Matérias » Estados Unidos

Billy Collins Jr. x Luis Resto: A noite mais triste da história do boxe

Dois jovens promissores entraram em um ringue pela última vez em suas vidas — e saíram por motivos completamente diferentes

Wallacy Ferrari Publicado em 19/03/2020, às 15h00 - Atualizado às 17h00

Luis Resto desferindo um golpe em Billy Collins Jr. quase desacordado
Luis Resto desferindo um golpe em Billy Collins Jr. quase desacordado - Divulgação / HBO

Promessas para o futuro do boxe, Billy Collins Jr e Luis Resto tinham, juntos, a primeira oportunidade de entrar na disputa para ser o próximo desafiante a um título mundial de boxe. Ambos os pugilistas, com menos de 30 anos, impressionavam pelo cartel de lutas na categoria dos pesos leve, e juntos, escalados pela Top Rank Boxing, prometiam um ótimo combate aos espectadores.

Billy Collins Jr tinha 21 anos, e tinha uma ascendência americana-irlandesa. Nascido e criado no Tennessee, lugar famoso pela música country, o jovem chamava a torcida a seu favor, pelo heroísmo, carisma de bom rapaz e pelo talento, além de sua lealdade a família por ser treinado pelo pai, Billy Collins, um ex-boxeador de prestígio. Seu cartel profissional era perfeito, com 14 lutas, todas ganhas por ele, sendo 11 por nocautes, tornando Billy o favorito na disputa.

Por outro lado, o porto-riquenho Luis Resto era mais experiente. Na época com 29 anos, o boxeador tinha mais que o dobro de lutas de Billy, com 31 combates. Porém, não era invicto, havia perdido em 8 oportunidades e empatado em duas. Sua personalidade explosiva foi descoberta quando o jovem foi para um reformatório após uma cotovelada em uma professora. De lá, saiu para uma academia, onde foi duas vezes campeão estadual dos amadores.

A diferença de cartel, personalidade e amparo midiático de ambos fazia com que a torcida americana apostasse, em grande maioria, em Collins como vencedor, e o latino Resto sendo a possível zebra da noite. Porém, Resto tinha o amparo de Panama Lewis, um dos melhores técnicos do mundo até a ocasião.

Billy Collins junto ao seu filho, preparando sua luvas antes de seu treino / Crédito: Divulgação

 

O combate foi marcado na noite do dia 16 de junho de 1983, no lendário Madison Square Garden, em Nova York, além de ser televisionado em rede nacional pela ABC, mas não era o principal combate da noite. O evento principal seria entre Roberto Durán, também treinado por Panama Lewis, desafiando Davey Moore em uma revanche pelo cinturão. O que o ginásio, absolutamente lotado, não poderia prever, é que a luta preliminar mudaria o boxe para sempre.

Com Muhammad Ali e Floyd Patterson na torcida, Collins e Resto surgiram nas entradas do ginásio para entrar no ringue, às 20h00. A luta, prevista para durar, no máximo, 10 rounds, que decorreram de maneira violentíssima a favor de Resto — que dominava a luta com impressionantes socos destruidores. Billy se manteve em pé em todos os rounds, mas obviamente, perderia por pontos em uma derrota digna de vergonha.

Ao longo da luta, Resto se mantinha com uma postura ofensiva e, a partir do sétimo round, ficou quase sozinho no ringue, com Collins sem conseguir acertar os socos com eficiência. O impacto era tão grande que o inchaço nos olhos do americano já tapavam a sua visão quase que completamente. Seu pai chegou a perguntar se o filho tinha interesse em desistir entre os rounds, mas recusou e se manteve tentando ganhar.

O combate, encerrado após o fim do décimo round indicava facilmente a vitória do porto-riquenho pelo simples fato de parecer estar intacto enquanto Collins assustava pela deformação de seu rosto. Após o fim da luta, ambos se cumprimentam e os treinadores também entram no ringue para cumprimentar os atletas, porém, Billy Collins Sr. descobriu qual foi a trapaça que foi capaz de destruir o filho.

Um dos fortes golpes desferidos por Resto em Billy, e seu rosto desfigurado após a luta / Créditos: Divulgação

 

Ao cumprimentar Resto, o experiente treinador notou que as luvas do atleta estavam completamente irregulares para a luta. Por mais que tentasse soltar, o pai conseguiu identificar que os enchimentos presentes nas luvas do porto-riquenho eram muito mais rígidos do que o de uma luva normal, acionando a comissão avaliadora da luta imediatamente para analisar os objetos no ringue.

O ringue é tomado de pessoas da Comissão Atlética do Estado de Nova York e, mesmo com a tentativa de Panama para ocultar ou trocar as luvas de seu pugilista, foram coletadas e analisadas. Durante duas semanas, a comissão analisou e chegou a conclusão de que a espuma foi retirada e teve seu espaço preenchido com argamassa. Panama e Resto foram banidos permanentemente do esporte a nível nacional.

Um julgamento penal levou ambos a prisão por assalto, conspiração e a decisão inédita de arma mortal (pelos punhos). Collins e sua família também processaram ambos, além da comissão, por não proporcionar a segurança necessária no combate, e a Everlast, fabricante das luvas, que não foi considerada culpada pelo Tribunal Federal. Apesar de ter sido julgado a seu favor, Collins nunca pode ver a conclusão do processo.

Após a ocasião, Billy nunca mais conseguiu lutar por adquirir graves problemas de visão. Além disso, a falta de amparo o fez ter de procurar um emprego, onde também não obteve sucesso pela ausência da visão. Nove meses após a luta, Billy faleceu em um violento acidente de carro, no que acreditam ter sido um suicídio, graças a depressão e alcoolismo desenvolvidos após o incidente.


+Saiba mais sobre o boxe internacional nas obras abaixo

O rei do mundo, por David Remnick (2011) - https://amzn.to/2WrSiDO

O Clube De Boxe De Berlim, por Robert Sharenow (2013) - https://amzn.to/3b7PGiq

NOCAUTE - 5 histórias de boxe, por Jack London (2017) - https://amzn.to/33wd5aF

A Champion's Last Fight: The Struggle with Life After Boxing, por Nick Parkinson (2016) - https://amzn.to/2UdV78w

The Sweet Science Goes Sour: How Scandal Brought Boxing to Its Knees, por Thomas Myler e Bert Randolph Sugar (2006) - https://amzn.to/2xK4u8r

Vale lembrar que os preços e a quantidade disponível dos produtos condizem com os da data da publicação deste post. Além disso, a Aventuras na História pode ganhar uma parcela das vendas ou outro tipo de compensação pelos links nesta página.

Aproveite Frete GRÁTIS, rápido e ilimitado com Amazon Prime: https://amzn.to/2w5nJJp

Amazon Music Unlimited – Experimente 30 dias grátis: https://amzn.to/3b6Kk7du