Matérias » Crimes

O insano casal suburbano que matou 10 mulheres, incluindo suas filhas

Por fora, os West eram apenas duas pessoas gentis. Por dentro, eram sádicos que torturavam, estupravam e assassinavam jovens inocentes

Pamela Malva Publicado em 28/02/2020, às 15h00 - Atualizado às 16h00

Foto dos assassinos Fred e Rose West
Foto dos assassinos Fred e Rose West - Divulgação/Youtube

Aos 27 anos, Fred West caminhava pelas ruas procurando sua enteada, Charmaine, quando cruzou o caminho de Rosemary West, de 15 anos. Os dois se conheceram em um ponto de ônibus e a atração foi instantânea.

Apaixonados, os dois mal enxergavam os passados obscuros um do outro. De um lado, Rose teve uma infância conturbada, com uma mãe depressiva e um pai violento; do outro, Fred tinha problemas com a polícia e foi preso logo no começo da relação.

No auge de sua adolescência, Rose se viu responsável por Charmaine e por sua filha, Anne Marie. Com apenas 17 anos, ela foi forçada a viver a vida de uma adulta, e passou a cultivar um ódio profundo pelas duas crianças de quem cuidava. Em 1971, Charmaine desapareceu.

Quando questionada sobre a menina, ela apenas respondeu que a pequena teria ido morar com a mãe. E ponto final. Anos mais tarde, a própria mãe de Charmaine apareceu, procurando por sua filha. Em pouco tempo, a mulher também sumiu do mapa.

Rosemary West, responsável pela morte de 10 mulheres / Crédito: Divulgação

 

Nesse meio tempo, Fred saiu da prisão e encontrou sua esposa, Rose, se prostituindo em casa, para conseguir dinheiro. Ele não apenas a incentivou, como, por muitas vezes, assistiu às sessões que ela marcava. E, a partir daí, a história começou a ficar muito mais obscura.

Casa dos horrores

Acompanhados de seus filhos, o casal vivia em uma residência em Gloucester, conhecida posteriormente como a Casa dos Horrores. No local, eles praticavam os mais hediondos crimes contra pensionistas e jovens que aceitavam suas caronas mortais.

No porão da casa suburbana, Rose e Fred estupravam, torturavam, açoitavam e matavam diversas pessoas. Quando terminavam, os dois escondiam os cadáveres em sua adega e, quando o local começou a ficar cheio, passaram a atirar os corpos em seu jardim.

As crueldades ainda se estendiam para as duas filhas biológicas dos West, que sofriam como qualquer outra vítima. Mae, uma delas, era obrigada a agendar os encontros de prostituição da mãe e, depois, era estuprada, assim como Anne Marie, sua irmã.

As duas eram alvos constantes do pai, de homens que pagavam pelo sexo e de seu próprio tio. Anne Marie, inclusive, engravidou de Fred e contraiu diversas doenças, devido aos muitos atos sexuais que ela era obrigada a cometer.

Anne Marie, em entrevista em 1996 / Crédito: Divulgação/Youtube

 

A última vítima

Rose e Fred West continuaram nessa lógica sádica até sua filha mais velha, Heather, desaparecer, em 1987. Para todos que perguntavam, entretanto, Rosemary afirmava que a menina de 16 anos teria apenas fugido, procurando por uma vida melhor.

O começo do fim veio em 1992, quando um amigo das meninas ficou sabendo sobre as sessões de tortura, e alertou os serviços sociais. Mae e Anne Marie foram removidas da casa, mas não prestaram qualquer depoimento e, eventualmente, retornaram para os pais.

Pouco depois, os mesmos assistentes sociais que investigavam o caso descobriram que as irmãs estavam sendo ameaçadas. Em conversas descontraídas na polícia, as duas meninas disseram temer que “acabariam como Heather”.

Fred e Rosemary West / Crédito: Wikimedia Commons

 

Foi apenas em 1994 que a polícia investigou a Casa dos Horrores, dando atenção especial à adega e ao jardim. Nos cômodos, encontraram os restos de Heather e outras sete mulheres, além dos cadáveres de Charmaine e sua mãe, Rena.

A maioria das vítimas havia sido decapitada ou desmembrada. Uma das mulheres foi escalpelada, enquanto outra havia sido mumificada ainda viva — canudos foram enfiados em suas narinas, para que ela pudesse respirar durante o processo de mumificação.

Logo que a polícia indiciou o casal, Fred assumiu toda culpa, reivindicando todos os assassinatos. Protegida pelo marido leal, Rosemary West se fazia de desentendida. A verdade, todavia, veio à tona e Rose foi acusada igualmente.

Aos 42 anos, Rosemary West foi condenada à prisão perpétua e se despediu de seu amado companheiro de crimes. Fred West teve o mesmo fim, mas cometeu suicídio assim que chegou à cadeia. Ele tinha 53 anos.


+Saiba mais sobre outros crimes através dos livros abaixo

Famigerado!: a História de Luz Vermelha, o Bandido que Aterrorizou São Paulo nos Anos de 1960, de Gonçalo Junior (2019) https://amzn.to/2JLfeGQ

Arquivos Serial Killers. Made in Brazil e Louco ou Cruel, de Ilana Casoy (2017)  - https://amzn.to/2IUCmST

Casos de Família: Arquivos Richthofen e Arquivos Nardoni: Abra os arquivos policiais, de Ilana Casoy (2016)  - https://amzn.to/2ppHCXA

Lady Killers, de Tori Telfer (2019) - https://amzn.to/388BST5

Vale lembrar que os preços e a quantidade disponível dos produtos condizem com os da data da publicação deste post. Além disso, assinantes Amazon Prime recebem os produtos com mais rapidez e frete grátis, e a revista Aventuras na História pode ganhar uma parcela das vendas ou outro tipo de compensação pelos links nesta página.