Matérias » União Soviética

Conheça Felix Dadaev, o cover de Stalin

Para conseguir interpretar o ditador soviético com maestria, Dadaev foi treinado intensamente pela inteligência russa

Isabela Barreiros Publicado em 06/10/2019, às 09h00

Felix Dadaev, à esquerda, e Josef Stalin
Felix Dadaev, à esquerda, e Josef Stalin - Reprodução

O ditador soviético Josef Stalin governou a União Soviética de 1927 até sua morte, em 1953. Tendo muitos inimigos, o líder autoritário passou a temer constantemente pela sua própria segurança. A solução encontrada por ele e sua equipe foi uma usada por inúmeros ditadores além dele: sósias.

O chamariz político, termo usado para designar pessoas que se passam por políticos, no intuito de desviar a atenção da figura. Por se parecerem fisicamente com os alvos, os dublês são treinados para agir e falar como os próprios líderes.

O mais conhecido sósia de Josef Stalin foi Felix Dadaev, um ex-soldado da Segunda Guerra Mundial. Ele relevou esse segredo da sua vida apenas em 2008, ao lançar uma autobiografia apenas aos 88 anos. Segundo Dadaev, ele tinha medo de que o governo russo reprovasse a decisão.

Felix Dadaev, à esquerda, e Josef Stalin / Crédito: Reprodução

 

Com cerca de 20 anos, o soldado estava servindo na Segunda Guerra quando sofreu um grave acidente, sendo levado para um hospital da região em que estava. Durante esse processo, ele foi procurado pelo antecessor da KGB, o NKVD. Ele foi declarado como morto para sua família e, depois disso, começou a prestar serviços para o governo russo, sendo o dublê de Stalin.

Os dois eram muito parecidos. Em 2008, o Dadaev alegou que apenas uma coisa os diferia: suas orelhas. Segundo ele, essa parte de seu corpo era menor que a de Stalin. Mas esse detalhe não foi capaz de revelar o secreto plano dos soviéticos para o público.

A aparência não era suficiente para que ele fosse visto como o ditador — era preciso que ele ensaiasse seus comportamentos, falas e gestos. Assim, ele estudou a figura soviética durante meses de treinamento, assistindo filmes e palestras para conseguir interpretar de maneira fiel o famoso líder.

Dadaev usava maquiagem e vestia-se exatamente como Stalin. Ele chegou a participar de inúmeras reuniões em toda a Rússia, passando-se pelo político.

Exatamente pelo objetivo de tornar-se onipresente, os dois raramente se encontravam. O sósia era enviado para lugares somente para aparecer na mídia enquanto o verdadeiro dirigia-se a outro local.

De acordo com a autobiografia de Dadaev, ele e Stalin se viram apenas uma vez. Nos anos 1950, eles ficaram frente a frente e o governante apenas sorriu e acenou para o dublê.