Matérias » Personagem

Há 51 anos, Jochen Rindt se tornava campeão póstumo na história da Fórmula 1

Em 1970, o trágico episódio entrou para a história como um dos piores acidentes já ocorridos na Fórmula 1

Victória Gearini | @victoriagearini Publicado em 04/09/2021, às 08h13

Jochen Rindt no Grande Prêmio da Holanda, em 1970
Jochen Rindt no Grande Prêmio da Holanda, em 1970 - Arquivo Nacional Holandês, via Wikimedia Commons

No fatídico dia 5 de setembro de 1970, o automobilista radicado na Áustria, Jochen Rindt, perdia a vida em um trágico acidente durante uma corrida de Fórmula 1. Tal fato entrou para a história deste esporte, como um dos piores acidentes de todos os tempos. 

No entanto, o corredor se tornou o único campeão póstumo da história da Fórmula 1 — título que somente ele carrega até hoje. 

Trajetória na Fórmula 1

Nascido no dia 18 de Abril de 1942, Karl Jochen Rindt foi morar com os avós ainda criança, após seus pais serem mortos durante um bombardeio ocorrido no auge da Segunda Guerra Mundial. A partir disso, ele foi radicado na Áustria, onde conheceu a sua paixão por automóveis.

Considerado um piloto promissor, estreou na Fórmula 1 em 1964, com apenas 22 anos de idade. Na época, ele pilotou um Brabham de motor BRM alugado, no GP da Áustria.

Jochen Rindt, Bruce McLaren, Denny Hulme, John Surtees, Jacky Ickx, Guy Ligier e Jean Pierre, em 1967 / Crédito: Getty Images

 

Nos anos seguintes, Rindt competiu com outros veículos e por outras equipes. Entre altos e baixos, posições boas e outras nem tanto, o piloto deu seu nome em todas as corridas em que participou. 

Já em 1969, foi contratado pela Lotus-Ford. Na época, a equipe criada por Colin Chapman, possuía o título do ano anterior. Para o austríaco foi uma ótima oportunidade. Contudo, chegou a sofrer um acidente durante uma corrida no GP da Espanha, mas, felizmente, teve ferimentos leves.

Mais tarde, ele conseguiu vencer o tricampeão Jack Brabham. Com o modelo 49, na temporada de 1970, em Mônaco, Rindt conquistou o título tão cobiçado. Mas, ele não fazia ideia de que aquele seria o último ano de sua vida.

O trágico acidente 

Em seguida, ele passou a correr com o modelo 72, que lhe rendeu quatro vitórias consecutivas. Contudo, na corrida em que perdeu a vida, o piloto disputava com um carro já bastante rodado. 

Denny Hulme, que seguia Rindt, afirmou que o austríaco perdeu o controle do veículo, que bateu em um guard rail.   

Jochen Rindt acenando, em 1966 / Crédito: Getty Images

 

O piloto, por sua vez, rapidamente foi resgatado, mas não sobreviveu aos ferimentos, vindo a óbito no dia 5 de setembro de 1970. A morte só foi confirmada horas depois, pois a corrida teria sido interrompida imediatamente caso tivessem constatado antes.

Colin Chapman, logo deixou a Itália, temendo que pudesse ser responsabilizado e até mesmo preso, pela morte do corredor de sua equipe.

Campeão póstumo

Após a corrida, Rindt ainda somava 45 pontos, enquanto os seus concorrentes tinham apenas 25 pontos. Todavia, em respeito a sua memória, a equipe decidiu não participar da corrida no Canadá. Isso colocou Jacky Ickx, da Ferrari, em vantagem. 

A Lotus, por sua vez, queria impedir o rival, a fim de garantir a vitória de Rindt — que foi o que aconteceu. A vitória do brasileiro Emerson Fittipaldi pela Lotus, confirmou o título póstumo do amigo de equipe. Além disso, foi a primeira vitória do Brasil na Fórmula 1.

Desfecho das investigações 

Em 1976, Colin Chapman foi inocentado pela morte do piloto autríaco. Já o carro envolvido no acidente, foi parar em um ferro-velho.

Tempos depois, um funcionário estatal comprou a carcaça do veículo, mas o trocou por outro automóvel de Fórmula 3. 

De acordo com o Globo Esporte, atualmente, a lendária Lotus 72 encontra-se aposentada em uma garagem de Milão, na Itália.


+Saiba mais sobre o tema por meio de grandes obras disponíveis na Amazon: 

Jochen Rindt: Uncrowned King of Formula 1 (Edição Inglês), de David Tremayne (2020) - https://amzn.to/3DD3iRM

Jochen Rindt: A Man of Hidden Depths (Edição Inglês), de Erich Glavitza (2021) - https://amzn.to/3h0PVBg

Jochen Rindt World Champion F1 Driver (Edição Inglês), de Bill Rosoman (2012) - https://amzn.to/3BE9S8N

Brasil na Fórmula 1, de Alexandre Armando Vasconcellos (2013) - https://amzn.to/3kUIzjO

Corrida para a glória, de Tom Rubython (2013) - https://amzn.to/3gYpWdE

Vale lembrar que os preços e a quantidade disponível dos produtos condizem com os da data da publicação deste post. Além disso, a Aventuras na História pode ganhar uma parcela das vendas ou outro tipo de compensação pelos links nesta página.

Aproveite Frete GRÁTIS, rápido e ilimitado com Amazon Prime: https://amzn.to/2w5nJJp

Amazon Music Unlimited – Experimente 30 dias grátis: https://amzn.to/2yiDA7W