Matérias » Personagem

Há 200 anos, nascia o teórico revolucionário Friedrich Engels

Braço direito de Karl Marx, o comunista teve papel essencial no desenvolvimento da ideologia que é relevante até os dias de hoje

Isabela Barreiros Publicado em 28/11/2020, às 07h00

O teórico revolucionário Friedrich Engels
O teórico revolucionário Friedrich Engels - Getty Images

Do marxismo, todos conhecemos Karl Marx. O pai da ideologia, porém, não a desenvolveu sozinho: seu amigo e companheiro de lutaFriedrich Engels também colaborou enormemente para a formação do pensamento marxiano. Ele teve um papel fundamental para que tal mudança de paradigma fosse possível.

Engels nasceu neste dia há 200 anos e seu pensamento continua inspirando muitas teorias ao redor do mundo até os dias de hoje. Nascido de uma família burguesa em 1820 no distrito de Barmen, na antiga Prússia, ele passou por pressões de seu pai para se tornar um empresário, continuando seus negócios.

A família Engels era proprietária de fábricas de tecidos de algodão, primeiro na região onde moravam na Alemanha, mas mais tarde em novas localidades. O jovem deixou a escola aos 17 anos de idade para se tornar aprendiz em uma casa de comércio em Bermen. A esperança de seus pais era que ele continuasse no ramo da família, mas naquele momento, tudo mudou.

Crédito: Domínio Público

 

Foi durante esse período que Friedrich entrou em contato pela primeira vez com os escritos de Hegel, cujo pensamento filosófico estava crescendo cada vez mais no Velho Continente. Ele começou a escrever textos literários, no entanto, o mais importante era que ele passou a perceber e descrever os efeitos da industrialização na Europa.

Seus artigos eram publicados em jornais locais, mas o jovem precisou aderir um pseudônimo nas publicações. Afinal, o teor revolucionário de seus escritos poderiam dar problemas à sua rica família. Com o pseudônimo Friedrich Oswald, ele escreveu principalmente sobre os danos sociais causados pelas fábricas.

Com 22 anos, ele foi enviado pelos pais para cuidar de uma de suas fábricas em Manchester, na Inglaterra. Ele já sabia na teoria o que o trabalho incessante e insalubre poderia causar nas pessoas, porém a prática o chocou ainda mais, fazendo com que Engels iniciasse seu engajamento político de fato publicamente.

Crédito: Domínio Público

 

Antes de chegar na Inglaterra, ele parou na Alemanha e conheceuKarl Marx, seu maior parceiro, no dia 16 de novembro de 1842 no escritório do periódico editado pelo comunista,  jornal radical Rheinische Zeitung, na cidade de Colônia, na Alemanha. Eles não ficaram impressionados um com o outro nesse primeiro encontro, mas a segunda vez já revelou que a dupla seria inseparável. 

Já em território inglês, Engels conheceu Mary Burns, uma proletária irlandesa que trabalhava em uma de suas fábricas. Os dois se aproximaram muito e acabaram se tornando parceiros de vida. Ela vivia na pele a situação da classe trabalhadora e mostrou ao teórico como era a realidade do operário na Europa.

Foi inclusive nesse período que o comunista escreveu o texto A Situação da Classe Trabalhadora na Inglaterra (1845), baseado nessa experiência. Muitos pesquisadores propõem que a convivência Burns tenha radicalizado as visões do teórico, que desenvolveu um de seus mais importantes escritos durante essa época.

Mary Burns / Crédito: Domínio Público

 

Consolidava-se também cada vez mais a parceria intelectual entre Marx e Engels. Enquanto o primeiro lidava com os conceitos abstratos e complexos, o segundo colocava todos esses rascunhos confusos em um texto limpo e passível de leitura pela classe trabalhadora. Fora isso, a originalidade de Friedrich impressionava até mesmo o próprio Marx.

Muitas das principais ideias vieram de Engels e seus textos foram importantes para a construção da ideologia como tal. Escritos como A Origem da Família, da Propriedade Privada e do Estado e A Situação da Classe Trabalhadora na Inglaterra, por exemplo, moldaram todo o pensamento. 

Segundo o pesquisador Wallace Cabral Ribeiro, no artigoFriedrich Engels: As Influências do “General” na Parceria com o “Mouro” e no Socialismo Internacional”, “a sua influência sobre Marx e outros detalhes sobre sua vida, sua obra e suas colaborações são ignorados sistematicamente”. 

Foi ele quem instruiu o envolvimento dos dois no Partido Comunista, fez parte de importantes movimentos socialistas internacionais e coletou material empírico sobre o proletariado europeu. Sem Engels, é possível dizer que não haveria marxismo nos dias de hoje.

O teórico morreu dez anos depois de Marx. Durante todo esse período, ele deu continuidade ao marxismo, tornando-se a maior liderança do socialismo internacional. Engels também foi responsável por publicar o segundo e terceiro livro de O Capital, escreveu artigos e suas próprias obras, organizou reuniões políticas e pregou a palavra da ideologia. Ele continuou na sua trajetória revolucionária até a sua morte, em 5 de agosto de 1895.


+ Saiba mais sobre o comunismo por meio dos livros disponíveis na Amazon:

O Manifesto do Partido Comunista, Karl Marx e Friedrich Engels (2019) - https://amzn.to/2RXJjHX

Princípios Básicos do Comunismo e outros textos, Friedrich Engels (2014) - https://amzn.to/2GSDYv6

O Capital [Livro I]: crítica da economia política. O processo de produção do capital, Karl Marx (2017) - https://amzn.to/2RWpIYt

A origem da família, da propriedade privada e do Estado (Edição de bolso), Friedrich Engels (2014) - https://amzn.to/3bUxM3X

Vale lembrar que os preços e a quantidade disponível dos produtos condizem com os da data da publicação deste post. Além disso, a Aventuras na História pode ganhar uma parcela das vendas ou outro tipo de compensação pelos links nesta página.

Aproveite Frete GRÁTIS, rápido e ilimitado com Amazon Prime: https://amzn.to/2w5nJJp 

Amazon Music Unlimited – Experimente 30 dias grátis: https://amzn.to/2yiDA7