular, além de um joelho artrítico.


3. À la Nosferatu

Além das lesões mecânicas, a causa de sua morte também colaborou com a suspeita, visto que o mundo atravessava uma crise de tuberculose nos séculos 18 e 19, chegando a causar úlceras nos pulmões de vítimas da enfermidade e consequentemente, deixando os pacientes pálidos e, muitas vezes, com sangues nos cantos das bocas — igualzinho ao imaginário popular dos vampiros medonhos.


4. Possivelmente preocupado

A impossibilidade de se locomover sem dores e a doença altamente infecciosa já seriam fatores suficientes para John se isolar do mundo. Porém, caso tivesse a necessidade de sair, certamente optaria por momentos de menor movimentação de pedestres, para evitar a transmissão de sua doença e a locomoção com obstáculos, como por exemplo, no período noturno. Corcunda, pálido, com sangue entre os dentes e saindo pelas noites: um prato cheio para os conspiracionistas.


5. Reordenado a força

Imagem do esqueleto de Barber ainda no cemitério / Crédito: Domínio Público

 

Dada a compreensão popular de que um vampiro poderia ter integrado a sociedade, o corpo de Barber não teve sossego após a morte; pesquisadores que analisaram os restos mortais afirmam que alguma pessoa conseguiu acessar seu caixão, o desenterrar e enterrá-lo novamente como a cabeça empilhada junto aos membros na caixa torácica, dando a entender que tratava-se de um vampiro e colaborando na criação do boato.


+Saiba mais sobre histórias bizarras através das obras abaixo, disponíveis na Amazon:

Bizarre World (Edição em Inglês), de E. Reid Ross (2019) - https://amzn.to/3l7L9Bt

Os Ladrões Mais Idiotas do Mundo, de Simon Vigar (2008) - https://amzn.to/3cPQ2wj

30 histórias insólitas que fizeram a medicina, de Jean-Noël Fabiani (2019) - https://amzn.to/3cUfh0d

Vale lembrar que os preços e a quantidade disponível dos produtos condizem com os da data da publicação deste post. Além disso, a Aventuras na História pode ganhar uma parcela das vendas ou outro tipo de compensação pelos links nesta página.

Aproveite Frete GRÁTIS, rápido e ilimitado com Amazon Prime: https://amzn.to/2w5nJJp

Amazon Music Unlimited – Experimente 30 dias grátis: https://amzn.to/2yiDA7W