Matérias » Personagem

Há 485 anos, Henrique VIII sofria um acidente que teria mudado sua vida para sempre

O episódio quase causou a morte do monarca, e, segundo estudos de 2014, poderia ter resultado numa grave lesão

Ingredi Brunato, sob supervisão de Thiago Lincolins Publicado em 24/01/2021, às 00h00

Pintura retrata Henrique VIII usando chapéu real
Pintura retrata Henrique VIII usando chapéu real - Wikimedia Commons

O rei Henrique VIII da Inglaterra (1491-1547) ficou principalmente conhecido por suas muitas esposas - seis no total, isso também levando em conta que ele fundou a Igreja Anglicana para conseguir realizar seus divórcios - e por seu comportamento cruel. 

Um documentário do Discovery Channel que foi ao ar em 2014, todavia, lançou uma luz na história do monarca. “Dentro do corpo de Henrique VIII” traz a teoria de que a personalidade desagradável do rei seria na verdade causada por problemas de saúde

Saúde frágil?

Os problemas, aliás, foram muitos. O monarca britânico começou a sentir os primeiros males já aos 23 anos, quando teria sofrido com a varíola ao apresentar febre. Já com 30, teria vivenciado os efeitos da malária, uma doença que voltaria a atormentá-lo de tempos em tempos. 

Ferimentos de motivos variados acumularam-se pelo seu corpo, como as úlceras varicosas que afetaram sua perna esquerda aos 36, e em seguida espalharam-se para a direita.

O motivo dessas feridas em particular era auto-imposto: o que as provocava eram as ligas restritivas que o rei vestia ao redor das panturrilhas para deixá-las mais finas, o que era valorizado esteticamente. 

Pintura de Henrique VIII onde é possível ver suas panturrilhas / Crédito: Wikimedia Commons

 

Diversas outras lesões vieram pelo amor de Henrique em relação aos esportes: ele gostava de luta livre, arco e flecha, 'tênis' e de competir em duelos de lanças. Esse último, inclusive, consistia em dois cavaleiros com as lanças apontadas para frente cavalgando de forma acelerada na direção do outro até o inevitável choque, o que, de forma compreensível, era uma atividade perigosa. 

Foi em uma dessas aventuras que o monarca, que havia esquecido de baixar a viseira da própria armadura, acabou sendo atingido acima do olho direito, o que lhe rendeu episódios de enxaqueca fortes, segundo o documentário. Já jogando tênis machucou gravamente o pé.

Tudo desandou 

O mais grave de todos esses episódios, todavia, foi um outro torneio anos mais tarde. Quando Henrique VIII tinha 44 anos, ele se feriu tão gravemente que foi tomado como morto. Quando se recuperou, todavia, não era mais ele mesmo, o rei benevolente como era conhecido até então. Havia se convertido na figura 'cruel' que a História lembra hoje. 

Era o mês de janeiro de 1536, quando se chocou com seu adversário, o impacto foi tanto que o rei da Inglaterra foi arremessado para trás. Para piorar, o cavalo caiu em cima dele. Era o peso dele mesmo, de sua armadura, do animal e da armadura. Uma verdadeira desgraça. 

O resultado disso foi que o monarca permaneceu inconsciente durante duas horas inteiras. “Henrique pode ter sofrido uma lesão cerebral. Danos ao lobo frontal do cérebro podem perfeitamente resultar em mudança de personalidade", disse a historiadora Lucy Worsley, que deu seu parecer ao documentário, conforme repercutido pelo The Independent em matéria de 2014. 

“Postulamos que seu acidente em uma justa (torneio) de 1536 fornece a explicação para sua mudança de personalidade de jovem príncipe esportivo, promissor e generoso para cruel, paranóico e cruel tirano. A partir dessa data, a rotatividade das esposas realmente acelerada, e as pessoas começam a falar sobre ele de forma e negativa”, acrescentou ela, explicando porque a hipótese parece verdadeira. 

Pintura de Catarina de Aragão, a primeira esposa do monarca / Crédito: Wikimedia Commons

 

Depois desse acontecimento, o rei também ficou com os movimentos muito mais restringidos, impedindo-o de se dedicar a atividades físicas como antes. A falta de exercício ainda se somaria a uma dieta farta. 

De acordo com o “Dentro do corpo de Henrique VIII”, o monarca britânico teria até  ingerido 13 pratos por dia - um verdadeiro banquete real diário - com muitos contendo carnes e sendo acompanhados de vários litros de bebida alcoólica, uma vez que a água nessa época não era muito limpa, muitas vezes causando doenças. 

Assim, a conclusão dos historiadores por trás do documentário, que também analisaram o aumento das dimensões das vestes e armaduras dele ao longo do tempo, foi que o rei da Inglaterra "tornou-se um recluso paranóico que comia para se reconfortar - um homem-montanha de cerca de 176 kilos".


+ Saiba mais sobre o tema por meio das obras disponíveis na Amazon:

As seis mulheres de Henrique VIII, de Antonia Fraser (2009) - https://amzn.to/2tNL9BV

A famosa história da vida do rei Henrique VIII: 30, de William Shakespeare (2016) - https://amzn.to/2S2wXNw

Os Ultimos Dias de Henrique VIII Conspirações, traições e heresias na corte do rei tirano, de Robert Hutchinson (2010) - https://amzn.to/2RznyxS

Vale lembrar que os preços e a quantidade disponível dos produtos condizem com os da data da publicação deste post. Além disso, a Aventuras na História pode ganhar uma parcela das vendas ou outro tipo de compensação pelos links nesta página.

Aproveite Frete GRÁTIS, rápido e ilimitado com Amazon Prime: https://amzn.to/2w5nJJp 

Amazon Music Unlimited – Experimente 30 dias grátis: https://amzn.to/2yiDA7W