Matérias » Segunda Guerra

Operação Greif: o plano insano dos soldados da SS para enganar os Aliados

O próprio Führer elaborou uma tática insólita para invadir a linha das tropas americanas

Daniela Bazi Publicado em 28/11/2019, às 12h24

Tropas durante a Operação Greif
Tropas durante a Operação Greif - Getty Images

O ano de 1944 marcou os momentos finais da Segunda Guerra Mundial. Com a chegada dos Aliados ocidentais no dia 6 de junho, no chamado Dia-D, a Alemanha nazista procurava por desesperadas alternativas para evitar a derrota.

A Batalha de Bulge, mais conhecida como Batalha de Ardenas, foi uma das mais violentas de toda a guerra. Como uma última tentativa, Hitler enviou seus soldados ao fronte ocidental em uma contraofensiva para se manter na disputa.

Em dezembro de 1944, no começo da Batalha, o ditador nazista enviou Otto Skorzeny, líder de um esquadrão de elite da SS, para a Operação Greif. Essa missão consistiu no envio de soldados alemães que falavam inglês vestidos de uniformes americanos para as linhas dos Aliados.

Skorzeny era o militar nazista favorito de Hitler. / Créditos: Getty Images

 

Skorzeny forneceu documentos falsificados do exército dos Estados Unidos e, em questão de dias, utilizando tanques e comboios disfarçados, os alemães conseguiram causar pânico e confusão na linha dos inimigos. Eles caminharam por estradas erradas, destruíram depósitos de munição, trocaram sinais de trânsito e destruíram linhas telefônicas sem a desconfiança dos Aliados.

Entretanto, logo a notícia de que tropas impostoras estavam infiltradas começaram a se espalhar. A reação do exército dos Estados Unidos foi montar postos de controle nas principais estradas e fazer perguntas a todos que passavam sobre beisebol e cultura americana no geral para poder captura-los.

Apenas oito dos 44 soldados alemães foram capturados pelas tropas inimigas. Entretanto, revelaram que Skorzeny planejava assassinar o general Dwight D. Eisenhower. Com receio do possível ataque, Eisenhower permaneceu por dias confinado em seu escritório.

Dwight D. Eisenhower chegou a ser presidente dos EUA de 1953 até 1961. / Créditos: Getty Images

 

Otto foi julgado em Dachau por crimes de guerra, em 1947, mas absolvido pelo caso não ter se sustentado. Apesar de ainda permanecer prisioneiro de guerra por precisar responder a acusações de outros países, como o uso indevido de uniformes americanos, o comandante conseguiu escapar com a ajuda de conhecidos da SS. Skorzeny morreu de câncer no ano de 1947, em Madri.

Mesmo a Operação Greif sendo considerada um sucesso, a Batalha de Ardenas foi decisiva para o fim da guerra. O exército alemão sofreu uma perca em massa de homens e suprimentos, contabilizando aproximadamente 100 mil alemães mortos. O conflito só acabou em 25 de janeiro de 1945.


+Saiba mais sobre a Segunda Guerra com os livros abaixo

A chegada do terceiro reich, Richard J. Evans (2017)

Link - https://amzn.to/2sqOl5k

Hitler, Ian Kershaw (2010)

Link - https://amzn.to/2DBZOkZ

A Segunda Guerra Mundial, Martin Gilbert (2014)

Link - https://amzn.to/2sjcKJQ

Os bebês de Auschwitz, Wendy Holden (2015)

Link - https://amzn.to/2L4d0D0

Vale lembrar que os preços e a quantidade disponível dos produtos condizem com a BlackFriday e estarão disponíveis até 01/12/2019. Além disso, assinantes Amazon Prime recebem os produtos com mais rapidez e frete grátis, e a revista Aventuras na História pode ganhar uma parcela das vendas ou outro tipo de compensação pelos links nesta página.