Matérias » Personagem

Natal de 1989: Nicolae Ceausescu era executado

O líder comunista havia governado a Romênia desde 1968. Conheça também outros déspotas que foram do poder absoluto à morte com desonra

Vitor Orlando Gagliardo Publicado em 25/12/2018, às 10h00

Nicolae Ceausescu
Reprodução

Ainda na juventude, Nicolae Ceausescu juntou-se ao Partido Comunista Romeno. Foi subindo pelas patentes durante o governo socialista de Gheorghe Gheorghiu-Dej. Quando da morte do governante, em 1965, Ceaușescu foi apontado seu sucessor como Secretário-Geral do Partido Comunista.

Começou seu governo em 1968. Depois de um breve período de estabilidade política, ele rapidamente reforçou o caráter ditatorial de seu governo. Reforçou a repressão política, o abuso de direitos humanos e a censura à imprensa. Em meados dos anos 80, o país entrou em recessão. O grosso da população passou a ter grandes dificuldades para conseguir alimento.

Nicolae Ceausescu morto Reprodução

E, ainda assim, em novembro de 1989, Ceausescu foi “reeleito” líder do governo (numa típica eleição comunista). Em meio à onda de revoluções que terminou com o comunismo em países como Alemanha, Polônia, Hungria e Checoslováquia, Nicolae Ceausecu tentou fazer um discurso exaltando as virtudes do socialismo, em 22 de dezembro. A multidão começou a vaiar e atirar pedras, e Ceausecu teve de se esconder. O pequeno tumulto logo se tornou uma revolução nacional e as forças armadas mudaram de lado.

No Natal do mesmo ano, pego tentando fugir de helicóptero, foi julgado por genocídio e destruir a economia, e executado por um pelotão de fuzilamento. Enquanto estava no paredão, cantou a Internacional Socialista, o hino do movimento comunista e da União Soviética.