Matérias » Segunda Guerra

Neste dia, em 1945, uma bomba era lançada em direção a Nagasaki

Como demonstração do poder nuclear dos EUA, a bomba Fat Man resultou na morte de 80 mil pessoas

Redação Publicado em 09/08/2020, às 00h00

O efeito da bomba em Nagasaki
O efeito da bomba em Nagasaki - Wikimedia Commons

Às 11h02 de 9 de agosto de 1945, a bomba Fat Man foi lançada em direção a Nagasaki. O artefato, carregado com 6,4 quilos de plutônio-239, explodiu a 469 metros do chão. O que se seguiu foi horror puro: a cidade japonesa sumiu do mapa. A detonação provocou um calor de 3.900 graus Celsius e ventos de 1.005 km/h. Cerca de 80 mil pessoas morreram imediatamente.

Na história das guerras, nunca foram usadas bombas tão potentes quanto as que foram lançadas em agosto de 1945 sobre o Japão. Às 8h15 do dia 6 de agosto, o bombardeiro B-29 americano Enola Gay lançou sobre a cidade de Hiroshima, no sul do Japão, a primeira bomba atômica da história, detonada por uma reação em cadeia de urânio-235. 

Em poucos segundos, a Little Boy, como os americanos chamavam a carga explosiva, formou um cogumelo de fumaça de 18 quilômetros de altura e matou 80 mil pessoas. Pássaros queimaram em pleno vôo; cadáveres transformados em cinzas continuaram de pé; cérebros, olhos e intestinos explodiram com o calor.

Rastros da bomba / Crédito: Wikimedia Commons

 

Com poder equivalente a mais de 15 mil toneladas de explosivos, a bomba ainda mataria mais 200 mil japoneses nos cinco anos seguintes de doenças provocadas pela radiação e complicações decorrentes dos ferimentos.

Três dias depois, veio a segunda bomba, em Nagasaki. O golpe de misericórdia arrasou a cidade: dos 263 mil habitantes, cerca de 80 mil morreram. O cogumelo de fumaça era visível a 400 quilômetros de distância — como se uma bomba lançada sobre o Rio de Janeiro fosse vista de São Paulo.

Em Hiroshima, três dias antes, o responsável por fotografar a destruição havia sido o sargento americano Bob Caron. No caso de Nagasaki, não se sabe quem fez o registro. Certo mesmo é que seu autor era um dos militares que estavam nos bombardeiros envolvidos na missão.

Registro da bomba após o lançamento / Crédito: Wikimedia Commons

 

Foi desse ângulo privilegiado que o autor clicou a nuvem de 18 quilômetros de altura. Depois desse ataque, nenhuma bomba atômica voltou a ser usada em guerras. Mas a sombra do cogumelo de Nagasaki ainda paira sobre o planeta.

Mas, por que, depois do sucesso da missão em Hiroshima, os americanos lançaram outra bomba em Nagasaki?

"Os dois ataques eram desnecessários, mas os Estados Unidos gastaram cerca de 2 bilhões de dólares nas bombas, o maior investimento feito num artefato de guerra. Queriam mostrar aos soviéticos que tinham poder e que estavam prontos para usá-lo", diz o historiador Martin Sherwin, autor do livro A World Destroyed: Hiroshima and its Legacies (Um Mundo Destruído: Hiroshima e seu Legado).

"A bomba também serviu para evitar a morte de milhões de pessoas, caso a guerra continuasse no solo", afirma o historiador americano Gerhard Weinberg. Ironicamente, a bomba que matou tantas pessoas serviu também como arma de ameaça para evitar outros conflitos e outras tantas mortes.


++Saiba mais sobre a Segunda Guerra Mundial por meio de grandes obras disponíveis na Amazon Brasil

Box Memórias da Segunda Guerra Mundial, de Winston Churchill (2019) - https://amzn.to/2JWtKex

A Segunda Guerra Mundial, de Antony Beevor (2015) - https://amzn.to/2Rr2xFa

A Segunda Guerra Mundial: Os 2.174 dias que mudaram o mundo, de Martin Gilbert (2014) - https://amzn.to/34DnO3T

Os mitos da Segunda Guerra Mundial, de Vários Autores (2020) - https://amzn.to/2VdiMXa

Continente selvagem: O caos na Europa depois da Segunda Guerra Mundial, de Keith Lowe (2017) - https://amzn.to/2RqF32D

Vale lembrar que os preços e a quantidade disponível dos produtos condizem com os da data da publicação deste post. Além disso, a Aventuras na História pode ganhar uma parcela das vendas ou outro tipo de compensação pelos links nesta página.

Aproveite Frete GRÁTIS, rápido e ilimitado com Amazon Prime: https://amzn.to/2w5nJJp 

Amazon Music Unlimited – Experimente 30 dias grátis: https://amzn.to/2yiDA7W