Matérias » Guerras

A Menina do Napalm: A icônica foto que revelou o horror da Guerra do Vietnã

A foto de Kim Phuc, tirada por Nick Ut, gerou polêmica dentro das redações jornalísticas e retratou as atrocidades do conflito armado

Fabio Previdelli Publicado em 22/10/2019, às 06h00

A Menina do Napalm
A Menina do Napalm - Nick Ut

A Guerra do Vietnã foi um grande conflito armado que ocorreu por quase duas décadas — desde novembro de 1955 até a queda de Saigon em 30 de abril de 1975 — entre o Vietnã do Norte (apoiado pela União Soviética e por outros aliados comunistas), contra o Vietnã do Sul (que tinha apoio dos norte-americanos e de outros países anti-comunistas).

O enfrentamento, que aconteceu no auge da Guerra Fria, é descrito como uma guerra por procuração, na qual dois países usam terceiros (os proxies) como intermediários para não lutarem entre si.

Apesar de toda a barbaridade e destruição que uma guerra pode causar, o horror ocasionado pelo conflito só foi assimilado pelo público depois de uma foto tirada Nick Ut, da agência Associated Press.

Apesar da fotografia ser premiada com o World Press Photo em 1972 e o Pulitzer em 1973, a imagem gerou enorme debate dentro das redações jornalísticas e, anos mais tarde, no Facebook.

O contexto da foto

Em 8 de julho de 1972, Nick estava do lado de fora da aldeia de Trang Bang, cerca de 40 quilômetros de Saigon, quando a força área do Vietnã do Sul, por engano, bombardeou a região com napalm - uma substância altamente inflamável produzida à base de gasolina gelificada.

Quando Ut olhou para a estrada, ele viu um grupo de moradores fugindo do ataque. Entre eles, estava a jovem Kim Phuc Phan Thi, um jovem de 9 anos que corria nua e que gritava desesperadamente “Nóng quá, nóng quá” (muito quente, muito quente).

Após o clique, ele e outro fotógrafo socorreram a menina com a água de seus cantis. Imediatamente, Kim e algumas outras crianças da foto foram levadas pelo fotógrafo para um hospital a meio caminho de Saigon, o Cu Chi General Hospital.

Crianças vietnamitas correndo após o ataque / Crédito: Getty Imagens

 

Na época, a imagem teve um impacto brutal, destacando que a guerra estava fazendo mais mal do que bem. Além do mais, ela provocou uma série de debates dentro das redações jornalísticas, que, assim como o New York Times, anularam suas políticas e decidiram que a nudez da criança era só um dos pormenores de todo o contexto histórico da fotografia.

A censura na rede de Zuckenberg

Apesar da foto não ser censurada em jornais, quase quatro décadas depois, em 2016, a imagem chegou a ser banida do Facebook, por poder ser categorizada como pornografia infantil.

"Embora reconheçamos que esta foto é icônica, é difícil criar uma distinção entre permitir a fotografia de uma criança nua em um caso e não em outros", dizia uma nota liberada à imprensa.

Porém, horas depois, a decisão foi revogada: “Depois de ouvir nossa comunidade, analisamos novamente como nossos padrões comunitários foram aplicados neste caso. Presume-se que uma imagem de uma criança nua viole nossos padrões da comunidade e, em alguns países, pode até se qualificar como pornografia infantil. Nesse caso, reconhecemos a história e a importância global dessa imagem ao documentar um momento específico no tempo.”.

Questionada sobre toda a situação, Kim Phuc declarou: “Estou triste com aqueles que se concentrariam na nudez na imagem histórica e não na poderosa mensagem que ela transmite. Apoio inteiramente a imagem documental tomada por Nick Ut como um momento de verdade que captura o horror da guerra e seus efeitos sobre vítimas inocentes. ”

O editor-chefe Espen Egil Hansen, com a edição de Aftenposten, com a foto e uma carta aberta a Mark Zuckerberg, acusando-o de abusar do poder / Crédito: The Guardian

 

A foto se tornou uma abreviação cultural para as atrocidades da Guerra do Vietnã e juntou-se ao ‘Monge em Chamas’, de Malcolm Browne, e a ‘Execução em Saigon’, de Eddie Adams, como imagens definidoras desse conflito brutal.


Saiba mais sobre a Guerra do Vietnã:

1. A menina da foto: Minhas memórias: do horror da guerra ao caminho da paz - https://amzn.to/2PaAgCf

2. A História da Guerra do Vietnã (2016) - https://amzn.to/2MZM5Zd

3. O Século de Sangue - 1914-2014: as vinte guerras que mudaram o mundo - https://amzn.to/32xA0Bi

4. Vietnã pós-guerra - Viagens radicais: Uma aventura no Sudeste Asiático - https://amzn.to/2Jbvpgh

5. A Guerra Inesquecível do Vietnã: A Guerra Americana no Vietnã – A Guerra da Selva, de S. F. Meaker, Scott (2016) - https://amzn.to/2VR0V8t

Vale lembrar que os preços e a quantidade disponível de produtos condizem com os da data da publicação deste post. Além disso, a revista Aventuras na História pode ganhar uma parcela das vendas ou outro tipo de compensação pelos links nesta página.