Matérias » Família Real Britânica

Harry e Meghan contaram com ajuda de um bilionário nos EUA?

O casal ficou desamparado após cortar laços oficiais com a monarquia britânica

Wallacy Ferrari Publicado em 09/03/2021, às 11h33

Tyler Perry (esq.) e Harry junto a Meghan (dir.) em montagem
Tyler Perry (esq.) e Harry junto a Meghan (dir.) em montagem - Wikimedia Commons

Conforme relataram em entrevista a apresentadora americana Oprah Winfrey, o príncipe Harry e a esposa, Meghan Markle, passaram a ser figurinhas marcadas pela Família Real Britânica após um conturbado assédio midiático e parental durante a trajetória marital do casal.

Tais problemas não apenas resultaram na abdicação dos títulos e privilégios reais, mas causaram a saída da dupla pela porta de trás dos palácios ingleses, com a perda de títulos, proteção e, principalmente, amparo financeiro.

Durante a mesma entrevista, entretanto, um nome foi citado como auxiliador durante a transição e saída da realeza; o bilionário Tyler Perry, que foi responsável por ajudá-los e blindá-los da imprensa. Ele também foi responsável por fazer a ponte da entrevista com a apresentadora e planejar a divulgação dos atos relacionados aos problemas da família.

Tyler e Oprah apresentam prêmio no Black Movie Awards em 2006 / Crédito: Getty Images

 

Quem é Tyler Perry?

Aos 51 anos de idade, ele marcou sua carreira no cinema e televisão como comediante, principalmente interpretando a personagem Madea, conhecida no Brasil pelo filme “Diário de uma Louca”, mas que já protagonizou onze filmes comercialmente aclamados na América do Norte, possibilitando que, em 2011, fosse considerado o homem mais bem-pago do entretenimento, como informou a Forbes.

Nascido em uma família de classe baixa em New Orleans, ele relatou à CNN em 2009 que foi molestado durante a infância, além de sofrer agressões por parte do pai — que, posteriormente, descobriu por um teste de DNA que não era seu pai biológico. Ao completar o colegial pelo supletivo, financiou um espetáculo onde atuava e dirigia, angariando sucesso nacional nas décadas seguintes.

De acordo com o UOL, ele também foi responsável pela construção de um estúdio na cidade de Atlanta, na Geórgia, estimulando a economia local ao inserir a cidade no mapa da indústria cinematográfica, produzindo especiais para serviços de streaming e filmes originais. Tais investimentos resultaram no acúmulo de seu primeiro bilhão, no ano passado.

Registro da entrevista do casal com a apresentadora Oprah Winfrey / Credito: Getty Images

 

Ponte com Oprah?

Apoiadora da inserção negra no mercado do entretenimento, a parceria de longa data com a apresentadora Oprah Winfrey não apenas resultou em uma amizade pública, mas rendeu produções em parceria; o filme 'Preciosa', de 2009, teve ambos como produtores executivos, rendendo dois Oscars.

Antes de comprarem uma casa, afirmaram que Perry permitiu a estadia gratuita do casal em uma de suas mansões em Los Angeles, além de deslocar seguranças para evitar incômodos.

Tal medida foi agradecida por Markle, que explicou que, teriam poucos dias para ajeitar a vida após a perda da segurança financeira e física: "Não tínhamos um plano. [...] Precisávamos de uma casa e ele [Tyler Perry] também ofereceu sua segurança, o que nos deu espaço para respirar e tentar descobrir o que íamos fazer”.

A decisão

Em nota publicada no dia 19 de fevereiro, o  Palácio de Buckingham informou que Harry e Meghan não retornariam a Família Real. "Embora todos estejam tristes por sua decisão, o duque e a duquesa continuam sendo membros muito queridos da família", explicou em nota.

Após uma conversa com a Rainha Elizabeth II, foi decidido que alguns títulos honorários serão devolvidos à realeza britânica. As antigas nomeações e patrocínios de Harry e Meghan devem retornar para a rainha, que terá a responsabilidade de remanejar as antigas funções sociais do casal para membros ativos da Família Real.

Como revelado pela BBC, um porta-voz do casal informou que apesar da decisão eles "continuam comprometidos com seu dever e serviço ao Reino Unido e ao redor do mundo, e ofereceram seu apoio contínuo às organizações que representaram independentemente da função oficial”.  


+Saiba mais sobre a família real britânica em obras disponíveis na Amazon:

Diana. O Último Amor de Uma Princesa, de Kate Snell (2013) - https://amzn.to/2TgHgPO

The Queen: The Life and Times of Elizabeth II (Edição Inglês), de Catherine Ryan (2018) - https://amzn.to/2RhgNA7

God save the queen - O imaginário da realeza britânica na mídia, de Almeida Vieira e Silva Renato (2015) - https://amzn.to/2xTkiGd

O Amor Da Princesa Diana, de Anna Pasternack (2018) - https://amzn.to/2xOZ8c9

A história do século XX, de Martin Gilbert (2017) - https://amzn.to/2yFZMcv

Vale lembrar que os preços e a quantidade disponível dos produtos condizem com os da data da publicação deste post. Além disso, a Aventuras na História pode ganhar uma parcela das vendas ou outro tipo de compensação pelos links nesta página.

Aproveite Frete GRÁTIS, rápido e ilimitado com Amazon Prime: https://amzn.to/2w5nJJp 

Amazon Music Unlimited – Experimente 30 dias grátis: https://amzn.to/2yiDA7W