Matérias » Segunda Guerra Mundial

Guerra de Inverno: Neste dia, há 80 anos, começava a sangrenta disputa entre URSS e Finlândia

Gerando milhares de mortes, conflito mostrou a Joseph Stalin que seu exército não era tão forte assim

Joseane Pereira Publicado em 30/11/2019, às 06h00

Tropas Fantasmas finlandesas durante a guerra contra a URSS
Tropas Fantasmas finlandesas durante a guerra contra a URSS - Getty Images

Dois meses após o início da Segunda Guerra Mundial, um conflito sangrento foi travado entre a gigantesca União Soviética e a pequena Finlândia. Era a Guerra de Inverno, que durante dois meses levou os soldados da URSS a lutar pelo território finlandês. Mas, apesar das diferenças em tamanho, o Exército Vermelho quase não conseguiu vencer seu adversário.

SOLDADOS NA NEVE

Naquele ano de 1939, o líder soviético Joseph Stalin estava expandindo sua influência sobre a Europa Oriental. Com objetivo de criar uma zona de amortecimento ao redor de Leningrado, Stalin exigiu que a Finlândia recuasse mais de 20 km de fronteira.

Mesmo oferecendo parte do território russo em troca, o ditador não conseguiu acordo: os finlandeses, que tinham relações diplomáticas com a Alemanha, suspeitaram da ideia e resolveram negar. Após ultimatos fracassados, o Exército Vermelho se lançou no território finlandês com meio milhão de soldados.

Infantaria finlandesa em esquis, 1939 / Crédito: Getty Images

 

A disputa era desigual: três soviéticos para um finlandês. Mas apesar disso, ela foi acirrada e muito sangrenta. Durante o inverno daquele ano, as tropas finlandesas, lideradas pelo marechal Carl Gustaf Mannerheim, se esgueiraram por trincheiras e fortificações no território da Carélia, fronteira com a URSS, atacando continuamente o exército inimigo.

Ajudados pelo frio e pelo domínio territorial, os finlandeses resistiram com vigor. Soldados equipados com esquis, as famosas Tropas Fantasmas, inflingiram inúmeras perdas aos soviéticos, e mais de 500 deles morreram nas mãos do fazendeiro Simo Häyhä. Entretanto, a imensidão do Exército Vermelho acabou invadindo as defesas do país, obrigando os finlandeses a se entregar.

RESULTADOS

Com o fim da Guerra de Inverno, a Finlândia foi obrigada a entregar 11% de seu território a Stalin, mas conseguiu manter a independência. A URSS também saiu em desvantagem: durante os três meses de conflito, mais de 300 mil soldados soviéticos morreram, em comparação com os 65 mil finlandeses.

Esse desempenho deplorável é frequentemente citado como a causa da vitória soviética contra os alemães em 1941, pois ao mesmo tempo em que fez Stalin investir intensamente em suas tropas, causou na Alemanha a impressão de que a URSS era fraca militarmente — e que, portanto, os soldados de Hitler ganhariam facilmente caso invadissem seu território.


+ Saiba mais sobre esse tema através da obra abaixo

A Segunda Guerra Mundial: Os 2.174 dias que mudaram o mundo, Martin Gilbert (2014)

Link - https://amzn.to/33Aiagp

Vale lembrar que os preços e a quantidade disponível dos produtos condizem com a BlackFriday e estarão disponíveis até 01/12/2019. Além disso, assinantes Amazon Prime recebem os produtos com mais rapidez e frete grátis, e a revista Aventuras na História pode ganhar uma parcela das vendas ou outro tipo de compensação pelos links nesta página.