Matérias » Ásia

A vida no Irã pré-revolucionário em 10 imagens impressionantes

Antes da Revolução Islâmica de 1979, o Irã era um dos países mais ocidentalizados do Oriente Médio, se desenvolvendo economicamente

André Nogueira Publicado em 15/12/2019, às 09h00

Jovens se divertem em uma praia
Jovens se divertem em uma praia - Wikimedia Commons

Até os anos 1970, o Irã foi um país comandado por uma estrutura milenar de poder ligado à figura do xá, um cargo monárquico que remete ao Império Aquemênida, sendo caracterizado pelos poderes plenos do rei. Existe uma memória indenitária que se afasta do Islã e se aproxima da Pérsia de Ciro, o Grande. O principal xá persa foi seu último, Reza Pahlavi, responsável por um movimento de alinhamento com o Ocidente conhecido como Revolução Branca.

A Pérsia de Pahlevi seguia o legado de modernização econômica e cultural do rei anterior, Reza Xá, mas agravando algumas posições. Com Pahlavi, o petróleo foi estatizado, reformas econômicas de dinamização da produção foram implementadas, a secularização da religião foi incentivada, fomentou-se a indústria e concedeu-se direito ao voto às mulheres, com o objetivo de transformar o Irã numa potência mundial.

Entretanto, Pahlavi perdeu credibilidade nos anos 1970, principalmente entre os religiosos, com a não aproximação do Islã com o governo pela concentração de renda gerada por suas reformas. Além disso, também se distanciou dos nacionalistas - o governo foi responsável por uma aproximação forte com o Ocidente, tornando o padrão de consumo persa obrigatoriamente mimetizado ao da Europa. A urbanização era extremamente concentrada e a alfabetização destinada só aos homens.

Como consequência, o governo do xá foi desestabilizado, com perdas importantes de aliados da sociedade civil, levando à crise do governo ocidentalizante do Irã. Em 1979, uma revolução nacionalista, fundamentalista religiosa e anti-ocidente tomou curso em Teerã, comandada pelo Aiatolá Khomeini, dando origem à República Islâmica que conhecemos hoje na Pérsia Moderna.

1. Com importantes investimentos na área da saúde, as grandes cidades tornaram-se centros cosmopolitas

Crédito: Wikimedia Commons

 

2. As praias do Irã eram mais livres antes do código de vestimenta da Revolução

Crédito: Domínio Público

 

3. Uma das modernizações de Pahlevi foi a criação de uma seleção de futebol

Crédito: Divulgação/Facebook

 

4. Primeira eleição com voto feminino, em 1963

Crédito: Wikimedia Commons

 

5. Soldados soviéticos e britânicos durante invasão do Irã na Segunda Guerra Mundial

Crédito: Wikimedia Commons

 

6. Família em piquenique usam roupas ocidentais, padronizadas pelo governo

Caption

 

7. Xá Mohammed Reza Pahlevi

Crédito: Wikimedia Commons

 

8. Corpo de Alfabetização composto por professoras uniformizadas

Crédito: Wikimedia Commons

 

9. Jovens se divertem na praia 

Crédito: Wikimedia Commons

 

10. A juventude ficou marcada pelas roupas ocidentais e hábitos laicos

Crédito: Wikimedia Commons

+ Saiba mais sobre a Revolução Iraniana pelas obras abaixo:

1. A Revolução Iraniana - https://amzn.to/2LRZHGc

2. O Enigma da Revolta: Entrevistas Inéditas Sobre a Revolução Iraniana - https://amzn.to/38AEb2v

3. O Estado Islâmico: A Revolução Iraniana e a formação do pensamento revolucionário - https://amzn.to/2spdUn4

4. O xá dos xás - https://amzn.to/35jBzEi

5. Foucault e a Revolução Iraniana - https://amzn.to/2Ekx0gR

Vale lembrar que os preços e a quantidade disponível dos produtos condizem com os da data da publicação deste post. Além disso, assinantes Amazon Prime recebem os produtos com mais rapidez e frete grátis, e a revista Aventuras na História pode ganhar uma parcela das vendas ou outro tipo de compensação pelos links nesta página.