Matérias » Curiosidades

A dura história do menino que recebeu uma nota falsa de R$ 100 ao vender trufas

O caso aconteceu em Jundiaí, no interior de São Paulo, e veio a tona na última quinta-feira, 27

Isabela Barreiros, sob supervisão de Thiago Lincolins Publicado em 31/05/2021, às 18h50 - Atualizado às 19h34

Imagem ilustrativa de nota de cem reais
Imagem ilustrativa de nota de cem reais - Wikimedia Commons

No final de semana do dia 22 de maio, um jovem de 13 anos estava vendendo doces em um semáforo na região do Retiro em Jundiaí, no interior de São Paulo. Naquele dia, parecia que ele tinha tirado a sorte grande: vendeu R$ 100 de trufas para apenas uma pessoa.

Uma motorista parou o menino e comprou uma quantidade enorme de guloseimas, — tudo o que estava vendendo —, entregando-o uma nota de cem reais. Nota de valor grande que fez com que o adolescente ficasse extremamente feliz, ao conseguir tal valor em apenas uma venda.

No entanto, o final não seria feliz para o jovem. Não foi até a última quinta-feira, 27, que ele percebeu que tratava-se de uma nota falsa. Para comprovar o que estava pensando, foi até um supermercado localizado na região para que os funcionários pudessem testar a veracidade do papel.

Em entrevista ao portal do G1, o segurança do estabelecimento, Sandro Moraes, disse que estava no mercado quando o menino pediu ajuda. Ele ficou comovido com a situação e publicou fotos nas redes sociais, buscando ajuda financeira para o jovem.

Quando entrou no estabelecimento, ele perguntou ao segurança se a nota era falsa. “Na hora que peguei já vi que era. Era uma falsificação muito grosseira. Era a mesma coisa de ter colocado numa impressora e feito uma cópia. Ele deve ter ficado feliz com a venda e não percebeu", explicou Moraes ao G1.

Uma nota falsa

Nota falsificada de R$ 100 / Crédito: Divulgação/G1/Arquivo Pessoal

 

Quando o garoto pediu ajuda no mercado, inúmeros testes foram feitos na nota por um fiscal, mas não foi muito difícil de entender que se tratava de uma nota falsificada. Um exemplo simples é que não havia ao menos marca d’água no papel usado como dinheiro.

"Por dentro era um papel branco”, disse o funcionário do local. “O olho dele encheu de lágrima e ficou o sentimento de impotência. Coloquei a história nas redes sociais para as pessoas ajudarem”, completou, comovido com a história do jovem.

Ainda que estivesse passando por uma situação complicada, o menino pensou em deixar a nota no local, para que servisse de exemplo para os funcionários do caixa, por exemplo. Ele não queria que mais pessoas passassem pelo mesmo problema.

O segurança ainda disse: “Foi honesto, não agiu de má-fé e ainda quis ajudar o pessoal. Acredito que a pessoa que repassou será difícil achar, mas, quando colocar a cabeça no travesseiro, vai bater a consciência”.

"Ele já pegou [notas falsas] algumas outras vezes e rasgamos quando percebemos que tinha algo errado. Também não posso afirmar que a motorista tenha feito isso de maldade, porque ela também pode não ter percebido", afirmou a mãe do jovem, que preferiu manter-se anônima, também ao G1.

A mulher explicou ao portal que o filho gosta de vender as trufas para conseguir uma renda própria, mas que estuda em um colégio perto do semáforo onde faz as vendas. "Eu sempre sei onde meu filho está e às vezes ele compra alguns alimentos para a casa com o dinheirinho dele", disse.

Como informou o portal de notícias, nenhum boletim de ocorrência foi registrado mesmo após a confirmação da nota falsificada. A história foi repercutida pela mídia e viralizou nas redes sociais na última semana.


+Saiba mais sobre o tema através das obras abaixo, disponíveis na Amazon:

Cedulas do Brasil 1883 a 2019, de Claudio Patrick Amato (2019) - https://amzn.to/3lU6Whs

A ascensão do dinheiro, de Niall Ferguson (2017) - https://amzn.to/3jGSkjy

The Evolution of Money (Edição em Inglês), de David Orrell e Roman Chlupatý (2016) - https://amzn.to/3h1w9mx

Capital in the Twenty–First Century (Edição em Inglês), de Thomas Piketty (2017) - https://amzn.to/2YY4g8o

Vale lembrar que os preços e a quantidade disponível dos produtos condizem com os da data da publicação deste post. Além disso, a Aventuras na História pode ganhar uma parcela das vendas ou outro tipo de compensação pelos links nesta página.

Aproveite Frete GRÁTIS, rápido e ilimitado com Amazon Prime: https://amzn.to/2w5nJJp

Amazon Music Unlimited – Experimente 30 dias grátis: https://amzn.to/2yiDA7W